A Concepção


Sinopse Alex (Juliano Cazarré), Lino (Milhem Cortaz) e Liz (Rosane Holland) são filhos de diplomatas que vivem juntos em Brasília num apartamento vazio, sem os pais, e cheio de quinquilharias. Trocam afetos variados alheios ao mundo. Entediados, tentam viver cada dia como se fosse único. O processo radicaliza quando X (Matheus Neachtergaele), uma pessoa sem nome e sem passado, entra na casa e propõe ir sem freios na ideia de viver um dia apenas.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil A Concepção
Título Original A Concepção
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Brasil
Duração96 minutos
Direção
Estreia no Brasil 12/05/2006
Estúdio/Distrib. California Filmes

Trilha Sonora


“Oh! You Preaty Thing”Interpretada por David Bowie
“Saudosa Bahia”Interpretada por Noriel Vilela
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

30/11/2008 - Gibas

23
  Ruim
Denunciar
Parece que gostaram porque é subversivo, desconcertante, chocante, e outros adjetivos que remetam a quebrar paradigmas. Isso é muito adolescente, muito lento, muito pequeno. Acredito que dá para provocar a reflexão com algo menos pretensioso e mais tangível. Não gostei do roteiro, achei previsível após os primeiros 10 minutos e muito chato, restam de bom a idéia central e a trilha sonora. Bem, para quem acha que a loucura e excesso responde e resolve tudo... Boa sorte.

20/02/2009 - Kika

24
  Ótimo
Denunciar
Brilhante! Retratar sexo, drogas e rock'roll diante do atual contexto hipócrita e moralista que (sobre) vivemos, abordando o movimento das causas e conseqüências sem algum maniqueísmo, foi fascinante!

30/11/2009 - Pedro Rodrigez (21 anos)

25
  Ótimo
Denunciar
O filme tem uma estética muito legal, que vai de uma obscuridade extrema auma clareza perturbadora. Uma narrativa interessante, fragmentada e as vezes caótica. Não pode-se dizer que é extremamente original, mas apresenta certo experimentalismo fugindo do padrão dos filmes brasileiros. Ele assume riscos e toma caminhos pouco trilhados. Ele não apresenta sexo explícito como disseram por aí, retrata orgias. Sim, abuso de drogas e decadência, mas não chega a ser chocante ou agressivo. Filme interessante, vale a pena ver, espero que influencie outros diretores brasileiros a assumirem riscos e saírem da zona de conforto.

02/02/2010 - Pedro Alexandre (32 anos)

26
  Regular
Denunciar
Diferente dos que comentaram acima, a verdade é um só, gosto não se discute, cada um com a sua opinião. Pois, todo filme tem algo a dizer...

07/04/2010 - Vinícius Maroch (29 anos)

27
  Ótimo
Denunciar
Sabem o que é realmente NÃO VI, ÓTIMO, BOM REGULAR, RUIM ou PÉSSIMO? R: A maravilha da liberdade criativa e suas consequências. A partir de um ponto de vista surgem uma série, muitas vezes desconexos, porém, com uma carga magnífica de sentimentos. O filme é isso tudo que foi dito até agora nos comentários. Olha que barato:
- Não entendo o que de maravilhoso viram nesta porcaria. Nojento, caótico, chocante, agressivo, sexo, drogas e rock'roll, previsível após os primeiros 10 minutos, uma obra de arte, totalmente poético, pervertido, alucinante e enigmático, assume riscos e toma caminhos pouco trilhados, abuso de drogas e decadência, etc. O filme é tudo isso.

01/06/2010 - Alexandre (34 anos)

28
  Péssimo
Denunciar
Nojento...

23/07/2010 - Samantha (26 anos)

29
  Ótimo
Denunciar
Do caramba! Puta filme!

14/08/2010 - Eugenio (43 anos)

30
  Ótimo
Denunciar
43 anos de vida, muitos filmes brasileiros assistido em torno de uns 600, como esse, estou por ver, essa ideia foi simplesmente genial, algo parecido só ensaio sobre cegueira, enfim assistam, o tal de mateus como sempre entre os da sua geração disparado o melhor ator brasileiro. E pra não dizer que não falei das flores: FILME DO caramba com C maiúsculo.

19/08/2010 - João Paulo (25 anos)

31
  Regular
Denunciar
O que eu entendi é que os seres humanos estão se sentindo vazios por suas vidas, por seus dramas, por seus sentimentos e passaram a buscar algo superior para se libertarem e que pudesse preencher suas vidas. Talvez "A Concepção" é um movimento parecido com os hippies da década de 60. É um filme interessante, mas nada empolgante, pois não observei nada de surpreendente ou novo. As cenas de sexo, drogas, orgia podia chocar há 10 ou 20 anos atrás, mas hoje, acho que muitas pessoas entendam esses movimentos. Um ponto negativo é o áudio! E o ponto positivo é a fotografia!

12/09/2010 - Guilherme (16 anos)

32
  Bom
Denunciar
O filme é um tanto alucinante, pervertido e enigmático. Para mim ele não foi tão previsível como falaram acima. É um bom filme, mas ele ajuda um tanto para a fama do cinema nacional.

17/11/2010 - Cássia (23 anos)

33
  Regular
Denunciar
É pretensioso se você considera "a concepção" do filme como "filosofia". Sinceramente, quem acha o filme pretensioso não deve sequer ter entendido a ideia dele que é a de, através de uma metáfora, mostrar (e criticar) a crise de identidade do sujeito. A Concepção é isso. Não há nada de pretensioso nem uma grande filosofia no movimentos concepcionista dos personagens. É apenas um filme que trata de um problema social atual, a anomia do sujeito moderno (muitos diriam pós-moderno, LOL).

27/06/2012 - Débora (26 anos)

34
  Péssimo
Denunciar
O filme é muito ruim! Existem tantas outras formas de não seguir o padrão da sociedade, sem se matar, sem se denegrir. A única coisa que prestou no filme, foi a última música, dos "Secos e molhados".

16/01/2013 - Marconi (49 anos)

35
  Ruim
Denunciar
Uma boa ideia perdida por um roteiro ruim e uma direção que quis ser moderna demais e perdeu o prumo. Adoro cinema brasileiro, mas esse filme só marca pela beleza da atriz (a atual professora Helena do "Carrossel") e pela bela trilha sonora.

23/02/2013 - Felipe (22 anos)

36
  Ótimo
Denunciar
Afinal bom filme sim muito bem feito e dirigido.

21/12/2016 - Bessa38 (78 anos)

  Péssimo
Denunciar
Neste tremendo BESTEIROL, bizarro, boçal, escrementoso, a única coisa correta, é o local em que se passa a estória, em BRASÍLIA, centro de toda podridão que assola este país e já fazem milhares de anos. Nunca pensei que pudesse um dia ver tanta mixórdia, com nús em excesso, consumo de drogas, enfim, somente pessoas com falta de necessidade primordiais, podem, se colocar a favor do consumo de drogas e besteira sem nenhum sentido.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

A Concepção (A Concepção)

Copyright © 2020 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.