Share on Google+

Creed - Nascido para Lutar

  (Creed)
Sinopse Adonis Johnson (Jordan) nunca conheceu seu famoso pai, o campeão mundial peso-pesado Apollo Creed, que morreu antes dele nascer. Ainda assim, é inegável que o boxe está em seu sangue, então Adonis vai para Philadelphia, o local da lendária luta de Apollo Creed contra um aguerrido novato chamado Rocky Balboa. Já na Cidade do Amor Fraternal, Adonis encontra Rocky (Stallone) e pede para que ele seja seu treinador. Apesar de sua insistência em se afastar do mundo das lutas por bons motivos, Rocky enxerga em Adonis a força e a determinação que ele conheceu em Apollo - seu feroz rival que acabou se tornando seu melhor amigo. Concordando em ajuda-lo, Rocky treina o jovem lutador, mesmo que para isso o antigo campeão tenha que desafiar um oponente mais mortal do que qualquer um que ele já tenha enfrentado no ringue. Com Rocky em seu corner, não demora muito para que Adonis tenha sua chance de disputar o título… mas será que ele pode desenvolver não somente o jeito, mas também o coração de um verdadeiro lutador a tempo de entrar no ringue?

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Creed - Nascido para Lutar
Título Original Creed
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA
Duração133 minutos
Direção
Estreia no Brasil 14/01/2016
Estúdio/Distrib. Warner Bros. Pictures
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Adonis Johnson
... Rocky Balboa
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“El Padre Armando”Escrita por Xocoyotzin Herrera
Interpretada por Macias & Macias
“Work Yo Muscle”Escrita por Michael Williams, Gerron Herring, Samuel Cloade e Christopher Lee
Interpretada por Eearz
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

02/03/2016 - Daniel de Medeiros (34 anos)

  Bom
Denunciar
Posso dizer que esse filme foi uma grata surpresa. Acho que o fato do roteiro não ter sido escrito pelo Stalone deu uma sobrevida inesperada ao consagrado personagem Rocky, e não há como esconder a alegria e o saudosismo que dá ao ver Stalone incorporando novamente o lutador, só que dessa vez numa posição de coadjuvante. No filme não há tanta ação, tantas lutas, acho que se enquadra melhor como um Drama, mas é um bom Drama esportivo, gênero que acho dos melhores! Vale a pena conferir!

25/03/2016 - Ivan Moysés (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
Grata surpresa, pois é um filme que mantém o espírito da saga Rocky, incorporando uma nova ideia. Além disso, a escolha do elenco foi muito feliz, pois Tessa Thompson e Michael B. Jordan estão fantásticos, além de ser muito difícil chamar Stallone de coadjuvante, já que neste filme ele mostra que muitas críticas que recebeu ao longo da carreira foram injustas. Um filme que emociona e prende o espectador, mesmo que não seja assim tão fã de boxe.

07/05/2016 - Roberto (36 anos)

  Ruim
Denunciar
Segue a mesma linha de "Rock"... Sem surpresas... Mais um caça-níquel ancorado pela "Warner Bros"... Achei cansativo...

22/10/2016 - Kassio (19 anos)

  Ótimo
Denunciar
Com boas atuações, o filme não surpreende, pois segue a premissa e cartilha dos filmes do gênero, o que salva são as boas locações, direção e e atuações. Uma bela história foi feita.

28/03/2017 - Thesley Antonini (21 anos)

  Bom
Denunciar
Embora este tenha seguido uma linha dramática, que envolve constantes conflitos familiares e crises de identidade, não deixa a desejar em nada se comparado com seus antecessores; O único ponto fraco, é o enfoque exagerado nestas situações dramáticas, que por consequência acaba obscurecendo aquele clima de competitividade, e de superação vistos nos demais filmes da franquia "Rocky".

27/04/2017 - Bessa38 (78 anos)

  Bom
Denunciar
Um tema bastante recorrente, no cinema norte-americano, e não fica a dever a muitos deles, porém, é um enredo que não precisa ser muito entendido, para saber como vai acabar. Agora a atuação de SYLVESTER STALLONE, é um retrato em branco e preto de todas suas atuações, ele vivendo ele mesmo. Um dos grandes canastrões do cinema.

11/08/2017 - Juan-I (77 anos)

  Bom
Denunciar
A observação feita pelo Sr. Donaldo Coelho da Silva (14/01/2016 - 73 anos) ao afirmar que as lutas nos filmes de box é uma palhaçada, pura coreografia. Assim como em um filme de ação moderno a coreografia é imprescindível, neste caso, trata-se de um drama, e a coreografia sobra. Assim como, eu acho, sobram cenas de treinamento pugilistico. Assim como se fosse um filme de ação sobraria drama e faltaria luta. Para mim, este é o grande defeito deste filme, ficou entre dois águas sem agradar nenhuma das duas. Uma boa atuação do ator Michael B. Jordan. Nota 65. Mais uma vez parabenizo os comentários do Sr. Sérgio Sarmento por sua inesgotável e assombrosa fonte de informações sobre cinematografia.

22/08/2017 - Will (29 anos)

  Ótimo
Denunciar
Muito bom o filme, aguardando o próximo filme.

26/08/2017 - Osvaldo (46 anos)

  Ótimo
Denunciar
Que mico esse tal de Donaldo passou aqui na página, tudo que ele criticou não teve no filme sobre a tal "vingança" que nem sequer existe no filme e para passar mais vergonha ainda o final quebrou o cara desse senhor. Como amante de filme e dessa franquia durante o filme até escorreu lágrimas, pois não é mole sete filmes do mesmo personagem com alta qualidade onde o personagem envelhece junto com a gente é pra poucos. Mas perdi até a vontade de escrever algo a mais, pois seguindo a lógica desse tal de Donaldo, no mundo dele pelo jeito não existiria mais filmes de gênero nenhum, apenas noticiários e documentários, mas uma prova de que cinema é para poucos. E pior de tudo o cara diz que entende do assunto por causa da idade, então peraí minha bisavó já superou o Einstein na inteligência, mas bem melhor parar por aqui porque isso só pode ser piada de mal gosto...

15/10/2017 - Lucas Fera (21 anos)

  Ótimo
Denunciar
Creed Nascido Para Lutar segue a mesma linha de Rocky (1976) e resgata sua filosofia e dramatização. No filme, aprendemos que a luta não é apenas dentro do ringue, mas sim na vida em si. Mostrar Spoiler Balboa com a sua doença e Adonis com seu relacionamento familiar, amoroso e o fato de carregar o legado de seu pai, Apolo. Michael B. Jordan é um rapaz que trabalha bem, mas ainda é necessário conferir seus próximos trabalhos para ter certeza. Já o bom e velho Stallone, veterano do cinema de ação e seus famosos trabalhos como o lutador Rocky Balboa ainda carrega boa parte do filme nas costas, principalmente nas curtas e profundas cenas dramáticas. Uma pena ter perdido o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Merecia.

12/05/2018 - FabioKubrick (39 anos)

  Regular
Denunciar
Mais um fraco rock, muitos me falando que esse é bom e tal, piada! O filme da sono, como todos os outros da franquia, o único ponto bom, é ver o Stallone dando uma de ator dramático. Até romance clichê tem no filme, na verdade o filme é uma releitura do primeiro que é bem fraco também.

22/11/2018 - Sandro Pimentel (37 anos)

  Bom
Denunciar
Me surpreendeu esse filme, muito emocionante e com boas atuações, fazia tempo que não via o Stallone tão bem em um longa... Prepare a pipoca que a diversão é garantida!

23/01/2019 - Scoobysnnax (41 anos)

  Bom
Denunciar
Ah, é bom e só. Em comparação com os "Rockys" anteriores algumas coisas ficam devendo: a trilha sonora moderninha cheia de rap, não achei que foi a melhor escolha. Gosto bastante de rap, mas Rocky foi marcado no geral por músicas mais instrumentais, não é perseguição minha com o estilo. O segundo ponto é: o vilão. Que vilão totalmente esquecível! Nada de marcante como os que tiveram por aí até o quarto filme da franquia. E por último, tentaram fazer aquelas ceninhas pra instigar a emoção do espectador, aquelas cenas do momento do treino por exemplo, que muito nos emocionaram nos filmes anteriores, mas que não funcionou nesse, pareceu meio forçado. Poderia ter limado algumas cenas e dado uma encurtada, mas enfim... Apesar dos erros, a franquia ainda vai vender mais bonecos provavelmente. Ela ainda tem força.

23/01/2019 - Kiko (24 anos)

  Ótimo
Denunciar
Nunca tive interesse em assisti-lo até ver a prévia do segundo filme. Adoro filmes de luta e esse também não me decepcionou. Nota 9.

23/07/2019 - Elton Mesquita (26 anos)

  Ruim
Denunciar
No segundo filme de Harry Callaghan, o detetive ganha um parceiro negro. Imagine se tivessem feito um filme em que Harry treinasse o filho ou neto dele para ser policial. Felizmente não fizeram. Seria ridículo. Como esse filme é.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Creed - Nascido para Lutar (Creed)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.