Share on Google+

Rastros de Violência

  (Officer Down)
Sinopse Um ano atrás, o policial corrupto David Callahan foi atingido durante um tiroteio em uma batida de drogas que deu errado – mas acabou salvo por um estranho anônimo que lhe deu uma segunda chance de limpar sua vida. Mas quando este mesmo estranho ressurge, buscando vingança contra os homens responsáveis pelos ataques contra jovens em um clube, Callahan deve encontrá-lo, tentando esconder os segredos do seu passado. Seu desespero para manter toda a sujeira para trás acaba levando a uma trilha de mentiras. Será que David conseguirá interpretar o “bom policial” e encontrar o criminoso, enquanto tenta manter sua reputação limpa?

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Rastros de Violência
Título Original Officer Down
Ano Lançamento
Gênero Policial / Drama
País de Origem EUA
Duração98 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. PlayArte Pictures

Elenco


... Detective David 'Cal' Callahan
... Olivia
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Bad Machine”Escrita por Aaron Hendra
Interpretada por Aaron Hendra
“When I Open My Eyes”Escrita por Aaron Hendra
Interpretada por Aaron Hendra
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


31/07/2013 - Wallace (27 anos)

1
  Regular
Denunciar
Apenas regular.

07/08/2013 - Lautner Angelov (20 anos)

2
  Regular
Denunciar
[RESENHA]Rastros de Violência: filme noir ambicioso, mas mediano. Antes demais nada, o filme tem um elenco grandioso (literalmente) e acima de tudo muito bom. Em um orçamento beirando os 12 milhões, se tratando de um filme B (ou quase), realmente alçava voo mais alto. O grande problema, é que atores como Stephen Lang (Avatar), David Boreanaz (seriado Bones) e a linda e talentosa Elisabeth Röhm (Pânico no Lago o Capítulo Final), praticamente foram secundários e "descartáveis" em seus papéis, não espere eles em longas cenas, só aparecem dizem umas falas e só, são totalmente secundários. A impressão que tive, foi de "desperdício de talento" desnecessário. Na contramão Sthepen Dorff por ser o principal, tem um pico de altos e baixos, ora transcende em um estereótipo "bom-old-boy", outrora em um digno bom samaritano, ambos interpreta bem. O longa que ainda conta com James Woods, Dominic Purcell, Walton Goggins (seriado Justified) e um ator que gosto muito que se chama Johnny Messner (Anaconda 2 e Arena), só fez um curta participação. Office Down, é o típico filme que tenta desesperadamente ser levado a sério. A trama de conteúdo duvidoso pensa ser inteligente, enchendo o filme de flashbacks e passando muitas informações que até ao término do filme parecem ser pontas soltas, só que tudo no final por incrível que pareça se interligam não por completo, pois furos existe e olha são muitos. O filme martela de 10 em 10 minutos a redenção como justificativa narrativa, e acaba por assim dizer o tornando massivo, clichê e previsível. O grande barato no filme, são as coincidências que se desenrolam por todo o filme, tipo quando Callahan (Dorff) encontra o traficante que atirou nele (em uma batida normal do cotidiano dele), o que ele faz em seguida é totalmente desconexo e ao mesmo tempo ilusivo demais, somente para mais uma vez exaltar a redenção como fim aos meios. "Há, vá desisto". O enredo não original, mas criativo, ao expor sua "trama-rica-inteligente" peca, mais especificamente nos flashbacks, onde são mal inseridos no filme, a montagem nesse sentido é muito ruim, mesmo sendo elas em preto e branco. O mais irritante nisso tudo, é quando o diretor foca em histórias paralelas, e logo em seguida os deixa tão rapidamente quanto a focou, isso não acontece somente uma vez, mesmo que elas se relacionem, nem tudo se interliga por completo, por isso o enrendo é cheio de furos. Portanto o filme é de difícil envolvimento, além de previsível, os personagens são totalmente apáticos. Sarcástico, pois pelo elenco que o diretor Brian A. Miller tinha em mãos. Enfim, esse tão somente é um filme interessante de se assistir, como também de não assisti-lo, pois igual este no mercado existe aos montes e não é tão ambicioso, e isso talvéz tenha sido seu maior defeito, ser algo além do possível, um filme de alicerce, mas mal estruturado, e o tombo foi grande. Assim, Rastros de Violência é um típico filme de "crime-thriller-drama", conta a história diante a perspectiva de um policial, de passado obscuro. É tudo tão estereotipado como provavelmente soa para quem assistiu como eu, mas significa que ele não é realmente melhor ou pior do que a tentativa de média gênero. É somente ambicioso, mas mediano. Nota:6.0 Regular.

28/12/2013 - Emanoel Bastos (35 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ótimo filme, assisto todos do ator Stephen Dorff, ele como sempre impecável na pele de policial, muito bom.

01/02/2014 - Alexandre Figueiredo (44 anos)

  Péssimo
Denunciar
Mais um filme policial como tantos outros que infestam as prateleiras da locadoras. Nada de novo, a mesma trama de sempre, o mesmo policial canastrão, só muda o "ator".

26/03/2015 - Sandro Pimentel (33 anos)

  Bom
Denunciar
Gostei da trama, com algumas reviravoltas o filme chega a ficar um pouco confuso na metade, mas no final tudo se encaixa.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Rastros de Violência (Officer Down)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.