Share on Google+

Vermelho como o Céu

  (Rosso come il cielo)
Sinopse Saga de um garoto cego durante os anos 1970, que luta contra tudo e todos para alcançar seus sonhos e sua liberdade. Mirco é um jovem toscano de dez anos apaixonado pelo cinema, que perde a visão após um acidente. Uma vez que a escola pública não o aceitou como uma criança normal, é enviado para um instituto de deficientes em Gênova. Lá, descobre um velho gravador e passa a criar histórias sonoras. Baseado na história real de Mirco Mencacci, um renomado editor de som da indústria cinematográfica italiana.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Vermelho como o Céu
Título Original Rosso come il cielo
Ano de Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Itália
Duração96 minutos
Direção
Estreia no Brasil 20/04/2007
Estúdio/Distrib. Califórnia Filmes
Idade Indicativa 12 anos


Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

27/09/2011 - Tais (18 anos)

60
  Ótimo
Denunciar
Vi o filme e adorei.

07/10/2011 - Wallas (33 anos)

61
  Ótimo
Denunciar
Simplesmente uma lição de vida. Chorei.

18/11/2011 - Karla (29 anos)

62
  Ótimo
Denunciar
Maravilhoso, um filme que nos faz refletir, repensar sobre o real papel da inclusão, essas crianças têm o direito de conviver em uma classe comum, não se deve privá-las disso. Mas também não podemos esquecer e lutar contra a maneira que a inclusão está sendo trabalhada nas salas de aula. Nossos educadores estão sofrendo com a falta de políticas efetivas para que possam desenvolver um trabalho digno e dar um ensino de qualidade à essas crianças.

02/12/2011 - Fabiana (31 anos)

63
  Ótimo
Denunciar
Lindíssimo... há muito tempo não me emocionava tanto com um filme... Muito especial fui dos risos às lágrimas... Fantástico!

17/01/2012 - Marconi (48 anos)

64
  Ótimo
Denunciar
Uma obra prima, além de ser uma grande lição de vida e de superação. O ator Luca Capriotti é estupendo!

21/03/2012 - Fernanda Mirnda (53 anos)

65
  Ótimo
Denunciar
Nota 10, filme fantásticamente emocionante. Com uma lição de vida maravilhosa. Lindo demais.

23/04/2012 - Luis (28 anos)

66
  Ótimo
Denunciar
Simplesmente Fantástico!

03/08/2012 - Thereza (58 anos)

67
  Ótimo
Denunciar
Confirmo todos os depoimentos anteriores.

09/08/2012 - Arthur Tavares (50 anos)

68
  Ótimo
Denunciar
Simplesmente poético!

09/09/2012 - Isabella (16 anos)

69
  Bom
Denunciar
Assisti por causa da escola, mas nem por isso deixa de ser bonito, doce e sonoro. Um show de poesia e ver através de sons contar a história de sua liberdade. Um conteúdo denso, esperançoso, sobre como sair da amargura e incentivar as pessoas a sentirem com o coração.

01/07/2013 - Cicilia (52 anos)

70
  Ótimo
Denunciar
É filme muito importante para a realidade das pessoas especiais.

12/09/2013 - Ana Paula (34 anos)

71
  Ótimo
Denunciar
Filme importante para elevar a alma.

22/09/2013 - Creusa Barros (61 anos)

72
  Bom
Denunciar
Um filme emocionante, lindo! Bom para ser refletido! 22/09/13:

27/09/2013 - Rosa Silva (25 anos)

73
  Ótimo
Denunciar
É um filme maravilhoso, eu adorei e vou divulgar para todos. Poque quero que sinta a emoção que senti...

04/11/2013 - Conceição (40 anos)

74
  Ótimo
Denunciar
Filme maravilhoso, uma lição de vida.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)

Copyright © 2014 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.