Share on Google+

O Estranho Caso de Angélica


Sinopse Passado na década de 1950, um fotógrafo (Ricardo Trêpa) está hospedado numa pequena pensão, mas tem de acordar subitamente à noite para fotografar uma linda moça (Pilar López de Ayala) que acabara de falecer. O fotógrafo que está na região do Douro para documentar antigos métodos de trabalho nas vinhas, com especial atenção aos chamados cavadores da terra, fica subitamente perturbado pela imagem da falecida.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Estranho Caso de Angélica
Título Original O Estranho Caso de Angélica
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Portugal / Espanha / França / Brasil
Duração97 minutos
Direção
Estreia no Brasil 30/08/2013
Estúdio/Distrib. Filmes da Mostra
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Angélica
... Marido
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


03/04/2014 - Sérgio Sarmento (60 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde NO CINEMA quando finalmente (ufa!) foi lançado em minha cidade. Olha! Gostei do filme! Qualquer comentário que se escrever hoje devemos sintomaticamente citar seu diretor MANOEL DE OLIVEIRA (1908) e sua idade. Pois este homem acima de tudo nos fala de uma grande lição de vida que são suas obras. Pois com 102 anos quando fez o filme (hoje já é, pasmem!, de 105 anos). É claro que seu conceito de filmar ainda remonta à época do cinema mudo. Pois sua câmara se movimenta lentamente. Devagar! Quase parando! Os jovens que assistem seus filmes com certeza vão estranhar este método. Mas seus filmes, em geral, são uma homenagem ao CINEMA. A arte de filmar! O filme tem uma história estranha, pois nos fala de necrofilia. E nos diz do estranho amor de um fotografo por uma morta. Que por sinal é muito linda! Sem dúvida o filme nos fala da morte. E o quanto podemos enfrentar e não escapar de uma coisa inerente aos seres vivos. Por ter uma idade já avançada acredito que Manoel de Oliveira cria ao longo de seus filmes (este não é o primeiro dos seus filmes que o assunto vem à baila). Mas neste ele parece mostrar a morte como uma coisa não triste. Como uma coisa normal de se enfrentar. E depois seus personagens são bem especial. O fotografo, e seu alter ego, é seu próprio neto o ator Ricardo Trêpa. Que participa até com boa desenvoltura o que no fim e ao cabo pouco acrescenta no geral para obra. E da atriz Pilar Lôpez de Ayala que é, repito, muito linda e contribui de maneira decisiva para o diretor solidificar o que quer dizer, ou seja, até na morte temos nossas vantagens. Por fim gostaria de dizer que não é filme para qualquer espectador. A obra se presta mais para cinéfilos. Pessoas que gostam de apreciar um CINEMA que atualmente poucos diretores ainda gostam de filmar. E o mestre MANOEL DE OLIVEIRA é sem dúvida alguma um de seus últimos remanescentes nesta área.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Estranho Caso de Angélica (O Estranho Caso de Angélica)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.