Share on Google+

Crônica da Demolição

  (Crônica da demolição)
Sinopse Buscando a história do Rio de Janeiro há 40 anos, o documentário foca em um apraçå o centro da cidade onde se encontra um chafariz e um estacionamento no subterrâneo. No passado, o local era o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Crônica da Demolição
Título Original Crônica da demolição
Ano Lançamento
Gênero Documentário
País de Origem Brasil
Duração90 minutos
Direção
Estreia no Brasil 11/05/2017
Idade Indicativa Livre

Elenco


... O Próprio - Interviewee
... A Própria - Interviewee
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


13/05/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de sua estreia nacional efetivada na última quinta feira. Olha! Bom documentário. Apesar de ser muito confuso pelo seu discurso afetado. E principalmente, no meio dos depoimentos, um só historiador. As vezes custamos acreditar nestas coisas. Mas acontece! O filme procura mostrar a incrível demolição de um prédio histórico erguido em 1904 em um Rio de Janeiro no começo do século 20. E acreditar que isto aconteceu há quarenta nos atrás e no apogeu do regime "ditatorial dos milicos". E sem dúvida no pior momento do século passado na história nacional Pela NÃO democracia, pela censura, pela tortura, pelas mortes, desconfiança e mortes. Varias mortes. Cruz credo! Outra coisa! O filme fala! Fala! E não encontra um verdadeiro culpado na demolição daquele prédio maravilhoso e no ano de 1976. Uns diziam que foi o jornal O Globo (sempre ele). Outros que foi especulação imobiliária e em outras os detentores da "farda verde oliva", ou seja, os próprios militares que deram o golpe na democracia brasileira em 01 de abril de 1964 o general presidente (de 1974/79) Ernesto Geisel (1907/1996), de Taquari-RS, aparece varias vezes no documentário). Mas pelo sim ou pelo não. O que é magnífico é o material de telejornalismo daquela época dos anos 1970. Como o Rio de Janeiro era lindo. Cruz credo! (novamente). O que sobrou deste documentário é que temos uma linda visão do Rio e um pouco da história da cidade maravilhosa. Mas o incrível de tudo isso é saber que "os caras" detonaram um prédio maravilhoso, como foi o Palácio Monroe, para fazer uma garagem subterrânea. Eu não acreditava no que estava assistindo naquela tela, não tão maravilhosa (pela defasagem do projetor), daquele CINEMA que mostrava o documentário Crônica da Demolição. Só falta escrever: E TENHO DITO!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Crônica da Demolição (Crônica da demolição)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.