Share on Google+

Uma Razão para Viver

  (Breathe)
Sinopse A história real de Robin, um homem brilhante e aventureiro que fica paralisado por conta da poliomielite. Contra todos os conselhos, ele e sua amada Diana se recusam a ser aprisionados pelo sofrimento e vivem uma intensa história de amor, com cada respiração como se fosse a última.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Uma Razão para Viver
Título Original Breathe
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Reino Unido
Duração118 minutos
Direção
Estreia no Brasil 16/11/2017
Estúdio/Distrib. Diamond Films
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Robin Cavendish
... Diana Cavendish
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


20/11/2017 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de seu lançamento efetuado nacionalmente na ultima quinta. Olha! Belo melodrama inglês. É o primeiro filme deste britânico Andy Serkis famoso ator de filmes como Senhor dos Anéis e dos últimos filmes do Planeta dos Macacos onde não aparece, para nós, como um ator normal e sim "na pele" do macaco Cesar. Filme leve e convidativo. Baseado em fatos reais. O filme procura retratar a vida de uma forma a valorizar cada momento vivido por uma pessoa que no final dos anos 1950 contrai pólio já em estado adulto. E que naquela época não tinha cura. Em uma bela reconstituição daquele período. Em uma produção BBC Films. Sinônimo de qualidade insuperável nas produções do Reino Unido. Com isso mostra uma linda fotografia. Com dois atores memoráveis e de um carisma que nos sensibiliza pelos seus trabalhos. Falo de Andrew Garfield que cresce na profissão a cada filme que atua. Não o vejo mais com aquela cara de paspalho que tinha logo no seu começo como ator. Mas quem é sensacional e faz seu primeiro filme como protagonista e portanto chamando a atenção de quem, como eu, não sai destas sala maravilhosas e que por enquanto podemos chamar DE CINEMA, é a magnifica, linda e sensual atriz inglesa de nome Claire Foy. Mas não é só na belíssima atuação que ela chama nossa atenção. Mas principalmente como mulher e esposa de um marido que estava cansado de viver e principalmente um cara tetraplégico. Ela, se realmente foi tudo isso que o filme invoca, deveria servir de exemplo para muitas esposas vivendo aquela situação. E dá para acreditar naquilo tudo. O filme que assisti hoje é produzido pelo filho Jonathan único descendente daquele amor que existiu entre seus pais. E com isso só prova uma coisa. O filho realmente amava muito aquele casal. Enfim, é o tipo de filme que tem "uma clientela" cativa, ou seja, é obra sensível para pessoas sensíveis. E aqui vou ter que pedir desculpas por lugar tão comum como foi minha última frase. Mas foi dita de coração! Cruz credo!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Uma Razão para Viver (Breathe)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.