Share on Google+

Uma Longa Viagem


Sinopse A história de três irmãos, com a linha dramática dada pela história do caçula, que vai para Londres em 1969, enviado pela família para não entrar na luta armada contra a ditadura no Brasil, seguindo os passos da irmã. Durante os nove anos em que viaja pelo mundo, ele escreve cartas. Contrapondo-se à entrevista e às cartas, os comentários em off da irmã, presa política que virou cineasta e viaja pelo mundo, num processo inverso ao do irmão que, de viajante livre, foi obrigado a enfrentar diversos problemas. Um documentário que trabalha sobre a memória, não só pela forma como é feita a investigação, mas também sobre o motivo do filme: a morte do terceiro irmão.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Uma Longa Viagem
Título Original Uma Longa Viagem
Ano Lançamento
Gênero Documentário
País de Origem Brasil
Duração95 minutos
Direção
Estreia no Brasil 11/05/2012
Estúdio/Distrib. Vitrine Filmes
Idade Indicativa 14 anos

Elenco



Trailer



Comentários


23/05/2012 - Sérgio Sarmento (58 anos)

1
  Regular
Denunciar
Assisti nesta tarde NO CINEMA. Quando de sua
estreia em minha cidade. Olha! Apesar de ganhar o KIKITO 2011 de melhor filme (sic) em GRAMADO, aqui na serra gaucha, e além disso ser dirigido por uma cineasta LUCIA MURAT (1949) de quem adoro. Por muito mais do que ela passou no tempo da maldita ditadura militar. Onde, inclusive, foi torturada. Não aprovei a proposta como este documentário que ela visivelmente presta uma homenagem ao seu irmão que a pretexto de não ser preso ficou viajando por cerca de 10 anos. Usando e traficando drogas como ele diz. E sua postura
como pessoa que já usou drogas no filme é visível. E, Pasmem! No filme ele fala que fez duas viagens volta ao mundo. A cineasta com certeza faria e usaria melhor o dinheiro público que foi usado no filme se contasse sua vida de presa e torturada pelas forças repressoras que governaram o país ao
longo de 21 anos. Vivi todo aquele período e
sei o que é um pais sem o Estado de Direito. Por outro lado mostraria, aos jovens, o que
vem a ser uma DITADURA militar/civil como foi
a nossa. Isto serviria para alertar as pessoas
para não repetir aquele período lamentável. Me custa muito fazer críticas de uma cineasta
que, repito, adoro. Mas desta vez ela " pisou
muito veio na bola ". Mas com certeza vai se
recuperar no próximo filme. Acredito!

31/07/2020 - Dunha da Cunha (35 anos)

  Péssimo
Denunciar
As leis de incentivo à cultura são muito importantes, existem no mundo todo, e precisam ser apoiadas e defendidas. Contudo são filmes como este que dão munição aos seus detratores. A diretora do filme resolveu recorrer a uma lei de incentivo pra fazer um documentário sobre... O seu próprio irmão. Se pelo menos o sujeito fosse alguém importante, com uma história de vida interessante, que as pessoas precisem muito conhecer, até passaria. O problema é que o tal irmão da diretora durante toda sua vida não passou de um playboy drogado e desocupado. E o documentário é sobre isso: um sujeito de uns 50 anos de idade, visivelmente afetado pelos efeitos do abuso de entorpecentes, contando suas histórias de consumo de drogas e de vadiagem. O documentário até poderia ter uma função social ao denunciar os efeitos do abuso do uso de drogas através do exemplo do irmão da diretora, que se encontra em situação mental lastimável, mas, ao contrário disso, faz uma grande apologia ao estilo de vida do sujeito. O cara fica lá contando suas histórias sem o menor constrangimento ou aparente arrependimento, com aquele ar de orgulho e nostalgia de quem faria tudo novamente, se não vivesse sobre a tutela e cuidados da família rica que o sustenta. Isso, aliás, é outra coisa revoltante: o irmão da diretora por várias vezes no documentário gosta de se vangloriar de que durantes sua vida de excessos era independente financeiramente, quando é muito fácil alguém meter o pé na jaca com uma família rica que possa te socorrer, quando as coisas apertarem, o que de fato ocorreu, como algumas vezes é relatado no filme. E o escárnio com o espectador não para por aí, pois, depois das drogas o terem transformado num vegetal, o irmão da diretora alega que seu estado mental se deve ao fato de ter dado DUAS voltas ao mundo, e não ao uso excessivo de tóxicos durante toda vida. Pobre viciado toma paulada da política e internação compulsória, playboy viciado ganha passada e pano da irmã diretora de cinema famosa em um documentário pago com recurso de lei de incentivo. SIMPLESMENTE REVOLTANTE!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Uma Longa Viagem (Uma Longa Viagem)

Copyright © 2020 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.