Share on Google+

Operação Dragão

  (Enter the Dragon)
Sinopse O lendário Bruce Lee. Desconhecido em 1971. Dois anos mais tarde, um herói internacional... e o astro de um dos mais populares filmes de artes marciais de todos tempos: Operação Dragão. Determinado a vingar o assassinato de sua irmã, Bruce Lee se infiltra na fortaleza isolada de um poderoso chefão do crime, que utiliza sua academia de artes marciais como fachada para tráfico de ópio e prostituição. Para cumprir sua missão, Lee terá que participar de um torneiro de vida ou morte.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Operação Dragão
Título Original Enter the Dragon
Ano de Lançamento
Gênero Ação / Aventura
País de Origem Hong Kong / EUA
Duração102 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Warner Home Video
Idade Indicativa 18 anos

Elenco


... Lee
... Roper
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

20/02/2012 - Dinhodadeso (53 anos)

46
  Ótimo
Denunciar
Assisti ao filme gostei, quero adquiri uma cópia do filme operação dragão, vejo que já não e fácil.

14/04/2012 - Márcio Silvio (53 anos)

47
  Ótimo
Denunciar
É muito cômodo dar opinião, teclando no conforto de nossa modernidade. Mas nos anos 70 a tecnologia era restrita e a informação dependia da imprensa tradicional (hoje, as redes sociais atualizam-nos a cada minuto). Ninguém sabia nada de kung fu no ocidente, até esse moço chegar detonando. O kung-fu de Bruce Lee reformaria o pensamento cinematográfico - as tomadas de cenas, a fotografia... No anos 70 tudo era mais limitado e as artes marciais eram todas conservadoras. Bruce Lee chegou apresentando o kung fu e, ao mesmo tempo, abrindo os portais das artes marciais. Na primeira cena de luta em Enter The Dragon, ele vai de sunga e luvas abertas nos dedos, que é o que vemos hoje no MA - estou falando de uma cena demais de 40 anos atrás. Alguém pode dizer que o UFC é uma criação moderna? Isso já rolava muito pela Ásia e Bruce Lee foi para muito vale-tudo. Hoje, o MA é um empreendimento respeitado e que movimenta bilhões de dólares por ano. Mas o pano de fundo das lutas é o de tempos antigos - e quando Bruce Lee leva o combate pro chão e finaliza, mostra claramente a amplidão da arte marcial que defendia fora das telas. Ele fez cinema, gente, e cinema que não era o seriado Kung fu do Carradine. O mestre levou para as telas um pouco do que ele vivia - até nas filmagens era comum aparecer algum lutador e desafiá-lo: ele parava tudo para dar atenção ao estranho, e ia fazer o que mais gostava, a luta real, e depois voltava ao trabalho de ator. Podem criticá-lo, no entanto, pelo muito que ele prestou às artes marciais, pela forma como inovou o cinema e, especialmente pelo homem que foi Bruce Lee, que as críticas tenham alguma nobreza. Saudações marciais!

21/04/2012 - Robnson (49 anos)

48
  Ótimo
Denunciar
O anderson silva não duraria nem 30 segundos se enfrentasse o bruce lee, mas fazer o que, o anderson silva hoje, está mais para o chuck norris no tempo do bruce lee (quem conhece e viu sabe o que estou falando), e é com isto que temos de conviver atualmente, até que surja, se ainda puder surgir, um verdadeiro fenômeno novamente...

10/05/2012 - Luis Fernando (23 anos)

49
  Ótimo
Denunciar
Um dos melhores filmes de luta de todos os tempos!

29/06/2012 - Monica (38 anos)

50
  Ruim
Denunciar
Não gostei.

15/10/2012 - Osvander (50 anos)

51
  Ótimo
Denunciar
Simplesmente sensacional o melhor de todos filmes de lutas artes marciais já criado.

24/11/2012 - Weslley (34 anos)

52
  Ótimo
Denunciar
O melhor filme de artes marciais de todos os tempos.

27/12/2012 - Aleixo (35 anos)

53
  Péssimo
Denunciar
Filme muito arcaico (antigo) com certeza as novas gerações, que conhecerem de fato, as artes marciais, vão ver que Bruce Lee apenas gritava histericamente, para pensarem que ele "lutava". Passem longe.

01/01/2013 - Leandro (15 anos)

54
  Ótimo
Denunciar
Bruce lee um ótimo ator não existe outro melhor!

16/01/2013 - Michel (12 anos)

55
  Ótimo
Denunciar
Filme muito bom de ação e aventuras e lutas adorei.

22/05/2013 - Patrick (12 anos)

56
  Ótimo
Denunciar
Muito bom esse filme.

28/06/2013 - Manuel (40 anos)

57
  Ótimo
Denunciar
Este filme tem qualidade portanto merece nota máxima.

08/07/2013 - Luis Chivas (45 anos)

58
  Ótimo
Denunciar
Neste baita filme, tem menos marmelada do que as lutas atuais de UFC, basta ver a marmelada desta semana, na derrota do anderson silva para o americano, marcada na semana da independencia deles. Baita marmelada aquilo, que envergonha qualquer lutador, bom ou não. Bruce Lee nunca foi "fake" como seu anderson silva. E ainda diziam que ele era o bruce lee do UFC, durma com essa. Ahhh, mas ele levou uma mala de dinheiro e sai feliz pro resto da vida, canalha...

16/10/2013 - Lemos (43 anos)

59
  Ótimo
Denunciar
Gente, estou besta com as críticas que li, não só ao filme como ao Bruce Lee. Primeiro tem um dizendo que no filme só tem americano. Bom, ou ele se equivocou de filme, ou assistiu de olhos vendados, pois os únicos americanos que aparecem pra valer no filme são os personagens do John Saxon e do Jim Kelly (as nacionalidades dos personagens da Ahna Capri e do Robert Wall não são esclarecidas no filme), o resto “não chinês” aparece rapidamente no começo do filme e em uma cena ou outra. Também, só se o filme fosse bancado por um produtor e por um estúdio de Hong Kong para ter apenas chineses, e aí não teria a retaguarda de um grande estúdio para financiar uma grande produção. Acham que havia espaço para um ator chinês no início dos anos 70? Bruce Lee foi o primeiro. Outros dizem que o filme só tem violência gratuita do começo ao fim. A violência que aparece no filme, em determinados momentos e não do começo ao fim, está mais do que contextualizada: o personagem Han é um impiedoso traficante chinês que usa o torneio para recrutar novos “soldados”. Se alguém acha que um traficante de drogas chinês ou a máfia chinesa não são tão violentos, experimente se meter com eles, ou trabalhar para eles (neste caso, creio que em pouco tempo vão sentir falta de alguns dedos). Agora, o mais incrível são as críticas direcionadas a Bruce Lee, onde seus autores questionam o fato de que ele era um mestre das artes marciais, que na verdade ele só sabia “gritar”. Sinceramente esta crítica, que chega a ser ofensiva, só pode ter sido feita por dois tipos de pessoas: o tipo que simplesmente não gosta de Bruce Lee por alguma razão (provavelmente irrelevante) e que só por isso resolveu acabar com a memória dele, ou o tipo que simplesmente não conhece os fatos e critica “por criticar”, para “ser do contra”. Se pesquisassem a vida dele, saberiam que ele deixou seu país para viver na América e abriu uma escola/academia para ensinar técnicas de luta, e que isso desagradou os mestres chineses, que o desafiaram, mandando seu melhor lutador, e ele (Bruce Lee) venceu o desafio. Também saberiam que ele próprio coreografou as cenas de luta do filme (e não há trucagens de câmera), que ele ensinou astros americanos como James Coburn e Steve McQueen e até o astro da NBA Kareem Abdul-Jabbar, que durante as filmagens ele era constantemente desafiado e venceu todo mundo que o desafiou. Em quê este filme denigre a imagem das artes marciais? Como já disse, a violência está contextualizada, o personagem de Bruce Lee não espancou o primeiro que apareceu na sua frente de forma gratuita, ele estava enfrentando uma impiedosa organização criminosa chinesa, que inclusive foi responsável pela morte da sua irmã. Jet Li, Chow Yun-Fat, Jackie Chan, Sammo Hung, Bolo Yeung, todos têm grande respeito por Bruce Lee, e os três últimos conheceram ele em pessoa. Não estou dizendo que o homem era um santo, mas que ele era muito bom no que fazia, isso era, e é o que ouço e vejo há décadas. Até Caetano Veloso imortalizou Bruce Lee na canção Um Índio (“tranquilo e infalível como Bruce Lee”). Vão querer fazer como os argentinos, que ficam choramingando que Maradona foi melhor que Pelé, quando nem cabe a discussão?!? Tenham dó, vai... Ótimo filme, ótima performance de Lee, no auge da forma, e o tema de abertura, composto pelo argentino Lalo Schifrin, é muito legal.

13/02/2014 - Cido (41 anos)

  Ótimo
Denunciar
A única coisa que eu acrescentaria ao comentário anterior é que o Chuck Norris também conheceu Bruce Lee em pessoa, contracenou com ele, e também fala dele com muito respeito. O cara era muito bom e foi embora de forma precoce. Uma pena.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Operação Dragão (Enter the Dragon)

Copyright © 2014 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.