Share on Google+

Zelig


Sinopse Pseudo-documentário sobre uma crise de identidade de proporções hilárias! Tematicamente intrincado, tecnicamente complexo e repleto dos mais impressionantes efeitos especiais de todos os tempo, esse filme mostra que Woody Allen é hoje um dos mais importantes cineastas americanos.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Zelig
Título Original Zelig
Ano Lançamento
Gênero Comédia
País de Origem EUA
Duração79 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Fox Film
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Leonard Zelig
... Dr. Eudora Nesbitt Fletcher
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Leonard the Lizard ”(1983)
Composta por Dick Hyman
Cantada por Bernie Kuce, Steve Clayton e Tony Wells
“Doin' the Chameleon ”(1983)
Composta por Dick Hyman
Cantada por Bernie Kuce, Steve Clayton e Tony Wells
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


30/10/2007 - Fernando C

1
  Bom
Denunciar
Critica ao contexto de 1920... Muito bom.

11/06/2008 - Tuto

2
  Bom
Denunciar
Legal o filme é muito bom.

19/11/2009 - Osmar (52 anos)

3
  Regular
Denunciar
Achei que fosse bem melhor, como comédia, achei o filme mais fraco de woody allen, dos 25 que já assisti até agora... Mas gosto muito do ator... Tem alguns momentos engraçados, mas no todo a história não foi interessante, nota 5... No máximo.

20/01/2010 - Bernardo Fellipe Seixas (30 anos)

4
  Ótimo
Denunciar
Sem dúvida um dos 3 melhores filmes de W. Allen. Os outros dois podem ser "A era do Radio" e "Match Point".

27/12/2010 - Alexandre Fernandes (38 anos)

5
  Regular
Denunciar
QUEM NÃO VIU, NÃO LEIA. O filme sobre Zelig deveria ser mais simples e ter menos exageros nas situações. O ponto alto do filme, são os momentos entre Woody Allen e Mia Farrow. Existe um perfil que é traçado no personagem Zelig. Os ingredientes, são bons, mas Woody Allen deve ter sentido que não acertou no ponto; Woody Allen viria a acertar, anos depois, no filme "A Outra", (Another Woman, 1988). O pano de fundo como documentário "joga muita purpurina", quando na verdade, o filme poderia ter sido mais simples, claro, direto e objetivo: O personagem Zelig, suas mudanças comportamentais para agradar os outros e ser aceito, a psiquiatra, os diálogos entre os dois e o envolvimento entre eles, além do patamar profissional. No final, quando Zelig dirige o avião, há um comentário que enfatiza que o seu traço de personalidade considerado o menos saudável, mentalmente falando, foi justamente quem o salvou. É altamente interessante. Porém, convenhamos que não seria pilotando um avião pela primeira vez. Exagera. Sai das situações corriqueiras do cotidiano, que fluem de uma forma natural e são altamente inteligentes, em diversos filmes do diretor. Em Zelig, existem boas idéias, geralmente, mal realizadas. Se Woody Allen fosse dirigir Zelig hoje, ele poderia desenvolver as idéias de uma forma mais madura e acertar. Ele tem potencial para fazer melhor e já provou isso.

03/01/2012 - Manoel Lopes (55 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
Uma das obras mais geniais e originais de Wody Allen e das menos conhecidas. Na forma de um documentário fictício, vários intelectuais dão depoimento sobre o personagem como se ele tivesse existido. Para criar autenticidade foram usadas lentes, câmeras e equipamentos de áudio dos anos 20. Impressionante efeitos visuais para a época do lançamento do filme quando os efeitos digitais ainda não existiam. Uma sátira bem elaborada sobre o comportamento da maioria das pessoas que procuram ficar parecidas com a sua turma para serem aceitas. Não é um filme hilário, apesar de algumas boas tiradas. Mas é difícil tirar o sorriso do rosto durante todo o filme. Interessante que, em 2007, na Itália, foi descoberta uma rara forma de doença cerebral que afeta as vítimas da mesma forma do que foi mostrado em Zelig (sem as mudanças físicas, obviamente). Um clássico obrigatório para os cinéfilos. Nota 8,0.

30/12/2013 - Julio Simi Neto (57 anos)

  Bom
Denunciar
Aahahaha, ai esta o filme que deu origem ao talento de Wood Allen no qual hoje seu trabalho é mais do que reconhecido e premiado. Enfim, através de uma ótima sacada, com diálogos inteligentes o filme é rodado em PB num estilo dos anos 20 quando iniciou o cinema falado. Seus personagens são engraçados, lembra os de Fellini e o nosso Zelig veio se consagrar 11 anos depois com Forrest Gump.

01/11/2017 - Papik (34 anos)

  Ruim
Denunciar
A temática do filme é diferente. Achei que seria mais interessante.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Zelig (Zelig)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.