Share on Google+

Quanto Vale Ou É Por Quilo?


Sinopse Adaptação livre do diretor Sérgio Bianchi para o conto "Pai contra Mãe", de Machado de Assis, Quanto Vale ou É Por Quilo? desenha um painel de duas épocas aparentemente distintas, mas, no fundo, semelhantes na manutenção de uma perversa dinâmica sócio-econômica, embalada pela corrupção impune, pela violência e pelas enormes diferenças sociais. No século XVIII, época da escravidão explícita, os capitães do mato caçavam negros para vendê-los aos senhores de terra com um único objetivo: o lucro. Nos dias atuais, o chamado Terceiro Setor explora a miséria, preenchendo a ausência do Estado em atividades assistenciais, que na verdade também são fontes de muito lucro. Com humor afinado e um elenco poucas vezes reunido pelo cinema nacional, Quanto Vale ou É Por Quilo? mostra que o tempo passa e nada muda. O Brasil é um país em permanente crise de valores.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Quanto Vale Ou É Por Quilo?
Título Original Quanto Vale Ou É Por Quilo?
Ano de Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Brasil
Duração108 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Versátil
Idade Indicativa 14 anos


Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

25/04/2012 - Ariane Ferreira (15 anos)

213
  Regular
Denunciar
O filme mostra que apesar do fim da escrvidão, as pessoas ainda são exploradas por quem tem mais influência para seu benefício próprio.

02/05/2012 - Juliana Sousa (16 anos)

214
  Regular
Denunciar
O filme mostra a realidade vivida pelas pessoas desde a época da escravidão até os dias de hoje, fazendo uma comparação. Mostra ainda que hoje ainda existem boas pessoas, mas também pessoas ruins. Achei um bom filme, mas não tem muitos "atrativos".

03/05/2012 - Felipe Xavier (16 anos)

215
  Regular
Denunciar
O filme mostra a realidade daquela época. Mas mostra também que mesmo com o fim da escravidão algumas pessoas continuam como "escravas".

13/05/2012 - Fernanda Loydi (30 anos)

216
  Ótimo
Denunciar
O filme é cansativo, mas muito inteligente! Crítica muito boa e afiada à realidade brasileira, tratando de exploração, corrupção, hipocrisia, ignorância, pobreza e outros temas que transpassam as décadas.

13/05/2012 - Vanessa Guarino (16 anos)

217
  Bom
Denunciar
O filme mostra a triste realidade que os escravos viviam naquela época, muitas pessoas sofrem preconceitos hoje em dia. As crianças crescem sabendo do que os negros passaram naquela época. Mesmo tendo a abolição da escravidão, pessoas continuavam sendo exploradas e o filme mostra essa realidade. Gostei do filme.

27/05/2012 - Camila Pereira (21 anos)

218
  Ótimo
Denunciar
Achei mil este filme muito significativo para mil.

30/06/2012 - Veronica (18 anos)

219
  Ótimo
Denunciar
O filme mostra a realidade que o tempo passa e nada muda nessa porcaria.

05/09/2012 - Kassio (15 anos)

220
  Ótimo
Denunciar
Muito bom o filme, nunca tinha ouvido falar, assisti na escola e me impressionei não só pela boa história, mas por conter grandes atores brasileiros e famosos, recomendo o filme é ótimo.

24/09/2012 - Osvaldo Gonçalves (39 anos)

221
  Ótimo
Denunciar
O filme é realmente extraordinário, faz nos refletir sobre o abandono dos escravisados e a maneira como são tratados os mais carentes, onde o interesse pelo dinheiro fala mais alto, a corrupção, a ganância superior a vida. Mesmo os que dizem proteger, pensam em tirar proveito, é hora de começar analisar nossas ações!

27/10/2012 - Rosiane Silva (16 anos)

222
  Ótimo
Denunciar
O filme mostra uma realidade que tem muita pessoas que ainda passam por isso. O racismo. Relata também o embalo pela corrupção impunes pela violência e pela enorme diferença social e a miséria que é bastante explorada.

18/05/2013 - Margareth (50 anos)

223
  Ótimo
Denunciar
Muito bem feita a comparação entre o tratamento similar dado aos escravos, no século XVIII, e aos negros e pobres do século XXI. Fiquei impressionada com a clareza do filme e recomendo.

22/05/2013 - Fabiana Santos (31 anos)

224
  Ótimo
Denunciar
Perfeita a comparação que o filme nos mostra, onde o trabalho escravo, a hipocrisia, a maldade, a desonestidade, ainda continuam vivas em nosso meio. Em pleno seculo XXI, e de onde menos se espera, e que vem, por ex:os que dizem que quer ajudar tiram proveito da situação, tratam pessoas como coisa sem se importar com elas, visando apenas lucro, foi assim é assim e para tristeza de muitos acredito que sempre haverá capitão do mato em nosso meio. O filme é excelente recomendo, é verdade pura.

11/06/2013 - Loreta (33 anos)

225
  Regular
Denunciar
Muito triste! Os escravos sofriam demais...

27/10/2013 - Ana Maria (48 anos)

226
  Regular
Denunciar
Não gostei! E muito monstruoso mais e a nossa realidade e da nossa sociedade, preconceito, pobreza, exploração, corrupção e muita pouca vergonha das pessoas se aproveitando da miséria dos outros para tira lucros. Ainda vivemos com gente sendo escravizada em pleno seculo XXI.

06/04/2014 - Arimatéa (52 anos)

  Ótimo
Denunciar
Também achei o filme muito cansativo, contudo, muito criativo e muito prático para que os professores de todo o Brasil mostre esse filme aos seus alunos. Os alunos vão ver o que foi a escravidão no Brasil nessa época do Séc. XVIII. "UMA VERGONHA PARA O Brasil, NESSA ÉPOCA. ".

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Juntos e Misturados (Blended)

Copyright © 2014 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.