Share on Google+

Por um Punhado de Dólares

  (Per un pugno di dollari)
Sinopse Joe (Clint Eastwood) é um perigoso e misterioso pistoleiro recém chegado a San Miguel, uma pequena cidade da fronteira, rude e empoeirada onde dois grupos rivais de contrabandistas aterrorizam os cidadãos mais pobres. Rápido no gatilho, o pistoleiro logo recebe ofertas de emprego vindas das duas gangues. Mas, sua lealdade não pode ser comprada, mas mesmo assim ele aceita os dois empregos. Sua intenção é desmascarar os criminosos com um inteligente jogo de confrontos mortais. Com muitos tiroteios em uma atmosfera dominada pela tensão, violência e pelo cheiro de pólvora, este é um verdadeiro clássico do gênero.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Por um Punhado de Dólares
Título Original Per un pugno di dollari
Ano Lançamento
Gênero Ação / Drama / Faroeste
País de Origem Itália / Espanha / Alemanha
Duração99 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Classic Line

Elenco


... Joe
... Marisol
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Sweet Betsy from Pike” (não creditada)
Escrita por John A. Stone
Interpretada por Clint Eastwood

Trailer



Comentários


13/02/2011 - Deborah (35 anos)

1
  Ótimo
Denunciar
É um bom filme! Recomendo para quem gosta do gênero. Clint Eastwood sempre foi um gênio: interpretando ou dirigindo.

05/05/2011 - Juan (42 anos)

2
  Ótimo
Denunciar
Só não votei em excelente por que não tem... Espetacular grande participação de eastwood e um final marcante.

24/01/2012 - Benedito (49 anos)

3
  Ótimo
Denunciar
Faroeste spaguetti exemplar, do mestre Leone. Contrastando com a canastrice de Eastwood, como vilão Gian Maria Volonté, ator consagrado italiano. Enredo violento, acompanhado da trilha sonora revolucionaria do grande maestro Morricone. Imperdível.

23/04/2012 - Juan (43 anos)

4
  Ótimo
Denunciar
Como uma Pessoa pode dizer que Clint Eastwood é um Canastrão? Um Grande ator, pra mim o melhor da história do faroeste, não só por seu trabalho nos filmes e sim pelo seu estilo de pistoleiro diferente e superior a todos os outros. Esse filme é o melhor filme da trilogia por ser mais agitado e não ter uma sombra a Clint Eastwood como nos outros dois, Por uns Dólares a Mais e Três Homens em Conflito.

10/10/2012 - José Sobrinho (56 anos)

5
  Ótimo
Denunciar
Um clássico, este filme resiste ao tempo. Muito bom.

03/11/2012 - Carlos (15 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
Maravilhoso filme, adorei.

13/01/2013 - Aprigio Alves de Oliveira (48 anos)

7
  Ótimo
Denunciar
Ás vezes acho esse primeiro melhor que os outros dois da trilogia, justamente por ser mais movimentado. O ritmo da narrativa parece ter mais dinamismo, não deixando muito tempo entre uma ação e outra. Dizendo melhor: a ação e cenas de violência são mais bem distribuídos na duração do filme. Observem que algumas cenas (planos sequência) cortadas pelos distribuidores nos EUA na época do seu lançamento em 1967, foram reincorporadas ao filme, perfazendo os 100 min. Foram restauradas sequências da surra que Joe (Eastwood) leva dos Rojo e do massacre dos Baxter pelos mesmos Rojo. São partes essenciais sem as quais o filme perdia parte do vigor estilístico do ousado diretor. Quem acompanha deve se lembrar que no início da década de 1990 (entre 92 e 94) a Reserva Especial lançou em VHS uma edição com a tela cheia e onde a imagem perdia muito da sua qualidade e inclusive faltavam essas partes que eu me refiro aqui. Se não me engano aquela edição tinha só 94 min-foram reincorporados uns seis, ou mais. O filme perdeu muito da sua força ficando a sensação que faltava algo, que havia falhas na direção, e cheguei a classificar apenas como de regular para bom. Os manda chuva das distribuidoras -e hoje das editoras de DVD- deviam refletir melhor antes de perpetrarem essas coisas absurdas, que é também um crime contra o criador da obra e contra nós, cinéfilos, que prestigiamos. A nota é.

10/02/2013 - Almerindo Filho (52 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
Sem dúvida um dos maiores western de todos os tempos, já vi varias vezes e verei mais, Eastwood sempre em grande performance...

08/08/2013 - Reginaldo (39 anos)

9
  Ótimo
Denunciar
Muito bom para quem gosta de faroeste a nota é 9.

08/09/2014 - Rene (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filmaço de Western com um final antológico, um clássico do cinema com uma trilha sonora fantástica, assisti recentemente em blu-ray com uma qualidade de imagem fantástica, um dos melhores Western de todos os tempos sem dúvida.

12/07/2017 - AkuMa (37 anos)

  Bom
Denunciar
Excelente filme recomendo!

14/12/2017 - Robertocarlosm (57 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti no telecine cult hd, muito bom, história muito bem produzida e dirigida, cenas de ação bem elaboradas, legendado.

06/02/2018 - Zequita (57 anos)

  Ótimo
Denunciar

A ARTE ABOMINA O ESTANQUE COMODISMO e, portanto, debate-se de todas as formas para desamarrar os nós dos signos, formas, fórmulas e padrões estabelecidos e encontrar, dentro do caos proporcionado pela liberdade, um recomeço. Questionar os artistas de outrora e desconstruir a arte por eles praticada assumem neste contexto a conotação de amadurecimento, queçá evolução, embora neste caso o termo pareça sugerir uma melhoria e não é o caso do “novo” ser melhor do que o “antigo”, mas somente inovador. Nascido de um cineasta alheio à escassez de recursos e apaixonado pela arte cinematográfica, Por um Punhado de Dólares é o sopro de vida que o faroeste precisava em um período que a imagem do xerife e os duelos entre bandidos, forasteiros e índios encontrava a sua maior depressão. Não é, de forma alguma, o precursor do chamado “faroeste espaguete” – Os Apuros de um Xerife (1958) é quem discutivelmente mantém esta honra – mas é o trabalho que popularizou o subgênero e melhor incorporou suas inovações estilísticas e narrativas, conferindo sobrevida quase ao mesmo tempo em que O Homem que Matou o Facínora (1962) selava o caixão do “faroeste clássico”. Em outras palavras, troca-se um ícone por outro. Sai o xerife viril, honrado e agora cansado John Ford para ceder o posto a um anti-herói sem nome, sem passado e com uma moral ambígua imortalizado por Clint Eastwood – que, três décadas depois, aposentadoria o poncho e a pistola em notas altíssimas com Os Imperdoáveis (1992). Insensível aos conflitos da cidade fronteiriça de San Miguel, o forasteiro Joe, o mais próximo que chegamos de batizar o homem sem nome, encontra uma posição privilegiada em que pode atiçar a disputa histórica entre os Baxter e os Rojo e lucrar bastante com isso, oferecendo seus serviços de pistoleiro. Essa história, plagiada do roteiro de Akira Kurosawa em Yojimbo (1961), é mais velha do que o próprio cinema e a engrenagem narrativa nela existente inevitavelmente empurrará Joe a cometer um deslize que o colocará à beira da morte, quando então encontrará forças para vingar-se de seus adversários. Não é isto que torna Por um Punhado de Dólares especial, mas a maneira com que a combinação entre a direção de Sergio Leone, a atuação cínica e também espirituosa de Clint Eastwood e a trilha sonora inesquecível de Ennio Morricone (sob o pseudônimo de Dan Savio) encontraram o vigor de empurrar a arte um degrau acima. Ângulos baixos agigantavam anti-heróis e vilões, closes nos olhes expunham a impassível brutalidade daqueles homens, o senso de humor irônico e sarcástico contrabalanceava a violência gráfica antes apenas sugerida nos faroestes clássicos, o homem surge como defensor dos próprios interesses e não da justiça e da ordem social, eram alguns dos traços comuns do gênero empregados com elegância aqui por Sergio Leone – cujo ápice criativo viria com Era uma Vez no Oeste (1968). Não há compaixão na narrativa e mesmo crianças, mulheres e cadáveres (?), intocáveis, ao menos os dois primeiros, não estão fora da mira de sujeitos despidos de valores.

28/04/2018 - Eduardo Cardoso (36 anos)

  Ótimo
Denunciar
Cara, o Clint Eastwood é o mestre dos filmes Western! Os filmes que ele fez no fim dos anos 60/início 70 são muito acima da média dos outros filmes western! O estilo do Clint é tão clássico, que ele faz o mesmo estilo em todos os filmes e é sempre bom! Essa trilogia do Sergio Leone é ótima! A molecada de hoje vai dormir vendo isso, mas quem aprecia filmes antigos vai gostar desse faroeste rude sem leis anarquista!ÓTIMO! Nota 10!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Por um Punhado de Dólares (Per un pugno di dollari)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.