Share on Google+

Assassinato no Expresso do Oriente

  (Murder on the Orient Express)
Sinopse Inspirado no livro homônimo de Agatha Christie. Várias pessoas estão fazendo uma viagem longa em um luxuoso trem. A paz, entretanto, é perturbada por um acontecimento sinistro: um terrível assassinato. À bordo da composição está ninguém menos que o mundialmente reconhecido detetive Hercule Poirot que se voluntaria para iniciar uma varredura no local, ouvindo testemunhas e possíveis suspeitos para descobrir o que de fato aconteceu.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Assassinato no Expresso do Oriente
Título Original Murder on the Orient Express
Ano Lançamento
Gênero Drama / Suspense
País de Origem EUA / Reino Unido / Malta / França / Canadá / Nova Zelândia
Duração114 minutos
Direção
Estreia no Brasil 30/11/2017
Estúdio/Distrib. Fox Filmes

Elenco


... Policeman
... Boy
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Never Forget ”Interpretada por Michelle Pfeiffer
Música de Patrick Doyle
Letra de Kenneth Branagh
Publicada por T C F Music Publishing, Inc. (ASCAP), Patrick Doyle Music (PRS), Air-Edel Associates Ltd. (PRS)
Piano: Patrick Doyle
Cello: Richard Harwood
Produzido por Patrick Doyle
Vocal Recorded by Gabriel Shepard at 25th Street Recording, Oakland CA
Piano e Orchestra Recorded, e Song Mixed by Nick Taylor, Air-Edel Recording Studios

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

02/12/2017 - Lucia Maria Miranda (65 anos)

  Ótimo
Denunciar
... Bom, eu já conhecia a história de trás para a frente,Mostrar Spoiler já sabia do assassino, do morto, etc e tal, fui ver o filme para conhecer esse novo remake e encantar-me com as minúcias de Poirot e sua excelente massa cinzenta. Roteiro impecável, elenco estelar ( vixe, ninguém pode dizer que o Depp aqui é o Sparrow, tem mais o jeito de Sweeney Tod ), fotografia lindíssima. Penso que se eu piscar 1 olho, sou capaz de ver novamente, em suma > muito bom, vale muito a pena ou o ingresso, claro!

03/12/2017 - Antônio Marcos (47 anos)

  Bom
Denunciar
Bom filme. Prende a atenção do início ao fim.

05/12/2017 - Sidney (25 anos)

  Bom
Denunciar
Bom filme, consegue prender atenção na maior parte do tempo.

06/12/2017 - Morganafg (26 anos)

  Ótimo
Denunciar
Muito bom filme. Bem construído, atuações ótimas... Que fotografia! Recomendo.

06/12/2017 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando do seu "apagar das luzes" e de sua primeira semana em lançamento no Brasil. Antes de iniciar meu comentário propriamente dito gostaria de elogiar um dos mais contumaz colegas do site IF e que se chama Welinton. Obrigado pela lembrança do amigo! Mas mestre é bondade sua. Sou apenas um "jovem sexagenário" que por força da idade assistiu mais filmes que você e com isso forçosamente criei um "crosta" cinematográfica que dificilmente terei "adversários" no Brasil e quiçá no mundo DO CINEMA. E no mais eu e você estamos sempre aqui no IF tentando estimular as pessoas a gostar cada vez mais desta coisa maravilhosa e que por enquanto ainda podemos chamar de CINEMA (eu, pela idade, com certeza não vou assistir, ainda bem!, "a morte" desde esplendor que estou falando, mas você não sei não...). Dito isso. Sempre agradeço e agradecerei as belas palavras de carinho e apreço do amigo para com minha pessoa. Um abraço de coração a você! Cruz credo! Agora sobre o filme: Gostaria de dizer que dificilmente alguém em seu "juízo perfeito" não irá gostar de um filme feito nestes moldes. A obra, por si só, entra naquela fila da diversão fácil. Não precisamos ser intelectualmente "bem dotados" para entender uma obra deste nível. Mas um pensamento, como este advém, do conhecimento que temos do livro e da autora que foi baseado. Falo da inglesa Agatha Christie (1890/1976). Que sempre se notabilizou por escrever obras fáceis e que atingiam (e atingem) um grande publico. E ela sempre disse, em seus depoimentos no século passado, que jamais pretendeu ser uma escritora intelectual e sim queria ser a mais lida de todas as autoras. É impressionante o que escreveu desde livros, cerca de oitenta, até, pasmem! Boas peças de teatro. O último filme que assistimos (eu e as demais pessoas), NO CINEMA e em tempo real, sobre o livro O Assassinato... Foi em 1974. Portanto faz mais de 40 anos que não era filmado um mísero filme de seu livro e seu detetive belga mais famoso. E com um roteiro do bom roteirista Michael Gren de Logan e Blade Runner 2049. O cara realmente conhece sua profissão! E se juntou com o veterano diretor britânico kenneth Branagh mais conhecido no século passado por vir do teatro por encenações do bardo William Shakespeare. O curioso é que sua primeira direção NO CINEMA foi o de Henrique V (1989) baseado, é claro, em Shakespeare. Mas dai gente surge uma preciosidade que é este Assassinato... Um filme bem feito, isto é, bem produzido. Com uma linda fotografia (quase toda ela digital) e na neve (não vi até hoje um filme que mostrado na neve não tenha ficado boa). Com um elenco maravilhoso de atores. Onde desponta o diretor/ator Kenneth Branagh ( só podia). Enfim, é filme de consumo e esquecimento imediato. Mas que tem um valor inimaginável na parte da diversão. Por isso é filme e se resistirmos aquela parte "mais teatral" e sempre ao gosto do diretor. Teremos as "quase" duas horas de duração que se transformará em um boa diversão. Ah! E no final, deste filme que comento, nos deixa transparecer que teremos mais um livro da autora Agatha Chistie filmado pelo diretor Branagh que seria Morte no Nilo e escrito em 1937. Este pelo menos teve suas ultimas filmagens e que assisti naquela época, para O CINEMA, em 1978 e com o sugestivo nome de Morte Sobre o Nilo.

09/12/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Ótimo
Denunciar
Primeiramente gostaria de agradecer as palavras gentis do nosso colega Welinton. Fico feliz em saber que alguém lê meus comentários, mas a ESTRELA do site se chama SÉRGIO SARMENTO. Ele é que sabe TUDO de cinema e ninguém deve se preocupar e nem tentar se igualar a ele. Em relação ao filme diria o seguinte: A história já é conhecida, pois se trata de uma adaptação de um dos inúmeros livros de Agatha Christie (Sarmento já fez um histórico completo disso no seu comentário), portanto já vamos para o cinema sabendo o final. É claro, que com uma filmagem mais recente e moderna, ficamos na expectativa de ver como fica a nova adaptação. Para mim a história desse filme tem um aspecto diferente e emocional. Explicando; em 1975, foi o primeiro filme que vi com minha esposa (na época minha namorada), ainda então num tradicional cinema de rua aqui da minha cidade. Naquele tempo os lançamentos não eram simultâneos, as cópias demoravam um pouco a chegar no Brasil, já que o filme é de 1974. Aquela versão de 1974 foi dirigida pelo bom diretor SIDNEY LUMET (diretor de Um Dia de Cão (A Dog Day Afternoon -1975), só para citar um que vi dele) e contava com atores como; Albert Finney, Lauren Bacall, Ingrid Bergman, Jacqueline Bisset e Sean Connery, só para citar alguns. Quem gosta de filmes, conhece todos muito bem. Já no século 21, em 2001 vi a outra versão do clássico (só que não no cinema e sim em VHS - vídeo cassete, anterior ao DVD), dessa vez dirigida por Carl Schenkel (único filme que vi com esse diretor). Nessa versão, inferior a primeira e a essa moderna, tínhamos Alfred Molina (fazendo o papel do famoso detetive Hercule Poirot) e Meredith Baxter (fazendo o papel de Mrs. Hubbard). Para mim, que não tenho interesse de ver todos os filmes em cinema, não poderia deixar de ir vê-lo, por questões sentimentais e diria que foi um ótimo espetáculo. Vale ressaltar que essa versão de 2017 é um pouco mais rebuscada do que as anteriores. É claro, que para os que não conhecem a história, fica o bom da surpresa do final. Mas, mesmo assim, VALE A PENA! PS: Quem desejar alguns detalhes mais técnicos pode ler o comentário de Renato Hermsdorff, no site ADORO CINEMA.

09/12/2017 - Leonardo Pereira Ribeiro (32 anos)

  Não vi
Denunciar
É lógico que o Sérgio Sarmento é mestre, mas você também não fica para trás meu caro Paulo Nobre, seus comentários são ótimos e sempre os acompanho também, principalmente aqueles que você faz sobre os filmes da Netflix. Grande abraço!

09/12/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Não vi
Denunciar
Muito obrigado, Leonardo Pereira Ribeiro por suas gentis palavras de incentivo. É bom saber, que os filmes que vejo na NETFLIX e que comento também, são apreciados por outra pessoas, inclusive por você. Não é porque somos CINÉFILOS, que não podemos ver filmes de outras mídias. Afinal segundo, a maioria dos bons dicionários da língua portuguesa, CINÉFILO (adjetivo substantivo masculino) significa apenas "que ou aquele que ama o cinema como arte ou forma de lazer, que se interessa por sua evolução e suas realizações. " Grande Abraço.

10/12/2017 - Daniela Resende (23 anos)

  Ótimo
Denunciar
O filme é muito bom! Muito bem dirigido!

16/12/2017 - Daniel Sousa (27 anos)

  Bom
Denunciar
Muito bem feito e o final me surpreendeu bastante.

06/01/2018 - Kassio (20 anos)

  Ótimo
Denunciar
Uma grande obra sem dúvidas, inteligente, com um final surpreendente e bem arquitetado, o filme algumas vezes cansa, principalmente no começo, ele é lento em muitos momentos, mas isso não é demérito, ele é bem construido e rico em detalhes, além de belíssimas interpretações deste elenco.

30/01/2018 - Nilson Jr. (53 anos)

  Ótimo
Denunciar
O que esperar de algo de um dos gênios do suspense Agatha Christie e baseado no sequestro do bebê filho do famoso aviador Charles Lindbergh? Kenneth Branagh, consegue ao mesmo tempo como ator/diretor dar vida ao famoso Hercule Poirot com um equilíbrio mais humano, com o potencial de ser abalado e compreender que entre certo e o errado existe uma zona neutra. Muito bom rever a hipnótica Michelle Pfeiffer, que o tempo foi incapaz de envelhecer sua beleza tanto quanto a própria Hollywood, sempre imperdoável com suas musas. Um excelente entretenimento.

14/02/2018 - Daniel (37 anos)

  Ruim
Denunciar
Achei o filme chato demais. É tão parado e sem emoção que não me prendeu nem por 5 minutos. O protagonista se intitula o melhor investigador do mundo, sendo prepotente ao extremo. Pra mim não colou não. O trailer vende uma aventura bacana e dinâmica, mas não é o caso. O que valeu a pena é a fotografia.

16/02/2018 - Eduardo (37 anos)

  Ótimo
Denunciar
Quem leu o livro assim como sabe, que esta revisita ficou muito boa, e apesar de passar muito rápido devido ser uma película cinematográfica consegui compensar os já conhecedores dessa maravilhosa obra. Kenneth Branagh estava realmente incorporado como Hercule Poirot. Filme de classe sem clichês. Adorei.

18/02/2018 - Elias (42 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não gostei, pois o filme todo é um Blá Blá Blá interminável, chato, parado demais, com história confusa e muitos personagens mal aproveitados, Porque só o detetive com aquele sotaque quase incompreensível pode falar? Final muito inferior também.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Assassinato no Expresso do Oriente (Murder on the Orient Express)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.