Share on Google+

Terra Prometida

  (Promised Land)
Sinopse Matt Damon estrela Terra Prometida, o pungente drama contemporâneo baseado em um roteiro original de John Krasinski e Damon, dirigido por Gus Van Sant (Milk A Voz da Igualdade, Gênio Indomável). O representante comercial Steve Butler (Damon) é enviado à cidade rural McKinley, com sua parceira (Frances McDormand) para oferecer o necessário alívio aos residentes com dificuldades financeiras, comprando os direitos de exploração de suas propriedades. O que parecia uma tarefa fácil para a dupla, torna-se bem complicada, graças a um respeitável professor (Hal Holbrook) e um esperto ativista ambiental (Krasinski), além do interesse de Steve por uma mulher do local (Rosemarie DeWitt). Enquanto lidam com uma surpreendente série de corações abertos e portas fechadas, os forasteiros logo descobrem o poder de uma cidadezinha americana no meio do caminho.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Terra Prometida
Título Original Promised Land
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA / Emiratos Árabes Unidos
Duração106 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Universal Pictures

Elenco


... Steve Butler
... Attendant
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Waterfront”Escrita por Dave Palmer e Brian Reitzell
Interpretada por Dave Palmer
“A Little Bit Of Hurt”Escrita por David L. Graham (como David L Graham) e William W. Livesay (como William W Livesay)
Interpretada por Billy Livesay
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

21/04/2013 - Willis de Faria (64 anos)

2
  Bom
Denunciar
Promised Land (Terra Prometida) é um filme drama bem feito, que gira sobre um conto digno de nossos tempos desafiadores. Matt Damon interpreta Steve Butler, um representante da empresa de gás natural, que, juntamente com o sua parceira que viaja pelo interior rural de comprar direitos de perfuração de poços de gás natural em terras agrícolas. O filme tem cunho ambiental e coloca em discussão a produção da energia limpa, mas tocando profundamente nos problemas da perfuração e contaminação do lençol freático. Vale a pena ver o filme, que nos põe a pensar sobre este problema. Nota: 8,00.

04/05/2013 - Daniel de Medeiros (31 anos)

3
  Ótimo
Denunciar
Além de ser um filmaço, o momento do seu lançamento também foi muito oportuno. O filme é uma ficção, mas o cenário mostrado nele retrata a realidade atual, e esta acontecendo principalmente no estado da Pensilvânia nos EUA. Há algumas semanas atrás o enviado da Globo nos EUA fez uma reportagem sobre esse assunto e foi a uma fazenda explorada pelas empresas de gás que exploram o xisto. A água havia sido contaminada, os animas mortos por beber dela e na terra não era mais possível plantar nada. Mostraram uma espécie de nascente com a cor escurecida, e quando o repórter da globo jogou um fosforo na água ela pegou fogo, tal qual como uma tequila. O fazendeiro, coitado, não tinha mais o que fazer ali e não tinha como lutar contra as grandes corporações que estavam ganhando muito dinheiro. Aqui no Brasil, há dias atrás foi licitado o primeiro campo de exploração do xisto, pois aqui também há uma grande reserva dessa rocha. Enfim, isso não esta acontecendo só nos EUA, o filme em si não traz nada de inovador, é a velha luta entre o certo e o dinheiro, entre a ambição predatória e a preservação do que mantem a humanidade viva, a natureza. O filme possui uma trama bem interessante, é um Drama dinâmico e inteligente, que além de entreter também acrescenta. Vale a pena conferir!

08/10/2013 - Andre (35 anos)

4
  Bom
Denunciar
Bom! Nada mais que isso! Atores e interpretações excelentes uma história que parece ser verdadeira.

14/10/2013 - Sylvia Lopes (32 anos)

5
  Ruim
Denunciar
Nunca fui fã do diretor Gus Van Sant, e a cada novo trabalho tento mudar minha opinião sobre ele. Mas não será com TERRA PROMETIDA que isso irá acontecer. O que presenciamos nesta obra é a típica guerra entre uma poderosa companhia e uma cidadezinha do interior, uma querendo apossar-se das riquezas naturais da região e outra tentando resistir ao poder do dinheiro que supostamente melhoraria a situação de tão pacato lugar. A trama é chata, parada, sem emoção e sem trilha sonora. Mostra apenas a vida bucólica do interior americano, onde nada de interessante ocorre. Baseado nessa pasmaceira, os cochilos são inevitáveis, a despeito da boa atuação de Matt Damon, sempre versátil em seus papéis. Damon já interpretou todo tipo de personagem em quase 50 filmes, e isso faz dele um ator admirável, mas que não consegue salvar essa chatice aqui. Frances McDormand não serve para absolutamente nada, caso seu personagem não existisse, não faria a menor falta. Que decepção! O elenco secundário é completamente dispensável e apagado. Numa história onde pouco ou nada acontece, tanto no início, no meio ou no fim, a espera por algo relevante é inútil, pois o fato marcante, o clímax do filme, não aparece em momento algum. Com um final improvável, passamos mais de 100 minutos aguardando chegar a lugar nenhum. Não vale a pena!

16/10/2013 - Mário Paulo (30 anos)

6
  Bom
Denunciar
Muito bom, exploraram de forma sutil a eterna polêmica entre progresso e meio ambiente, com direito a uma jogada trapaceira no final. Mas, pelo menos na versão dublada, erraram em uma cena, onde dizem que 1% de $30 milhões é $30mil. Provavelmente o montante era $3 milhões e falharam na tradução. SPOILER: Particularmente não gostei do desfecho, pois sou do tipo que torce pro vilão, principalmente um tão amigável que defende o progresso.

17/10/2013 - Henrique (55 anos)

7
  Ruim
Denunciar
Um drama meio chatinho.

19/10/2013 - Konig (32 anos)

8
  Ruim
Denunciar
Muito parado chato sem emoção na real.

24/10/2013 - Paulo (46 anos)

9
  Bom
Denunciar
Assisti ao filme e achei a história interessante e contemporânea. Tenho lido algumas notícias sobre a extração de combustível a partir do xisto e fiquei impressionado com a forma didática como os autores expulsarem uma questão complexa e perigosa. Mais que a dicotomia BEM X MAL, o filme nos mostra que nem sempre há posições definidas, imutáveis. Recomendo!

28/01/2014 - Jonas (17 anos)

  Não vi
Denunciar
O filme é financiado pelos Emirados Árabes Unidos cujo principal produto de exportação é o gás natural; a exploração do gás de xisto nos EUA tem derrubado o preço do gás natural no comércio internacional...

25/02/2014 - Eduardo B. de Morais Lima (17 anos)

  Bom
Denunciar
Bom filme, apesar de ser meio parado, ele não deixa de ter uma história que retrata o mundo dos negócios, mas para quem mora em áreas rurais, porém com rivalidade, e é tudo que se encontra hoje em dia também nas áreas urbanas e o comércio alheio... Mas enfim, é legal, nota 7...

12/01/2015 - Tom (34 anos)

  Ótimo
Denunciar
Não achei que foi um filme ruim, muito pelo contrário, ele é bem interessante para refletirmos sobre o gás natural. Excelentes atores, e com uma boa história. Vale a pena ver e rever, nota: 8,5.

20/01/2016 - Augusto (55 anos)

  Péssimo
Denunciar
Assino em baixo o comentário da Sylvia Lopes: Gus Van Sant é um porre! Com exceção da atuação do sensacional Matt Damon, o filme é literalmente um lixo. Filme para ecochatos, ecopatas e a turba do politicamente correto.

29/10/2017 - Robertocarlosm (57 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti no canal universal channel hd, muito bom mesmo, história bem produzida e bem dirigida, atuações muito convincentes, dublagem nota dez...

13/01/2020 - Robertocarlosm (59 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti no canal universal channel hd e revi no cine aventura na TV Record, muito bom mesmo, história bem produzida e bem dirigida, atuações muito convincentes, dublagem nota dez...

28/03/2020 - Camor (72 anos)

  Ruim
Denunciar
É um filme que se presta a uma propaganda socialista disfarçada de defesa do meio ambiente, mas que na verdade defende o atraso. No século 19 o fazendeiro descobria que a sua terra era imprestável quando reparava que fluía petróleo. Na época ninguém dava importância a quela coisa pegajosa. Mas ai surge um grupo de empreendedores que viram ali uma fonte de riqueza, que aquilo tinha propriedades comburentes. Naquela época a banha extraída das baleias que eram caçadas impiedosamente era o combustível principal dos lampiões com que os homens iluminavam seu ambiente. Eram de um fedor terrível e poluidor. Aqueles homens de negócios então extraírem dali o querosene e tudo mudou. O dono da terra que achava que estava arruinado descobria que estava rico e vendia por um bom preço a sua terra ou a alugava recebendo bom dividendo pela exploração do petróleo. Os homens de negócios perceberam que podiam tirar do petróleo muitos outros produtos e um deles foi a gasolina o que sinalizou a possibilidade do carro que substitui a tração animal. A exploração do petróleo salvou as baleias, e outros animais, tornou as cidades livres da porcaria de animais sem contar a liberdade e a riqueza que trouxe. Claro, sempre tem algum efeito colateral desagradável, mas ele serve de estimulo para que novos negócios surgem para dar solução. Os ambientalistas se julgam os anjos defensores do planeta e outras conversas fiadas, mas eles defendem os princípios da economia socialista que, se você se der ao trabalho de pesquisar, foram os socialistas com os seus planos de economia planificada onda a propriedade privada foi convertida em propriedade de todo o povo é aboliu os capitalistas entregando a gerência dos negócios ao estado que levou a destruição da natureza e até hoje as suas marcas são visíveis. Basta ler o que a ex URSS fez com o mar de Aral. O capitalismo não é perfeito e não há perfeição na terra. Mas o capitalismo deixa as portas sempre abertas para aquelas pessoas que identificam nas externalidades da exploração capitalistas novas oportunidades de negócio. Se esses ambientalistas tivessem o poder que tem hoje naquela épica ainda estaríamos vivendo na tração animal e nem os antibióticos seriam conhecidos e as pessoas continuariam a morrer de certas doenças que só o capitalismo trouxe remédio.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Terra Prometida (Promised Land)

Copyright © 2020 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.