Share on Google+

O Bandido da Luz Vermelha


Sinopse A Versátil, em conjunto com a Mercúrio Produções, e com o apoio dos Estúdios Mega e da Cinemateca Brasileira, apresenta a versão totalmente restaurada de O Bandido da Luz Vermelha (1968), a obra-prima do cineasta Rogério Sganzerla e um dos maiores filmes do cinema brasileiro. Esta Edição Especial traz mais de uma hora de extras, incluindo curtas-metragens do diretor, trailer e depoimentos. Jorge, um assaltante de casas de luxo em São Paulo, apelidado pela imprensa sensacionalista de Bandido da Luz Vermelha , desconcerta a polícia com seu comportamento fora do comum. Além de usar uma lanterna vermelha, ele possui as vítimas, conversa com elas e faz fugas ousadas para depois gastar o dinheiro roubado de maneira extravagante. O mundo de Jorge é povoado de tipos como o detetive Cabeção, a prostituta Janete Jane e o político corrupto J. B. Silva. Com sua linguagem visual revolucionária, O Bandido da Luz Vermelha pode ser visto como o ponto de transição entre a estética do Cinema Novo e a ruptura do Cinema Marginal. Um clássico incontornável.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Bandido da Luz Vermelha
Título Original O Bandido da Luz Vermelha
Ano Lançamento
Gênero Policial / Suspense
País de Origem Brasil
Duração92 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Versátil

Elenco


... Janete Jane
... Bandido da Luz Vermelha
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


17/07/2010 - Ivam Teixeira (51 anos)

1
  Péssimo
Denunciar
Rogério Sganzerla realizando mais um filme daqueles "metáforas pra que te quero". Seguindo a linha "Glauber Rocha sem alça". Tem seus defensores, é claro, cheios de argumentos do tipo "a estética cheia de conteúdo aonde tudo é oco...",enfim, uma chatice. Recomendado pra insônia e pra quem é da turma dos "intelectuais de boteco zona sul". E claro, pra quem "entende" Wally Salomão, Jorge Mautner e Gilberto Gil, Glauber Rocha no mesmo liquidificador atômico.

11/09/2010 - Stella (19 anos)

2
  Não vi
Denunciar
Não vi, Mas estou abismada com o que fiquei sabendo do BANDIDO DA LUZ VERMELHA!

26/10/2011 - Paulo Meiras (46 anos)

3
  Ótimo
Denunciar
Melhor filme nacional de todos os tempos e um dos melhores do mundo. Nada de papo cabeça, nada mais diferente de Glauber ou Bressane. Transita fácil entre o popular e o erudito, e atinge ambos os públicos sem pedantismo. Ótimo elenco, montagem delirante, faz rir e faz pensar. O tempo passa e o filme não envelhece, sempre atual e escrachado. O Brasil em raio-x na tela grande. Cabe em qualquer lista de "N filmes pra ver antes de morrer". Quem já viu e não gostou, já morreu e não sabe.

02/06/2012 - Sérgio Sarmento (58 anos)

4
  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde/noite NO CINEMA. No chamado Santander Cultural de POA. E no programa em homenagem ao diretor. Olha! O filme quanto mais passa os anos melhor fica. Digo isto, pois assisti quando tinha 15 anos. Claro que com o pensamento de um jovem de 15 anos. E hoje com mais de " 50 anos de janela " o filme é mais belo. É um clássico do CINEMA NACIONAL. Digo isso, pois conheço o filme NACIONAL desde os seis anos quando minha falecida mãe me levava para ver os filmes do OSCARITO E GRANDE HOTEL da antiga ATLANTIS. E a partir dali fiquei " viciado " em CINEMA e por extensão ao CINEMA BRASILEIRO. Olha! O cineasta ROGÉRIO SGANGERLA foi UM GÊNIO em todos os sentidos. E realizou " UMA " de suas obras-primas. Com cortes sensacional. Aquilo que o paulista FERNANDO MEIRELLES (1955) fez em 2002 em CIDADE DE DEUS o gênio de SGANZERLA já tinha feito 34 anos e melhor. O filme fundamentalmente mostra o sensacionalismo da mídia naquela época. Ao tentar e conseguir fazer de uma bandido um herói nacional e até mundial, pois já tinha roubos no PARAGUAI. Não podemos esquecer que a propaganda o sensacionalismo, a mídia no sistema capitalismo surgiu na década de 60. Surgindo aquilo que o canadense MARSHALL McLUHAN (1911/1980) tinha preconizado no conceito de " ALDEIA GLOBAL ". Portanto o filme é um grande percursor nas comunicações. E depois o filme apresenta uma série de de atores magníficos. O filme sem dúvida é do ator paulista PAULO VILLAÇA (1911/ 1992). É da maravilhosa HELENA IGNEZ (1942) mulher do diretor até sua morte em 2004. Nos apresenta uma SONIA BRAGA então com dezessete "aninhos", Mauricio Capovila, Sérgio Mamberti, Itala Nandi e outros. Olha! A respeito de quem não gostou do filme. Ou a pessoa não entende nada de CINEMA ou está mal intencionado. Acredito mais na última. Pois a maneira como é narrado o filme por HELIO AGUIAR é muito hhilário. Vejam bem! O filme tem um humor escrachado. Podemos rir gente! O filme é 10! Não dou mais, pois convencionamos o 10 como máximo. Pois do contrário daria uma nota maior. Ah! Baita comentário o logo acima do meu. Parabéns meu caro!

25/12/2012 - Marcelo (43 anos)

5
  Péssimo
Denunciar
O segundo pior filme que já vi na minha vida, só perde para Lili, a estrela do crime. Horroroso!

18/10/2013 - Augusto (50 anos)

6
  Péssimo
Denunciar
Realmente é um clássico do movimento denominado Cinema Underground (ou udigrudi) ou mesmo "cinema da boca lixo" surgido no final da década de 60 em São Paulo. O filme não tem tanta originalidade assim, Sganzerla copiou muita coisa da Nouvelle Vague (Jean-Luc Godard). Da cinematografia deste movimento paulistano há muitas obras bem melhores (vide Ozualdo Candeias, Andrea Tonacci, Julio Bressane) e muito mais originais em sua estética e criatividade. O Bandido da Luz Vermelha é apenas um filme muito bem filme, porém o roteiro é podre (ou punk, o que dá no mesmo) fazendo apologia de um ladrão malandro que roubava porque não gostava de trabalhar. Alguma originalidade nisso? Penso que nenhuma. Os atores são ruins de doer, sobretudo a Helena Ignez, mulher se Sganzerla. O melhor do filme é a fotografia sem dúvida alguma sob o comando de um gênio desta arte, Peter Overbeck. No mais, literalmente lixo fazendo juz ao nome do próprio movimento. ZERO AO CUBO!

15/12/2013 - Alan (45 anos)

  Ótimo
Denunciar
O filme é fantástico. Muito original, dinâmico, imagens preciosas, com critica social e humor.

01/03/2014 - Lila (27 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme pra amar ou odiar. Amei!

17/07/2017 - Cecilia (23 anos)

  Péssimo
Denunciar
Ruim, mal feito, história sem nexo. Esquecível.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Bandido da Luz Vermelha (O Bandido da Luz Vermelha)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.