Share on Google+

Tropicália


Sinopse Um dos maiores movimentos artísticos do Brasil ganha vida nesse documentário. Numa época em que a liberdade de expressão perdia força, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Arnaldo Baptista, Rita Lee, Tom Zé, entre outros, misturaram desde velhas tradições populares a muitas das novidades artísticas ocorridas pelo mundo e criaram o Tropicalismo, abalando as estruturas da sociedade brasileira e influenciando a várias gerações. Com depoimentos reveladores, raras imagens de arquivo e embalado pelas mais belas canções do período, “Tropicália” nos dá um panorama definitivo de um dos mais fascinantes movimentos culturais do Brasil.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Tropicália
Título Original Tropicália
Ano de Lançamento
Gênero Documentário
País de Origem Brasil
Duração82 minutos
Direção
Estreia no Brasil 14/09/2012
Estúdio/Distrib. Imagem Filmes
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... O Próprio
... O Próprio
>> Ver todo o Elenco...


Trailer



Comentários


16/09/2012 - Sérgio Sarmento (59 anos)

1
  Ótimo
Denunciar
Assisti na manhã/tarde do dia 15/09 NO CINEMA na sempre bem vinda sessão "de grátis". Adorei o documentário. Com certeza vivi minha adolescência no período e tenho ótimas lembranças. Era uma época que se tinha ideologia coisa que infelizmente ninguém hoje em dia sabe o que é. O que foi o movimento Tropicália realmente? Olha! O Caetano Veloso o mais atinado de todos do movimento. Falou, falou e não disse coisa com coisa. É claro que na época nem eu mesmo sabia. Mas com o passar dos anos e pelo documentário chegamos a conclusão que este movimento foi de contestação ao sistema ditatorial dos militares ajudado por uma classe média civil é reacionária que levou o pais em 1964 ao caos que todos que tem um mínimo de cultura sabe do que estou falando. E para complementar Caetano e Gil foram presos e exilados para Portugal e logo após Londres após o Ato número 5 de 13/12/1968. É claro que o filme mostra uma série de festivais de música da época de ouro desta modalidade. Enfim é filme altamente recomendável a todos. Quem viveu a época, como eu, vai gostar muito de relembrar uma parte de sua história de vida. Os mais novos devem ir para ver como os jovens reagiam ao momento. Coisa que hoje nossa juventude é totalmente amorfa e insipiente. É claro que comparo com o pessoal dos anos 60 do século passado. E depois se não gostaram do que falei tem aquela que sempre digo. No mínimo o elemento vai assistir uma aula de história do Brasil no século passado.

27/09/2012 - Mauricio (56 anos)

2
  Ótimo
Denunciar
Assisti ao filme ontem na sala itau da rua augusta em são paulo, achei ótimo, muito bem feito, com imagens da época, e mostrando a salada cultural que foi o movimento, a trilha sonora excelente, músicas que eu curti na minha juventude, os anos 60 e 70 produziram o que tem de melhor na cultura mundial, como manifestação cultural tendo como plano de fundo a liberdade de criação, de fato os mutantes eram tão bons como os beatles, se tivessem nascidos em outro país... A história seria outra, outra fato marcante do filme foi a prisão e deportação de caetano e gil, um verdadeiro absurdo, até hoje não consigo entender, para a ditadura pensar era nocivo ao estado brasileiro, que brutalidade, que fase negra da nossa história, que sirva de lição pra que isso nunca mais ocorra: prisões, censura...

28/10/2012 - Nelson Carvalho Andrade (54 anos)

3
  Bom
Denunciar
Assisti ao filme e recomendo para a nova geração no intuito de entender não somente o Tropicalismo, mas o momento político da época e o que jovens faziam ou reagiam frente a opressão, seria na verdade perceber as FORMAS DO FAZER na letra da música, atos e pensamentos ativos e passivos. Para a geração que vivenciou na sua totalidade ou mesmo que parcialmente vale a pena ver o filme, relembrar, rever, ajuda a refazer nossos conceitos. As imagens poderiam ser melhoradas com os atuais recursos da tecnologia, o som até que se percebe a intenção de mostrar a precariedade dos recursos disponíveis de uma época, mas não precisávamos sofrer na plateia com gritos e desafinos apresentados. BOM FILME.

26/12/2012 - Caroline Cataneo (22 anos)

4
  Bom
Denunciar
O ponto alto de filme são as imagens raras, os áudios e as gravações da época. Eu me interesso pelo movimento tropicalista a bastante tempo, porém, achei o filme confuso e pra quem vai assistir sem uma ideia do movimento anterior vai acabar "boiando". Destaque para a irreverência do sempre pitoresco Tom Zé que mais confunde do que explica (como ele mesmo diz). O filme é bacana, pois abrange a Tropicalia não somente no que tange a música, mas também as outras manifestações artísticas que influíram no processo criativo do movimento. Enfim, é um bom filme desde que o expectador tenha uma síntese do movimento antes de assisti-lo.

25/05/2013 - Monica V (39 anos)

5
  Bom
Denunciar
Muito bom 10.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

A Onda da Vida - Uma História de Amor & Surf (A Onda da Vida - Uma História de Amor & Surf)

Copyright © 2014 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.