Share on Google+

Pecados Íntimos

  (Little Children)
Sinopse Sarah (Kate Winslet) e Richard Pierce (Gregg Edelman) são pais Lucy (Sadie Goldstein). No playground, a menina faz amizade com Aaron (Ty Simpkins), filho do casal Brad (Patrick Wilson) e Kathy (Jennifer Connelly). Por causa da amizade dos filhos, os casais se conhecem. É quando se dá início a um jogo de sedução que coloca Sarah e Brad num relacionamento extraconjugal.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Pecados Íntimos
Título Original Little Children
Ano Lançamento
Gênero Drama / Romance
País de Origem EUA
Duração136 minutos
Direção
Estreia no Brasil 09/02/2007
Estúdio/Distrib. Playarte
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... Sarah Pierce
... Kathy Adamson
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Fly Me to the Moon (In Other Words)”(1954)
Escrita por Bart Howard
Conducted e
Interpretada por Sam Nestico (como Sammy Nestico)
“Battlefield Glory”Escrita por Tom Hedden
Interpretada por Tom Hedden

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

17/10/2009 - Guilherme (16 anos)

33
  Ótimo
Denunciar
Um lindo filme, que emociona e em uma única frase descreve o filme inteiro: Não se pode mudar o passado, Mas o futuro pode ser bem diferente!

25/10/2010 - Paula Andressa (23 anos)

34
  Ótimo
Denunciar
Muito inteligente de como o diretor aborda as histórias de todos os personagens que são como na vida real: inseguros, infiéis e mentirosos... Interpretações boas com destaque pra Kate Winslet.

03/11/2010 - Andréia (23 anos)

35
  Bom
Denunciar
Estava interessante a história, mas o final não me agradou... Esperava outro final...

08/01/2011 - Alexandre Fernandes (38 anos)

36
  Bom
Denunciar
O filme não é óbvio, pois existe uma estória que é a principal (na minha percepção), onde um ex-presidiário, Ronnie, preso por um caso de pedofilia, volta para o convívio com a sociedade. E uma história de pano de fundo, que é o relacionamento extraconjugal (funciona como uma isca para a estória principal); Na estória principal, a maior dificuldade que o pedófilo enfrenta para voltar ao convívio com sociedade, é a perseguição, julgamento e sede de justiça (desejo de punição) de Larry, um ex-tira. Larry deixou sua profissão por ter morto por engano, um garoto que brincava com uma arma de brinquedo em um shopping e ele pensou que era um ladrão. O tira foi diagnosticado com estresse pós-traumático e afastado da polícia. Larry era frustrado e sentia culpa. Ele nunca perdoou a si próprio pela falha cometida no Shopping. A forma que ele encontrou para extravasar a raiva que ele ainda sentia por ter errado e morto o garoto no shopping, foi transferindo todo o ódio para cima de Ronnie, levantando diante dos olhos da sociedade, uma bandeira de um bom cidadão (para aliviar a sua dor interior). O filme mostra que devido a nossa intolerância desenfreada, a situação pode "sair dos trilhos" e, o homem que se levanta com a bandeira de "justiceiro", sem perceber (pois o ódio cega), pode passar, de repente, para a posição de vilão. Um filme sobre a intolerância e suas conseqüências. O homem não prevalecerá pela força. O homem nunca deve se colocar na posição de um juiz onisciente. “Quem não tiver pecado, que atire a primeira pedra.

09/01/2011 - Manuel Gomes (53 anos)

37
  Ótimo
Denunciar
Excelente filme. Não serve para quem prefere o entretenimento derivado de efeitos especiais, velocidade, tiros, esoterismos e outras coisas que não existem em 99% da vida REAL do cidadão comum. Excelente para quem gosta de filmes onde as emoções fortes advêm de situações credíveis, próximas do nosso cotidiano, derivadas do relacionamento entre humanos numa sociedade moderna e repleta de contradições. Podia acontecer com qualquer um de nós, com um vizinho, por isso é tão forte.

16/09/2011 - Osmar (54 anos)

38
  Regular
Denunciar
Achei o filme regular, vale uma nota 6, não é um grande filme, mas a história e interessante, e os atores bons... Vale a pena ver...

27/09/2011 - Luanna (23 anos)

39
  Bom
Denunciar
O filme mostra um dos principais anseios da sociedade, Sentir se Vivo. Para a personagem de Kate Winslet significa ser amada, ter algo interessante para fazer, viver junto com alguém, e não para esse alguém. Para o personagem interpretado por Patrick Wilson, significa fazer parte de algo, ser importante para um grupo. Ambos vivem aquilo que a sociedade gostaria para eles. Não muito diferente de nos, seres reais. De pano de fundo temos outras questões sociais, como a reinserção do "pedófilo" na sociedade, o preconceito contra o homem que "cuidam" da casa etc. O filme me fez refletir, durante sua execução, porém teve um fim frustrante, não sei se devo pensar que nossa vida de maneira geral leva a frustração ou se devo colocar a culpa no roteiro. No entanto, estou muito tendenciosa para a primeira opção.

02/05/2012 - Luciene (32 anos)

40
  Bom
Denunciar
É um filme muito paradão, mas tem uma história interessante.

20/05/2012 - Paulo Meiras (47 anos)

41
  Ótimo
Denunciar
O filme é muito bom, e o comentário 32 é ótimo, me deixou sem o que acrescer.

05/06/2012 - Lilian (29 anos)

42
  Ótimo
Denunciar
Ótimo filme! Histórias bem reais e cotidianas!

10/07/2012 - Vitor Hugo (27 anos)

43
  Regular
Denunciar
Quem não assistiu, não leia! São duas histórias paralelas, bem distintas, então acho que por conta disso, o filme deixa um pouco a desejar, não explorou o suficiente. Fez muito barulho pra nada.

06/01/2013 - Felipe (28 anos)

44
  Péssimo
Denunciar
Muito ruim.

12/11/2013 - Elizabeth Martins (28 anos)

45
  Péssimo
Denunciar
Acabei de assistir. Achei péssimo o filme.

30/11/2014 - Juniorj (37 anos)

  Ótimo
Denunciar
Gostei demais, de uma seriedade cotidiana que assusta de tanta verdade atual. Os atores estão fantásticos e se entregam pra valer. O final pode não agradar a alguns, mas quem disse que é fácil viver e viver a vida facilmente?

11/03/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Bom
Denunciar
A vida como ela é. Isso é o que esse filme nos mostra. O drama é uma adaptação do romance "Criancinhas", de Tom Perrotta. Um filme com excelentes interpretações:Jackie Earle Haley, Patrick Wilson, Jennifer Connelly (simplesmente mais linda ainda nesse filme) e a exuberante Kate Winslet. Kate ganhou merecidamente o Oscar de melhor atriz por esse filme. Uma direção muito boa de Tod Field, que é ator e roteirista (junto com Tom Perrotta) desse filme.O desfecho talvez possa incomodar algumas pessoas, mas achei bom. VALE A PENA!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Pecados Íntimos (Little Children)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.