Share on Google+

Julgamento em Nuremberg

  (Judgment at Nuremberg)
Sinopse Três anos depois do final da II Guerra Mundial, Dan Haywood (Spencer Tracy), um juiz aposentado americano, tem uma árdua tarefa, a de presidir o julgamento de quatro juízes nazistas, que usaram seus cargos para permitir e legalizar as atrocidades nazistas contra o pvo Judeu, durante a II Guerra. A pressão política é enorme, a medida em que surgem as provas de esterilização e assassinato, pois a Guerra Fria está chegando e, ninguém quer mais julgamentos como os da Alemanha. Além disso, os governos aliados querem esquecer o passado.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Julgamento em Nuremberg
Título Original Judgment at Nuremberg
Ano Lançamento
Gênero Drama / Épico / Guerra
País de Origem EUA
Duração186 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. New-Line

Elenco


... Chief Judge Dan Haywood
... Dr. Ernst Janning
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Lili Marleen”Música de Norbert Schultze (1938)
Letra de Hans Leip (1915)
Partially
Interpretada por Marlene Dietrich (não creditada)
“Liebeslied”Música de Ernest Gold
Letra de Alfred Perry
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

01/04/2008 - Raicarlos

2
  Ótimo
Denunciar
O filme e chocante e emocionante ao mesmo tempo. Os discursos, tanto de acusação e defesa são magníficos. A retórica da acusação é filosófica, muito técnica do ponto de vista do direito positivo.

10/02/2009 - Assuero

3
  Ótimo
Denunciar
Excelente, uma lição de ética para os dias de hoje.

11/12/2009 - Edimar (36 anos)

4
  Ótimo
Denunciar
Muito bom, bela atuação dos atores, retrata um período importante na história.

22/08/2010 - Pr. Sebastião de Souza (50 anos)

5
  Ótimo
Denunciar
O autor deste filme só pode ser um gênio, como se faz um filme tão bem feito, com certeza um dos melhores filme que tive o prazer de assistir, histórico, direito, preconceito, justiça, duelo penal, que bom, muito bom mesmo, assistam, não se arrependerão.

24/03/2011 - Jobson Marx (27 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
Perfeito, um dos melhores filmes que já assisti, o diretor desse filme é um gênio. Parabéns pela obra de arte, e aprendi muito mais do que quando frequentava a escola.

12/05/2011 - Luciana Cordeiro (30 anos)

7
  Ótimo
Denunciar
Foi um dos melhores filmes que já assisti, recomendo principalmente para os estudantes de direito, pois vocês verão um debate espetacular da acusação e da defesa.

12/07/2011 - Paulina Maria (44 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
Este filme é excelente, retrata cenas muitos dolorosas e cruéis cometida pelos alemães como também outros países que estavam dando suporte para essa barbare, ache que a atuação do advogado de defesa de um dos acusados foi brilhante mesmo que não conseguiu inocenta-lo. Recomendo a todos.

03/11/2011 - Danilo Antonio Ferreira (58 anos)

9
  Ótimo
Denunciar
O americano encontrou no magistrado, um grande artifício para sua propaganda pós-guerra, a sua política expansionista ficou bem clara neste magnífico filme no qual Spencer Tracy dá um show de Justiça, e a velha máxima do Direito está presente o tempo todo "HÁ ACUSAÇÕES TÃO GRAVES, QUE A VERDADE PASSA A NÃO TER IMPORTÂNCIA" e a defesa foi o próprio advogado do diabo, que interpretação, que advogado, assistam gente, vocês crescerão muito!

20/11/2011 - Késia (65 anos)

10
  Ótimo
Denunciar
Um filme ótimo, um dos melhores que já vi.

20/11/2011 - Licinio Leira (68 anos)

11
  Ótimo
Denunciar
É, sem dúvidas, um filme extraordinário. As interpretações (todas) são antológicas. Os atores estão magníficos. Vale a pena comprar e tê-lo na sua filmoteca. Durante a projeção, você não pisca, não consegue tirar sua atenção do que irá acontecer adiante. Como eu sempre digo. Joje, não se tem um filme como este. Excelente.

14/05/2012 - Vinicius Alves (40 anos)

12
  Ótimo
Denunciar
Um filme fantástico em todos os quesitos técnicos, possui embasamento jurídico no roteiro, direção segura e inteligente, meio didático, mas não fica enfadonho e tem um dos melhores elencos de todos os tempos na história do cinema. Nunca mais haverá um filme como este! Hoje, se tem muita tecnologia e refilmagens bobas. O mundo parece que emburreceu de propósito, ninguém mais tem a capacidade de realizar uma obra de tão alta magnitude!

29/09/2013 - Neuclair (43 anos)

13
  Ótimo
Denunciar
Filme incrível. Com atores e roteiros perfeito. Está em minha coleção dos melhores que já vi.

18/10/2013 - Marg (74 anos)

14
  Ótimo
Denunciar
Excelente filme, excelente elenco roteiro perfeito.

16/06/2014 - Matheus (19 anos)

  Ótimo
Denunciar
Muito bom, ótimo para ser apresentado em aulas de história e também em direito.

18/02/2018 - Zequita (57 anos)

  Ótimo
Denunciar
Spencer Tracy (que aqui foi nomeado para um Oscar) é um juiz deste caso que não foi muito concorrido, devido às consequências que pode implicar ao nível de reputações profissionais. É um juiz que terá de julgar outros juízes. E a acompanhá-lo vemos a sempre impecável Marlene Dietrich, um expressivo Richard Widmark (o brilhante advogado de acusação que já triunfara antes ao protagonizar «Pickup on South Street», de Samuel Fuller) um fenomenal Maximillian Schell (vencedor do Oscar, como o advogado de defesa dos alemães, que tem de lutar contra as suas forças para contradizer aquilo em que acredita para cumprir o seu trabalho), e outras personagens secundárias (mas interessantes de acompanhar numa perspetiva mais atual) interpretadas por nomes como William Shatner e Montgomery Clift (também nomeado). E voltamos a ter, tal como «Inherit the Wind», algumas particularidades que Stanley Kramer exigiu para esta produção: encontramos alguns atores improváveis a encarnarem personagens desconcertantes (Judy Garland - sim, a Dorothy fofinha de «O Feiticeiro de Oz» - é uma das maiores surpresas do elenco deste filme, que lhe valeu outra nomeação da Academia, tal como Burt Lancaster no papel de um dos oficiais nazis, uma sombria performance de fenomenal qualidade) e uma força incomparável e inesquecível assente nos diálogos das personagens e nos grandes discursos por elas proferidos. Este não foi um julgamento normal, não se tratou de um evento como outro qualquer - e Kramer faz tudo para que o espectador se aperceba de tudo o que envolveu o caso de Nuremberga, aproximando-o o mais possível do ambiente fervoroso e chocante que se viveu e se sentiu naquela época. E Stanley Kramer elaborou (ou foi obrigado a elaborar) um truque interessante, que ao mesmo tempo se afasta e se aproxima desse realismo pretendido: nos minutos iniciais do julgamento vemos todos a falarem as respetivas línguas (inglês e alemão), e ouvimos os intérpretes de um lado e de outro a traduzirem a situação. Para poupar tempo (e também dinheiro!), Kramer faz uma transição desta situação para aquilo que Hollywood tem demais típico (mas que se funcionar, é bem empregue - e aqui é um desses casos), que é pôr todos os atores a falarem inglês. E de um momento para outro, isto acontece e é quase como se Kramer nos dissesse "Eu queria fazer daquela maneira, mas não dava. Tira muito do espírito do filme". E ele tinha razão, porque assim, «O Julgamento de Nuremberga» funciona admiravelmente bem
Nota 10.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Julgamento em Nuremberg (Judgment at Nuremberg)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.