Share on Google+

Doutor Jivago

  (Doctor Zhivago)
Sinopse Considerado um dos cem mais importantes filmes da história do cinema mundial, chega agora a versão definitiva de um verdadeiro clássico: Dr. Jivago. Vencedor de cinco Oscar® incluindo o de Melhor Trilha Sonora composta por Maurice Jarre, Dr. Jivago é um dos mais belos filmes dirigidos por David Lean (Lawrence da Arábia ), contando a história de um amor impossível entre o jovem médico Iury Jivago (Omar Sharif) e a bela Lara (Julie Christie), uma paixão que atravessa uma revolução e uma guerra mundial. Um filme apaixonante, com imagens memoráveis, como a da revolução russa nas ruas de San Petersburg, a travessia de trem pelos Montes Urais, e as incontáveis cenas de batalhas pela Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Doutor Jivago
Título Original Doctor Zhivago
Ano Lançamento
Gênero Drama / Romance / Guerra
País de Origem EUA / Itália / Reino Unido
Duração197 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Warner Home Video
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Yuri
... Lara
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Prelude in G minor, Op.23-5”(1901) (não creditada)
Composta por Sergei Rachmaninoff
“The Internationale”Letra de Eugène Pottier
Música de Pierre De Geyter
[
Cantada por crowd in the street]

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

02/07/2013 - Julia (31 anos)

141
  Regular
Denunciar
Não me recordo o nome do filme, mas sim dos atores. Edward Norton era um médico bom e sua esposa bela, que era a atriz Naomi Wats. Esse filme é bem chatinho, muito parado, e não gostei da performance dos personagens, apesar deles já demonstrarem atuar melhor em outros filmes. Porém, este filme é um exemplo de amor verdadeiro, pois o que Norton fez por sua esposa é mais do que paixão e amor de início. Esse é o verdadeiro amor, diferente do que eu quis dizer sobre o Dr. Jivago x Lara.

10/11/2013 - Jose Macedo (58 anos)

142
  Ótimo
Denunciar
Eu adorei este filmes é um clássico do cinema nota 10.

24/03/2014 - Maria Lucia (65 anos)

  Ótimo
Denunciar
Este filme foi o melhor filme da minha vida eu não esqueço, eu vi este filme a 49 anos muito lindo!

24/03/2014 - Maria Lucia (65 anos)

  Ótimo
Denunciar
Este filme foi o melhor que já vi atores maravilhosos, música linda e figurino lindo eu sou apaixonada por este filme.

06/09/2014 - Abel Barros (54 anos)

  Ótimo
Denunciar
O melhor filme que já assisti. De coração! Inclusive tenho o DVD e vez ou outra, assisto.

25/09/2014 - João Clodomir Ramos (61 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme que marcou minha adolescência e minha juventude, sou nascido em 1953, vi o filme a primeira vez em 1966. Por toda minha vida tenho cantado Tema de Lara, principalmente com meus filhos e agora netinhos. Tenho o Filme Dr Jivago, o livro Dr Jivago e a música Tema de Lara. Sou apaixonado pelo filme, cenário, história, figurino, época, enfim o melhor filme que já vi. Abraços a todos os fãs dessa película maravilhosa.

04/10/2014 - Jivago Souto (23 anos)

  Ótimo
Denunciar
Vou carregar a história deste filme por toda vida, pois foi ele que inspirou meu nome dando origem a um nome um tanto diferente par os padrões que vivemos, mas ainda assim prefiro meu nome Jivago do que um Rafael ou Filipe da vida.

31/10/2014 - Gilberto (45 anos)

  Ótimo
Denunciar
O filme reflete bem o contexto dos últimos acontecimentos no Brasil, em que tem se configurado uma política de ódio entre classes, se o cenário do Brasil de 1964 fosse esse que configura hoje, com o Brasil dividido, certamente hoje seriamos uma ditadura comunista. Pois o ódio entre classes é o momento certo para se deflagra uma revolução tal qual relata o filme.

06/06/2015 - Clemilson (35 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ótimo, muito esclarecedor, memorias.

11/07/2015 - Luis Fernando Pereira (43 anos)

  Bom
Denunciar
Morreu nessa última sexta-feira 10/07/15, o lendário Omar Sharif, uma das grandes feras da época de ouro do cinema. Em Dr. Jivago ele está ótimo, e o filme é "bom", com uma trilha sonora épica. Mas, o desempenho extraordinário de Omar Sharif, sem dúvida foi, em Laurence da Árabia, simplesmente épico. Obrigado, Omar Sharif...

02/01/2016 - Júlio César O'May (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
Uma das maiores superproduções da história do cinema, Dr. Jivago emocionou e encantou os anos 60 e continua atemporal. Filmaço!

29/05/2016 - Marco All (49 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme da época que só haviam mestras nas direções. Um épico.

04/07/2016 - Dani (14 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ótimo filmes, realmente excelente. Tudo nele é bonito. Muito bem dirigido, muito bem tudo. Excelente. Empata com o melhor filme que já vi.

29/09/2017 - Robson (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Impossível não dar ótimo para esse espetacular filme. São mais de três horas, que vale a pena. Um pouco de história, um pouco de drama. Fotografia e trilha sonora excelentes. Bela direção de David Lean. Elenco de primeira. Não se faz mais filmes como esses.

03/02/2018 - Zequita (57 anos)

  Ótimo
Denunciar
Mas não só de rostos novos se faz o elenco deste filme. Nomes notáveis como o de Rod Steiger no papel de impiedoso Komarovsky, o perseguidor de Lara; o de Alec Guiness como Yevgraf, o misteriosos meio-irmão de Zhivago; além de Sir Ralph Richardson (padastro de Zhivago) e de Siobhan McKenna (mãe de Tonya), o filme garante a deliciosa harmonia necessária a um grande filme. Além do maravilhoso elenco, a equipe técnica de “Doutor Zhivago” é igualmente impecável. Desde a direção de arte (capaz de transformar um território hispânico no gélido Moscou), até a direção de fotografia, que imprimiu na película as luzes e cores das paisagens e dos interiores mais belos possíveis, em consonância com o que era narrado no romance. Acredito que em matéria técnica, a direção de fotografia chega a ofuscar os demais departamentos. As mudanças de estações do ano para determinar uma passagem no tempo, como, por exemplo, as cenas de inverno serem rodadas como num filme em preto e branco, e a alternância disso para uma tonalização ora dourada (lembrando das seqüências dos girassóis) ora prateada. A terceira grande cor presente no filme é o vermelho, capaz de exprimir todo o horror daquele momento. A música de Maurice Jarre, também inesquecível, que contribuiu, e muito, para a colocação de “Doutor Zhivago” em um dos mais altos pedestais da Cinematografia Universal, também não pode ser desmerecida (nem poderia, pois só o “tema de Lara” é ainda lembrando como mais uma dos maravilhosos exemplos das mais belas trilhas sonora feitas pra Cinema). Tudo isso contribui para o engrandecimento de “Doutor Zhivago” ao hall dos clássicos inesquecíveis. Cada momento do filme é antológico, rico em emoções e significados. David Lean sempre foi conhecido como o grande cineasta das metáforas, e isso fica bem evidenciado no filme. As seqüências sob a lua, as folhas levadas pelo vento, as bandeiras, os trens, e, acima de tudo, dos girassóis, não são gratuitos. A vela na janela (bem recorrente na película) e a presença da balalaica (dada ao pequeno Zhivago no enterro de sua mãe, e herdado pela filha, no final do filme) são outros dos vários exemplos que poderiam ser motivos de aprofundadas análises do discurso fílmico. Nota 10.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Doutor Jivago (Doctor Zhivago)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.