Share on Google+

Cimarron - Jornada da Vida

  (Cimarron)
Sinopse Quarenta anos da história norte-americana, em um período compreendido entre 1889 e 1929, são vistos através dos olhos de Yancey Cravat, um editor de jornal e o homem da lei de Oklahoma. Em 1889, o advogado, ex-jornalista e aventureiro Yancey Cimarron Cravat (Glenn Ford) se casa com Sabra Cravat (Maria Schell) e resolve retornar ao Oeste, tentando conseguir as terras com as quais sonhara construir um rancho e criar gado, aproveitando a Corrida do ouro iniciada com a concessão do governo americano de vários hectares de Oklahoma para a colonização.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Cimarron - Jornada da Vida
Título Original Cimarron
Ano Lançamento
Gênero Drama / Faroeste
País de Origem EUA
Duração147 minutos
Direção /
Estúdio/Distrib. Classic Line

Elenco


... Yancey 'Cimarron' Cravat
... Sabra Cravat
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Cimarron”Letra de Paul Francis Webster
Música de Franz Waxman
Cantada por Roger Wagner Chorale (como The Roger Wagner Chorale)

Trailer



Comentários


09/12/2008 - Jales Pinheiro do Amaral

1
  Ruim
Denunciar
Este filme na verdade é uma nova versão de um produção da década de 30 que levou o Oscar de melhor filme e foi um dos 3 únicos faroestes a ganhar o prêmio. Mas esta refilmagem é em todos os aspectos inferior ao original e parece ter sido realizada de forma preguiçosa. O elenco na maior parte decepciona, inclusive Glenn Ford, que parece inadequado para o papel que representa. Para quem viu a produção original ele vale como curiosidade, mas para o restante o filme pode decepcionar. Nota 3,0.

31/12/2009 - Mauro Moleda (61 anos)

2
  Bom
Denunciar
Acho uma injustiça Cimarron ser tratado como uma produção de 2ª categoria. O assisti no cinema em 1962, e há pouco o revi em DVD. Há falhas gritantes de roteiro, mas continuo considerando um belo filme onde Glenn Ford não pode ver uma injustiça e se revolta. Ele é um aventureiro com idéias à frente de seu tempo. Um filme emocionante. A saga de uma família, de lutas, amor, aventura, lealdade e desencontros.

22/09/2010 - Papai Sabetudo (65 anos)

3
  Ótimo
Denunciar
Assisti a este filme maravilhoso à época em que foi lançado, quando não existia vídeo, e o cinema reinava absoluto. Naturalmente, fui vê-lo pela lindíssima Maria Schell (Os Irmãos Karamazov, A Árvore dos Enforcados) contracenando com o não menos charmoso Glenn Ford (Gilda, Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse). Apaixonei-me pelos personagens, não há como evitá-lo, mas, apesar da inescusável atração pelos atores, o próprio filme, de um modo geral agradou-me sobremaneira. Passou a constar da minha rigorosa lista dos melhores. Ficou marcado em minha memória a beleza da fotografia, as cenas inóspitas daquela região, além da linda história de amor que compõe o magnífico roteiro. Agora, recentemente, para reavaliar esse filme, voltei a assisti-lo e mantive a nota: é 10, com louvor!

16/05/2011 - Ana Lucia (57 anos)

4
  Bom
Denunciar
Assisti e gostei muito bom.

18/05/2011 - Carlos (55 anos)

5
  Ótimo
Denunciar
Feito na década de 60, ele é realmente uma ótimo filme. Para quem analisa um filme por completo, das falhas da natureza humanadas nuancias da vida, ele nos mostra muita coisa. Recomendo.

08/09/2011 - Sandro Villar (64 anos)

6
  Bom
Denunciar
Percebi um quê de Giant em Cimarron. Nenhuma surpresa até porque o filme é baseado no livro homônimo de Edna Ferber, autora de Giant, que virou filme e, no Brasil, recebeu o belíssimo título Assim Caminha a Humanidade. Giant é um filme injustiçado pela Academia de Hollywood. James Dean dá um show de interpretação. Merecia o Oscar de melhor ator. Baita injustiça. Mas, como diria o vampiro, não adianta chorar o sangue derramado. Voltando a Cimarron: é um bom filme, mas o melhor mesmo é a beleza da atriz Anne Baxter, mais bonita que cartão postal. Que mulherão! Que lábios! Que olhos! E, por que não dizê-lo?,que peitos, nem grandes nem pequenos. E ainda por cima ruiva. Como diria Stanislaw Ponte Preta, era uma mulher para 800 talheres. Se à época, começo dos anos sessenta, tivesse que escolher entre Anne e uma Ferrari, eu ficaria com a atriz. E mais não falo porque não fui perguntado. Sandro Villar, 64 anos, jornalista metido a crítico de cinema e autor do livro As 100 Melhores Crônicas de Humor de SV.

03/11/2011 - Mauro (55 anos)

7
  Ótimo
Denunciar
A partir de uma análise mais ampla, tomando como referência o roteiro, fotografia, personagens e a época da filmagem, com certeza é de se tirar o chapéu para a qualidade do trabalho e saga de Yancey e Sara como pioneiros na ocupação de Oklahoma, isso sem falar da beleza de Maria Schell, maravilhosa.

25/06/2012 - Jose Carlos Santos (63 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
Um filme espetacular, atores de primeira linha, com destaque para anne baxter lindíssima, e dizer que somente a indiazinha aline macmahon e o rapaz rebelde que glen tenta recuperar rus tamblyn ainda estão vivos todos os demais atores morreram, entre 1966 e dois mil e onze. Um dos últimos grandes filmes do far west americano.

17/07/2012 - Cesar Baltazar (61 anos)

9
  Bom
Denunciar
Não chega a ser um filme para ser considerado uma obra-prima, mas não deixa de ser um primoroso western com um grande elenco e boa condução de atores. Glenn Ford e Maria Schell estão bem situados e o restante do elenco é bem seguro. Boa diversão, sem dúvida.

20/07/2012 - Lee (45 anos)

10
  Regular
Denunciar
Apenas um razoável western. Mas, vale a pena assistir.

10/12/2014 - José Sobrinho (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme espetacular, ótimas atuações, recomendo para quem gosta de um bom filme faroeste.

07/05/2015 - Sportman (35 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ótimo filme, com investimento que refletiu na produção do mesmo. Nota 10.

06/03/2018 - Zequita (57 anos)

  Regular
Denunciar
CURIOSIDADES DAS FILMAGENS Demissão O diretor Anthony Mann foi demitido perto do final das filmagens e substituído por Charles Walters. Casting Eva Marie Saint foi cogitada para o papel de Sabra. Revelação Em seu livro de memórias "Intermission", Anne Baxter sugere que que Ford e Schell se tornaram muito próximos durante a produção, mas na época em que o filme estreou em Oklahoma, os dois não estavam falando um com o outro. Filme básico com um roteiro fraco e os atores estão perdidos em cena depois da saída do diretor Mann. Nota 7;4.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Cimarron - Jornada da Vida (Cimarron)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.