Share on Google+

Febre do Rato

  (A Febre do Rato)
Sinopse Febre do Rato é uma expressão popular típica da cidade do Recife que designa alguém quando está fora de controle, alguém que está danado. E é assim que Zizo (Irandhir Santos), um poeta inconformado e de atitude anarquista, chama um pequeno tabloide que ele publica com o próprio dinheiro. Na cidade úmida e escaldante, enfiada na beira de mangues e favelas, Zizo alimenta sua pena, seu sarcasmo, sua grossa ironia. As coisas caminham de maneira descontrolada, mas ao mesmo tempo todas as relações estão estabelecidas em cima do mundo que Zizo criou e alimentou para si mesmo.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Febre do Rato
Título Original A Febre do Rato
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Brasil
Duração90 minutos
Direção
Estreia no Brasil 22/06/2012
Estúdio/Distrib. Imovision

Trailer



Comentários


04/07/2012 - Gustavo Freitas (20 anos)

1
  Ótimo
Denunciar
Ótima dica de filme para quem gosta de poesia e não tem preconceito com a nudez, que está sempre nos filmes de Claudio Assis. [Febre do rato].

17/07/2012 - Rafael Gustavo (29 anos)

2
  Ótimo
Denunciar
O Filme é simplesmente fantástico. Chega de Hollywood! Chega de baboseiras!

10/09/2012 - Sérgio Sarmento (58 anos)

3
  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde NO CINEMA quando do seu lançamento e já em segunda semana em minha cidade. Gente! O filme é muito bom! Acompanho o trabalho deste diretor nascido no agreste pernambucano na cidade de Caruaru em 1959 chamado Cláudio Assis. Assisti todos os seus longas NO CINENA que começou com Amarelo Manga (2002) passando por Baixio das Bestas e finalmente por este Febre do Rato (2011). E ao que parece este último é o melhor. O filme nos remete para uma Recife e seu rio Capibaribe e sua margens com palafitas, mas sem ninguém na vista. Parece uma cidade fantasma. Mas para logo em seguida nos apresentar os tipos humanos que teremos em cena. É uma fauna humana notável. Mas vou citar tão somente o ator Irandhir Santos (1978) que faz o poeta. O cara simplesmente está sensacional. Que baita ator! E a linda e talentosa Nanda Costa (1986). Os atores simplesmente aparecem em muitas cenas de nu. Mas isto com certeza é necessário pois é uma característica do cinema do diretor Assis. Aliás só tenho elogios ao CINEMA do diretor e com certeza é um cara muito criativo. Talvez o melhor diretor brasileiro nos últimos 10 anos. O cara é fera mesmo! Para quem gosta do bom cinema de qualquer latitude este é uma grande pedida. Ah! Ao contrário do colega acima não tenho preconceito algum ao bom CINEMA. Inclusive e principalmente de Hollywood. Mas falo isto porque vejo tudo em CINEMA. Com isto nada é estranho para mim!

05/01/2013 - Daniel Veras (32 anos)

4
  Bom
Denunciar
Um grande filme. Recomendo uma conferida.

22/01/2013 - Leninha (35 anos)

5
  Ótimo
Denunciar
Gostei! Super recomendado!

22/02/2013 - Renato B. (28 anos)

6
  Péssimo
Denunciar
Filme péssimo. Sem história. Sem final. Sem nexo. PORCARIA.

04/04/2013 - Samuel Almeida (21 anos)

7
  Ruim
Denunciar
A única coisa boa nesse filme é a bela Nanda Costa, de resto são só cenas de sexo e nada mais. Nota 4.

27/04/2013 - Jales Pinheiro do Amaral (39 anos)

8
  Bom
Denunciar
O filme é ousado e traz alguns momentos chocantes, por isso é direcionado a públicos específicos. Tem um bom trabalho do direção, embora o ritmo seja irregular, sendo quebrado nas maçantes sequências em que o protagonista declama suas poesias. Aliás, o protagonista é um chato e as histórias paralelas são mais interessantes do que a principal. Nota 7,0.

21/07/2013 - Celo (10 anos)

9
  Bom
Denunciar
Filme bom do caramba.

22/01/2014 - Steve (18 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme ruim demais, parece que não existe roteiro nesse filme, é só aquele cara gritando o tempo todo falando umas coisas sem sentido e transando com um monte de velhinhas, afs o cinema Pernambucano esta sendo por esse LIXO? Que filmezinho sem lógica viu, além de sem lógica é nojento demais só tem sexo com umas velhas feias e os personagens falando um monte de abobrinhas o tempo todo.

05/08/2016 - Bessa38 (77 anos)

  Ruim
Denunciar
Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Muita pretensão cotar como ótimo, porém, também exagero ao cotar péssimo. Um filme de costumes, mal narrado, sem muito nexo, exagerando no número de NÚS, femininos e masculinos, frontais. Enfim, uma obra pequena. O cinema merece mais.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Febre do Rato (A Febre do Rato)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.