Share on Google+

Terra em Transe


Sinopse Terra em Transe é um espetáculo poético, sobre o transe político pelo qual passam os países da América Latina. Considerado o mais importante e polêmico filme de Glauber Rocha e um dos percursores do Cinema Novo e do movimento tropicalista, Terra em Transe tournou-se um clássico do cinema moderno, tendo conquistado, entre outros, o Prêmio da Crítica Internacional no Festival de Cannes de 1967.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Terra em Transe
Título Original Terra em Transe
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Brasil
Duração111 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Versátil

Elenco


... Paulo Martins
... Porfirio Diaz
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Othello”(overture)
Escrita por Verdi
“O Guarani”by Carlos Gomes
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

03/07/2009 - Pupila (26 anos)

4
  Regular
Denunciar
O filme é mesmo difícil de se concentrar, mas pra época em que foi dirigido é ótimo, é pra uma época que não se podia falar de tudo por causa de ditadura, portanto cheio de metáforas para quem consegue raciocinar.

20/09/2009 - Francisco Paulo (55 anos)

5
  Péssimo
Denunciar
Juro que não sei porque sempre endeusam tanto esse Cineasta. Fala sério, embora possam até me crucificar, o cara era chato pra cacete e a maioria dos filmes dele, dificilmente alguém consegue ver até o final sem se entediar. Temos, hoje, e mesmo antigamente, cineastas que dão de 1.000 x 0 em Glauber, né mesmo, Fernando Meirelles, Walter Salles, Cao Hamburguer, Cláudio Assis, Jorge Furtado, Eduardo Coutinho, etc, etc... Não perco mais meu tempo em tentar ver filmes desse Cineasta, temos várias outras opções muito melhores tratando-se de diversão cinematográfica.

23/10/2009 - Ítalo (30 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
É um filme para quem tem senso crítico, para quem tem capacidade para compreender metáforas e raciocínios que fogem ao óbvio. Aqueles que estão acostumados com o cinema comercial, com o cinema que segue normas para a venda, que convence pela facilidade de entendimento, pela repetição de temas e de formas de resolução dos problemas (como: o herói sofre, mas, no final vence e ainda fica com a mocinha, ou o mal é sempre derrotado), realmente não entenderão nada ou se sentirão muito desestimulados com esta e outras obras de Glauber. Glauber é um gênio do cinema pela sua grande capacidade de expressar o universal no particular, e, de forma sempre rica e original. O citado autor faz parte de uma pequena parcela de autores que realmente fizeram do cinema uma obra de arte! Glauber está para o cinema como Homero, Hesíodo ou Virgílio estão para a poesia épica!

11/05/2010 - Maria Eulália (40 anos)

7
  Péssimo
Denunciar
Concordo em gênero, número e grau com a opinião 5. Eita coisinha chatinha esse filme.

30/05/2010 - Daniel (31 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
A verdadeira história brasileira da hipocrisia política deste país. Glauber não é tão direto quanto Costa-Gavras, mas não é menos pungente em suas metáforas e creio que mesmo o peso do roteiro e da fotografia vão ao encontro do espírito da época.

31/05/2010 - Luciano de Paula (32 anos)

9
  Péssimo
Denunciar
Que filme chato um lixo.

14/07/2010 - Ivam Teixeira (51 anos)

10
  Péssimo
Denunciar
Glauber Rocha sempre com suas metáforas "baianês-cabeça",conseguia ser chato dentro e fora do cinema. Hoje ele estaria muito feliz em ser "endeusado" por alguns. Hoje não precisa de "metáforas",é "tirar o pé do chão e maõszinhas prá cima, mainha...".

21/03/2011 - Sandro Villar (63 anos)

11
  Regular
Denunciar
Glauber tirou uma boa ideia da cabeça e colocou no papel (hoje colocaria no computador), mas é o tal negócio: uma história, ainda mais no Cinema, precisa ser bem contada. Não é o caso de Terra em Transe, que inegavelmente tem ótimas sequências. E fica nisso. Danuza Leão (linda) não diz uma única palavra (era muda à época?). Parece o Rodrigo Santoro no filme das Panteras, onde ele entrou mudo e saiu calado. Nem sempre o resultado é interessante quando recorremos às metáforas. Cineasta bom para esse tipo de filme, sobre ditadura de Esquerda ou de Direita, é mesmo o Costa-Gavras, que vai direto ao assunto.

29/05/2011 - Fernando J. GOMES (54 anos)

12
  Regular
Denunciar
Sandro Villar deu a opinião mais lúcida até agora. Glauber Rocha impressiona pela criatividade (Nelson Rodrigues ficou de boca aberta com a sequência final, em que o povo se comporta bovinamente). Infelizmente seus dotes de diretor de filmes e diretor de atores eram muito limitados. Seus melhores filmes valem a pena serem vistos somente pelas boas ideias contidas nos argumentos e por algumas sequências brilhantes (até geniais). Mas seu domínio da narrativa cinematográfica é claudicante e sua direção de atores quase beira o amadorismo. Quem puder (e souber) editar o filme no computador, pode montar uma versão somente com as sequências realmente boas. Dessa forma poupamos um precioso tempo de nossas curtas vidas, tempo que podemos utilizar fazendo algo mais agradável ou proveitoso.

10/03/2012 - Mundico (48 anos)

13
  Bom
Denunciar
Obviamente é um filme datado, pertinente a uma determinada época e conjuntura. Foi realizado dentro de uma ditadura e, portanto, cercado de cuidados. Mas é uma pequena aula de prática politiqueira brasileira, passando desde o populismo estudantil-sindical mais rasteiro até a esperteza pequeno-burguesa dos mesquinhos endinheirados. Tudo no mesmo saco. Evidente que não é um filme para quem curte comédias barrocas e dramas lacrimejantes, ou ainda quem se derrete diante de biografias baba-ovo. O filme é uma fábula, não uma novela ao gosto do freguês. Tem seus momentos "cabeça" exageradamente teatrais, resvalando no proselitismo doutrinário com prazo de validade, mas isso não lhe diminui o brilho. Talvez seja até brilho demais para alguns...

06/12/2012 - Alfredo Fernandes (43 anos)

14
  Ruim
Denunciar
Filme datado, envelheceu muito. O problema é que Glauber Rocha não sabia "dirigir" um filme, não tinha as noções básicas que qualquer estudante de cinema deve ter. Superadíssimo! Quanto ao lado ideológico lembrem-se do que ele disse do General Golbery? "É um gênio da raça" Deplorável!

19/04/2013 - Mauricio (32 anos)

15
  Ótimo
Denunciar
"Terra em Transe" é um retrato da política brasileira. Se nas grandes capitais os governantes são mais fiscalizados, no interior desse país ainda acontece o coronelismo que é mostrado no filme. O melhor filme de Glauber, tanto em termos de direção, roteiro, montagem e atuações (Jardel Filho e Paulo Autran). Uma Obra prima com direção ágil e montagem rápida. O Diretor estava muito além do seu tempo, pois nos anos 60 já usava a linguagem ágil do cinema de hoje.

14/09/2013 - Ravenna Lushy Santos da S (16 anos)

16
  Bom
Denunciar
Se renovasse esse filme seria muito legal.

09/12/2014 - Jair (40 anos)

  Ótimo
Denunciar
Excelente filme e ainda muito atual, aborda questões políticas que ainda hoje impulsionam o retrocesso do tão esperado desenvolvimento brasileiro.

05/05/2018 - Julia King (18 anos)

  Ótimo
Denunciar
Bom! Filmaço do mestre Gláuber!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Terra em Transe (Terra em Transe)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.