Share on Google+

Sonhos

  (Dreams)
Sinopse Grande mestre do cinema japonês, Akira Kurosawa (vencedor do Oscar® Honorário pelo conjunto de sua obra em 1990) foi mais que um cineasta. Influência assumida para alguns dos diretores de maior sucesso em Hollywood, como Steven Spielberg, Martin Scorsese e Francis Ford Coppola, a obra de Kurosawa, inspiração para George Lucas criar a saga Guerra nas Estrelas, era pura arte. Pintura, literatura, música, teatro. Poucos tinham seu talento para combinar as diferentes formas de expressão artística. Mais do que histórias, Sonhos é um desfile de imagens maravilhosas. Dividido em oito capítulos - oito sonhos diferentes que dialogam entre si - o filme traz a peculiaridade contemplativa do cinema do Japão, a música característica e os figurinos exóticos aos olhos do ocidente. Lidando com medos e vontades subconscientes, o filme traz desde um passeio por entre pinturas do holandês Vincent Van Gogh até o recorrente pesadelo nacional com a radiação nuclear. A beleza da natureza e o horror de sua destruição, bem como tradições milenares, são os elementos que arremessavam Akira Kurosawa a níveis cada vez mais altos de criatividad e. Sonhos certamente encherá seus olhos. E não se surpreenda se também arrebatar sua mente e coração.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Sonhos
Título Original Dreams
Ano de Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA / Japão
Duração119 minutos
Direção /
Estúdio/Distrib. Warner Home Vídeo

Elenco


... I
... Mother of 'I'
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“In the Village”(from "Caucasian Sketches, Suite for Orchestra Op. 10, No. 2")
Música de Mikhail Ippolitov-Ivanov (como Ippolitov-Ivanov)
Conducted by Vladimir Fedoseyev (como Vladimir Fedoseev)
Interpretada por Moscow Radio Symphony Orchestra

Trailer



Comentários


01/09/2007 - Rafael Lemos

1
  Ótimo
Denunciar
Acredito que, depois de "Rapsódia em agosto", este seja o melhor filme de Akira Kurosawa. Encontramos aqui muito da cultura nipônica, em imagens, nas falas escassas, lendas, mitos e muito mais. É um filme belíssimo, que traz paz de espírito e sensação de alma renovada.

29/07/2008 - Gioconda

2
  Ruim
Denunciar
Me desculpe, mas este filme é muito parado. Resumindo ridículo. Na verdade lendo a sinopse, eu vi que não entendi nada do filme, acho que não tenho a espiritualidade necessária e nem "saco" para assistir um filme desse. Eu recomendo para pessoas com dificuldade para dormir.

12/10/2008 - Marco Túlio

3
  Ótimo
Denunciar
Nota 1000 excelente o filme... Vale a pena.

12/10/2008 - Marco Túlio

4
  Ótimo
Denunciar
Nota 1000 excelente o filme. Vale a pena.

03/07/2009 - Francisco Paulo (57 anos)

5
  Ótimo
Denunciar
Eu recomendo para pessoas que gostem de uma obra prima de um dos maiores Diretores de todos os tempos. Não é à toa que famosos Diretores Americanos se inspiraram ou copiaram o mestre Kurosawa. Pode ter certeza que não vais dormir, não!

21/03/2010 - Augusto (15 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
Lindíssimo até a alma. Kurosawa é um gênio do Cinema.

22/08/2010 - Pedrildo (17 anos)

7
  Ótimo
Denunciar
Filme muito bom, recomendo!

27/10/2010 - Julio Simi Neto (53 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
Assistir filmes sob a direção do mestre Kurosawa é para quem quer aprender como se faz cinema com arte, cores e luzes. Por exemplo; um quadro de Matisse passado para as telas de cinema. Isso é só para Kurosawa, caso contrario, vá nos convencionais e pronto.

02/03/2011 - Ilton C. Dellandréa (59 anos)

9
  Ótimo
Denunciar
QUEM NÃO VIU, NÃO LEIA. Há filmes mais ou menos marcantes e isto depende muito da personalidade e do sentimento de cada um. Quando vi SONHOS, de Akira Kurosawa, meus conceitos sobre a sétima arte se alteraram profundamente e percebi, com muita clareza, que Hollywood é principalmente uma fábrica de filmes e não de cinema. Dividido em oito episódios, nem todos guardam a mesma qualidade e um ou dois, mesmo, chegam às raias da pieguice (como Monte Fuji em Vermelho, sobre explosões nucleares tendo como fundo o Monte Fuji). Mas não deixa de ser um alerta sobre uma possibilidade chocante e, esta sim, nada piegas. O Pomar de Pêssegos é uma instigante incursão nos mistérios da mente infantil: um menino febril segue uma menina que não existe, mas que viu na companhia de suas irmãs, e chega aos fundos da residência onde outrora existia uma plantação de pêssegos, derrubada pela família, e é julgado pelos espíritos das árvores... É um verdadeiro achado, no capítulo Corvos, sobre Van Gogh, a justificativa do pintor sobre a extirpação da própria orelha, e que demonstra, na visão do diretor, que todo o sacrifício é válido por amor à arte. A poesia de O Povoado dos Moinhos é comovedora e a fotografia e a própria música sobressaem – principalmente uma, singela e percussiva, que abrilhanta um funeral sereno e festivo, incompreensível para os ocidentais –, talvez superiores mesmo aos diálogos, nem por isto menos importantes. Cinema é uma arte visual e as tomadas dessa seqüência são magníficas. Mas o episódio mais inquietante e profundo é, a meu ver, O Túnel, sobre o soldado que, a caminho do lar de seus pais, precisa ser convencido de que, com seus companheiros, foi morto numa batalha em que o único sobrevivente foi seu comandante. Poderá haver algo mais aterrador do que alguém precisar ser convencido de que está morto?

19/03/2012 - Ander _\|/_ (23 anos)

10
  Ótimo
Denunciar
Um dos melhores filmes que já assisti na vida.

11/02/2014 - Psicologo Leoncio Opes (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
Um belíssimo filme que ensina como ser psicologo, fenomenológico. Ensina a escutar, ver a cena e não perguntar o por que da cena, mas perguntar o como da cena. Vale a pena ver quem desejar ser um ótimo psicologo fenomenológico.

03/08/2014 - Anderocks (39 anos)

  Ótimo
Denunciar
Bela fotografia. As sequências são da mais pura filosofia e respeito aos seres vivos desse planeta.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Os Boxtrolls (The Boxtrolls)

Copyright © 2014 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.