Share on Google+

Além da Liberdade

  (The Lady)
Sinopse Uma história de amor épica sobre um casal extraordinário e seus sacrifícios para atingir felicidade e renúncia pessoal para uma causa maior. Aung San Suu Kyi (Michelle Yeoh) e Michael Aris (David Thewlis) mantém o amor apesar da distância que os separa e a hostilidade do regime ditatorial na Mianmar.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Além da Liberdade
Título Original The Lady
Ano Lançamento
Gênero Drama / Épico / Romance
País de Origem França / Reino Unido
Duração132 minutos
Direção
Estreia no Brasil 27/07/2012
Estúdio/Distrib. Paris Filmes

Elenco


... Reporter
... Aung San Suu Kyi
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Slug”Letra e música de Brian Eno, Bono, Adam Clayton,
The Edge& Larry Mullen Jr.
Interpretada por Passengers
“Piano Concerto No.23”Escrita por Wolfgang Amadeus Mozart
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

07/08/2012 - Elisa do Amaral Souza (73 anos)

6
  Ótimo
Denunciar
Adorei o filme. Extremamente bem feito, e segue bem a realidade dessa extraordinária mulher. Sempre me interessei muito por ela, devido a ter preferido um ideal, que sua família. Sai muito deprimida do filme. Afinal, é a mais pura realidade!

22/08/2012 - Paulo Mello (39 anos)

7
  Ótimo
Denunciar
Esplêndida atuação de Michele Yeoh! Filme maravilhoso que cativa e prende a atenção do início ao fim. Recomendo a todos que se interessam por um grande filme.

01/01/2013 - Maria Luisa (41 anos)

8
  Ótimo
Denunciar
Excelente filme! Michele Yeoh está simplesmente perfeita no papel de Aung San Su Kyi. História real comovente!

02/01/2013 - Maria do Carmo (46 anos)

9
  Ótimo
Denunciar
Mais um excelente filme do diretor francês Luc Besson (O Quinto elemento - 1997 e Joana D'Arc - 1999). É uma história fascinante, mas, ao mesmo tempo, dolorosa por seu desfecho ainda não ter se concretizado. A luta dessa mulher maravilhosa, Aung San Su Kyi - 1945 (Prêmio Nobel da Paz em 1991 e Secretária Geral da Liga Nacional Pela Democracia - LND). Ela que, em 1990 obteve 59% dos votos em todo o seu país (Birmânia e atual Mianmar). Foi vítima de prisão domiciliar (só foi libertada em 13 de novembro de 2010) e foi impedida de exercer o cargo de Primeira Ministra por conta de um regime ditador militar absurdo. Uma notável mulher que renunciou à sua vida pessoal e, lutou juntamente com a ajuda do marido (Michael Aris, que faleceu em março de 1999, vítima de um doloroso câncer) e com o apoio das autoridades internacionais para libertar seu povo dos grilhões da opressão do governo ditador militar local. Ela é adorada pelo seu povo e tenta brilhantemente mudar o cenário odioso de seu país com sua luta pela instituição da democracia. E é isso que o filme mostra. A excelente atriz da Malásia -Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão - 2000 e Órfãos da Guerra - 2008) interpreta divinamente a personagem central do filme. Trata-se de um protesto vivo de um cenário que tem que ser mudado imediatamente para a libertação e felicidade de toda uma nação que vive oprimida por autoridades militares. Recomendo esse filme para aqueles que tem sensibilidade e conseguem enxergar toda bondade, firmeza, serenidade e dignidade estampadas no rosto dessa notável mulher que é Aung San Su Kyi e que, foi divinamente interpretada pela atriz Michelle Yeoh. Não percam.

03/01/2013 - Derick (38 anos)

10
  Ótimo
Denunciar
Sensacional! Além da atuação fantástica da atriz Michele Yeoh, uma produção impecável. Um filme real e emocionante. Recomendo a quem gosta de cinema.

08/01/2013 - Maria do Carmo (46 anos)

11
  Ótimo
Denunciar
Complementando o meu comentário (9), gostaria de acrescentar ao meu amigo Sérgio Sarmento que mencionou no seu comentário que, só conhece a atriz malasiana Michelle Yeoh de filmes de ação (007 e O Tigre e o Dragão). Existe um filme com ela que se chama "Órfãos da Guerra". Esse filme é de 2008 e, também é baseado em uma história real. Trata-se de um belíssimo drama que conta a história real de um jornalista inglês que vai para a china cobrir as atrocidades feitas pelas tropas japonesas e acaba se envolvendo com uma causa muito maior. Vale a pena conferir. O elenco conta com o irlandês Jonathan Rhys Meyers (Albert Nobbs-2011), a australiana Radha Mitchell (Jogo Entre Ladões-2009), o chinês Chow Yun Fat (Anna e o Rei-1999) e a nossa querida Michelle Yeoh. Ela faz um papel secundário, mas sua performance, como sempre, é brilhante. Se o amigo tiver oportunidade, não perca esse filme, que, a meu ver, é belíssimo. Fica aí a dica.

25/02/2013 - Paulo Rogerio (36 anos)

12
  Bom
Denunciar
Realmente o filme é muito bom, principalmente por se tratar de uma história real, a atuação da Michelle Yeoh foi simplesmente excelente.

13/05/2013 - Marcelo (37 anos)

13
  Bom
Denunciar
Um Filme baseia-se Numa história Real. Muito bom Recomendo todos.

08/06/2013 - Hélia (45 anos)

14
  Ótimo
Denunciar
Estou simplesmente estasiada com a leveza do filme, ao mesmo tempo tão violento e nos ensina a sermos pacíficos. O trite é saber que as coisas não mudaram muito isso dói no coração. Moramos no céu.

29/06/2013 - Divino (60 anos)

15
  Ótimo
Denunciar
Filme maravilhoso. Recomendo que assistam o ótimo muito além de rangun, um drama politico baseado em fatos reais também na birmania.

22/08/2013 - Fabiana Guedes (36 anos)

16
  Ótimo
Denunciar
Confesso que não sabia onde era a Birmânia até assistir este filme... A história de Su Kyi é inspiradora e o filme mostra toda a sensibilidade desta dona de casa que se transformou numa líder fenomenal. É imperdível.

16/10/2013 - Ph Piraju (31 anos)

17
  Ótimo
Denunciar
Excelente filme recomendo muito, ótimas atuações O triste é saber que isso é realidade não só lá como em outros países. Vale muito a pena ver.

10/09/2014 - Eduardo B. de Morais Lima (17 anos)

  Bom
Denunciar
Bom filme, tenso, que mostra a crueldade que realmente ocorreu na vida dessa personagem, achei bem legal... Enfim, nota 7...

16/09/2014 - Lautner Angelov (22 anos)

  Regular
Denunciar
Olha! Não sei se gostei tanto assim do filme. É obra baseada em uma história verídica e comovente que se passou na brutal Birmânia. Tem uma bela produção, bons atores, um ótimo diretor que é Luc Besson, enfim, todos os ingredientes para satisfazer um boa experiência cinematográfica encontramos aqui. A biografia de Aung San Su Kyi - interpretada pela Michelle Yeoh (numa boa atuação) é comovente (por demais!), passa uma pela mensagem e ao mesmo tempo expõe a crueldade de um modelo "político" ditatorial e todas as vértices da vida pessoal de Aung San dentro e fora de Myanmar. O filme exalta os principais fatos que acontecem durante o cárcere de Aung San, simplifica uns e omiti outros. Mas isso não é um defeito, o filme cumpre a meta e é uma bela homenagem a uma (GRANDE) mulher guerreira motivada a democracia e inspirada pelos mesmos ideais de Mahatma Gandhi. O grande problema do filme não é basicamente um defeito, é apenas o excesso de drama que vai se arrastando e tornando a experiência bem melosa. Em cada quadro e em cada cena, Luc Besson grava tudo como se fosse clímax. E isso até prejudica um pouco a atuação da Michelle Yeoh que fala pouco e chora muito e, isso, vai ficando em determinados momentos forçado (no início funciona, mas depois de uma hora aquilo já não surti o mesmo efeito), daí vem a ideia de que tudo é clímax para Besson. O filme já é triste pela situação e atmosfera que é bem caracterizado aqui, seja pelo isolamento ou pelo amor platônico do casal fora de Myanmar realçado pelo idealismo da democracia. Porém, o excesso em querer comover o público é bem forçado e fica a impressão de que - Luc Besson, em detrimento da comoção, "manipulou" a história e encontrou na luta ideológica o caminho mais fácil de SIMPATIZAR o público. Com isso, ao expressar-se de maneira melancólica persistentemente durante todos os 120 minutos, a experiência ao fim se torna "vazia", e essa é minha impressão e opinião sobre 'Além da Liberdade'. O excesso de sentimentalismo na obra prejudicou a imagem política da Nobel da Paz e lutadora incansável pela democratização, e quando expressei-me acima dizendo que Michelle Yeoh mais chorou do que falou, não foi por acaso. Nota: 6,5 Legal.

21/11/2016 - Felipe Hudh (31 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme maravilhoso, não sei como a crítica não gostou.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Além da Liberdade (The Lady)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.