Share on Google+

Número 9

  (The Nines)
Sinopse Por algum motivo, o número 9 parece desempenhar um importante papel nas vidas de três homens: um ator problemático condenado à prisão domiciliar em uma estranha mansão, um roteirista de televisão que se depara com as reais intenções de sua todo-poderosa superior e um designer de jogos de videogame que, enquanto viaja com a esposa e a filha, encontra uma estranha caronista. A resposta para este enigma assustador será mais surpreendente (e imprevisível) do que você imagina!

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Número 9
Título Original The Nines
Ano Lançamento
Gênero Drama / Aventura / Ficção / Suspense
País de Origem EUA
Duração100 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Playarte Home Video
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Gary / Gavin Taylor / Gabriel
... Margaret / Melissa McCarthy / Mary
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“You Keep Me Hangin' On”Escrita por Lamont Dozier (como Lamont Herbet Dozier), Brian Holland, e Eddie Holland (como Edward Holland Jr.)
Interpretada por The Ferris Wheel
“Trucha”Escrita por Axel Ramon Perez Gonzales, Kendall Marsh & Javier Willy
Interpretada por Ghostman MC
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

18/06/2012 - Izzy (24 anos)

47
  Bom
Denunciar
Não entendi muito, mas gostei. Tenho que ver novamente, mas gostei sim!

18/06/2012 - Nessahan Alita (43 anos)

48
  Ótimo
Denunciar
Me surpreende a quantidade de más avaliações. O filme exige alguma sagacidade, uma percepção mais apurada. Tem defeitos, mas quando se entende o conceito (que é, sim, consistente), nos ficamos encantados. O buraco é mais embaixo. Eu diria que o filme vai encantar aqueles buscadores da verdade. É um modo interessante de ver o mundo e a criação, apesar de ser um filme longe de ser 'flawless' é um filme muito bom no geral e que possui um enredo com tracos de genialidade. Brilhante.

18/06/2012 - Lucas (21 anos)

49
  Ótimo
Denunciar
Gostei do filme... Acho que vale a pena assistir e fazer um reflexão... Interessante, prende a atenção, porém... Me intrigou o final, deveria ter um filme dando a continuidade deste. Resumidamente meio maluco, mas legal.

06/07/2012 - Paula Andressa (25 anos)

50
  Ótimo
Denunciar
História intrigante que mistura bons elementos de Efeito Borboleta e Numero 23. O roteiro e intenso e te deixa com aquela dúvida tentando descobrir fatos conforme a produção é exibida e o final é surpreendente. Ótimo elenco, fiquei surpresa com a intensidade de Ryan Reynolds e da sempre ótima Melissa Mccarthy.

17/08/2012 - Ádson Júnio (38 anos)

51
  Regular
Denunciar
Megapix. O filme até que começa muito bem, com um ator viciado (ryan reynolds-eu acho esse cara uma enganação! O maldito teve simplesmente as duas mulheres mais maravilhosas da terra-alanis morissete e scarlett johansson-e as jogou fora! Quer motivo maior para odiar um cara?) em prisão domiciliar. Depois desse "ato", o filme dá uma desandada e pra dizer a verdade, não sei se ele é uma espécie de divindade, um ator viciado, um produtor gay ou um cara casado programador de games. Boa atuação de melissa mccarthy e hope davis. Filme bastante irregular. Ou regular...

20/08/2012 - Raysa (22 anos)

52
  Péssimo
Denunciar
Sinceramente, é o tipo de filme que você lê a sinopse e jura que vai ser incrível, mas quando você assiste e o filme termina, você se sente um perfeito idiota em ter perdido seu precioso tempo assistindo esta porcaria!

27/08/2012 - Getúlio (31 anos)

53
  Bom
Denunciar
QUEM NÃO VIU, NÃO LEIA. Como muitos disseram acima trata-se de um filme denso, e geralmente esse tipo de filme tem a costume de produzir opiniões bem polarizadas. Para quem está procurando um filme simplesmente para distrair sem muito que pensar não recomendo. Mas se estive desejando uma trama que causa um grau de estranhamento dadas as situações apresentadas esse é o filme. E o mais interessante, para quem já assistiu é claro, é a discussão em cima da seria produzida pelo protagonista no segundo capítulo (o filme é dividido em três capítulos), que é exatamente o entendimento do filme pelo público, simplificar ou não a produção para angariar um público maior. Outra questão a se pensar no filme é o fato de ele lidar com dois elementos que tendem a tirar as pessoas de sua realidade levando-as para um mundo paralelo, a televisão e os videogames. Ele, seja um deus ou não, vive preso a um mundo além do seu, um mundo de faz de contas, como nós mesmos, presos a uma série ou novela, ou um jovem que não abandona seus jogos eletrônicos. Quando os números aparecem sobre a cabeça ou quando no final aparecem aqueles losangos no final, são uma forte referência a um jogo muito popular The Sims. Esse foi meu entendimento do filme, e sua lógica.

10/10/2012 - Daniel Brasil (30 anos)

54
  Ótimo
Denunciar
Acabei de rever o filme e talvez The Nines enfoque teorias de ser multidimensional e realidades simultâneas. A escala numérica de 10 - Deus, 8 - Coalas, 7 - Macacos e 9 - ser multidimensional é uma jogada do diretor. Além disso, mostra que o personagem principal (9), esqueceu de sua condição multidimensional e se apegou extremamente á realidade linear dos seres humanos (7) E me parece que os personagens (Sarah, Susan e Sierra) são (9), pois buscam despertar o personagem principal de sua condição multidimensional. Notem que o personagem principal deixa a matéria corporal, tornando-se um bólido luminoso e arremessado ao espaço sideral ao final do filme. Segue um apanhado teórico, filosófico e científico da teoria quântica multidimensional - "Ser um humano multidimensional é estar conscientemente em vários locais diferentes ao mesmo tempo, pois existimos em diversas realidades. Vocês já devem ter ouvido falar que existem outras porções de vocês mesmos que estão muito mais unidas e que sabem muito mais que vocês, pois é, isso é verdadeiro, então, como vamos poder saber quando esses outros aspectos do nosso ser vão começar a se manifestar? Aí então, começaremos a descobrir aspectos nossos que existem no não físico, ou partes de nós que vivem de outra forma, desenvolvendo outros potenciais e até mesmo, vivendo em outros planetas. "

01/02/2013 - Daniela (25 anos)

55
  Regular
Denunciar
Na verdade nem sei o que pensar deste filme, muito complicado... Parecia que o cara vivia num tipo de The Sims ou second life mais de um modo geral dou nota regular pelo ator que considero ele muito bom.

04/04/2013 - Ana (44 anos)

56
  Péssimo
Denunciar
Filme mais idiota que já vi!

12/06/2013 - Luis Guilherme (25 anos)

57
  Regular
Denunciar
O parâmetro de qualidade desse filme NÃO envolve, como algumas pessoas estão escrevendo, sagacidade, intelectualidade e uma percepção mais apurada, por ser denso. Mas se elas querem nos chamar de idiotas Primeiro saibam que esse filme usa de uma teoria filosófica de maneira medíocre e pseudosintelectuais de plantão não chamem de ignorantes aqueles que acharam o filme ruim. Existem filmes com a mesma sacada que utilizam do mesmo método apontado para a interpretação da multidimensionalidade humana e que ae embasamento na teoria de MICHEL FOUCAULT e outros empiristas e racionalistas, como o conhecido JOHN LOCK com sua teoria da abstração que o diretor do filme afirmou ser necessário pra entender a sacada final de uma maneira menos "inerte" usando suas palavras. Existem artes melhores.

01/02/2014 - Rodrigo (38 anos)

  Péssimo
Denunciar
HAHAHA, que porcaria e ainda tem uns que dao nota ótimo, estão loucos que nem este filme besta e sem graça, com Ryan Reynolds se esforçando pra ser ator.

07/07/2014 - Mariana (25 anos)

  Péssimo
Denunciar
Acabei de assistir. Me senti lesada, tipo "roubaram meu tempo, me enganaram". Fui atraída pelos atores que eu curto de outros filmes/ séries, você pensa: "Hum, ator bom, filme bom!" - Só que não! Péssimo filme, péssimo MESMO. Não se extrai nada! Não tem nexo nenhum. Lamento os atores terem o nome deles envolvidos nisso... (Li os outros comentários na humildade de cogitar a possibilidade de eu não ter tido capacidade de entender o filme, mas pelo visto realmente não há clareza para ninguém, já que o máximo que houve aqui foram interpretações bastante interiorizadas, sem qualquer embasamento concreto no roteiro do filme... Aí, cada um que invente sua história não é mesmo?).

23/08/2015 - Mike (33 anos)

  Bom
Denunciar
Um bom filme, não indicado para aqueles que preferem (ou precisam) de algo simples e leve, apenas para desopilar a mente. Uma das melhores atuações de Ryan Reynolds, que não é tão canastrão como alguns pseudo intelectuais gostam de afirmar, e de Melissa McCarthy.

08/09/2015 - Bruno Brito (21 anos)

  Bom
Denunciar
É uma pena que algumas pessoas não tenham sacado a ideia do filme, ele além de nos fazermos questionar se o que ele apresenta é aquilo que ele realmente quer passar, no caso seriam as teorias de multidimensões e tudo mais ou se esta seria a melhor forma metafórica de apresentar a nós um viciado em videogames, mais especificamente RPG ou algum jogo do tipo the sims assim como outros vícios (seriados, novelas, drogas) que alteram de alguma maneira a percepção de realidade do viciado.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Número 9 (The Nines)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.