Share on Google+

Desejo de Matar

  (Death Wish)
Sinopse Após ter sua casa invadida e esposa assassinada por bandidos Paul (Bruce Willis) passa a acompanhar a polícia nas investigações para capturar os criminosos. Em poucos dias ele percebe que a polícia jamais encontrará os assassinos. Sem opções, ele terá que se aventurar por caminhos obscuros em uma jornada pessoal em busca de justiça.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Desejo de Matar
Título Original Death Wish
Ano Lançamento
Gênero Ação / Policial / Drama
País de Origem EUA
Duração107 minutos
Direção
Estreia no Brasil 10/05/2018
Estúdio/Distrib. Imagem Filmes
Idade Indicativa 18 anos

Elenco


... Paul Kersey
... Frank Kersey
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Don't Worry Baby ”Escrita por Brian Wilson e Roger Christian
Interpretada por The Beach Boys
“You're Gonna Cry ”Escrita por Roy Chauvin, Bobby Jay e RJ McCarty
Interpretada por Bobby Jay
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


04/01/2018 - Avelino (40 anos)

  Não vi
Denunciar
Esse site é excelente! Há anos o acompanho. Sobre esse remake, ridículo! Charles Bronson é incomparável! Para os verdadeiros e grandes fãs de filmes, isso é praticamente um insulto. Podem refilmar 1000 que jamais chegará aos pés de Bronson.

04/05/2018 - Nilson Jr. (54 anos)

  Regular
Denunciar
Um remake do clássico e célebre "Desejo de matar"de 74 com o ícone Charles Bronson. Aqui o roteiro tem todas as maquinações de um filme de ação B, considerando que estamos assistindo a um cirurgião ( no original, Bronson era arquiteto ) bem-sucedido se tornar "vigilante" sem muito treinamento além dos vídeos do YouTube e da auto-prática. A linha do tempo é um pouco difícil de determinar, entender se isso acontece durante semanas ou em dias, mas de qualquer maneira, inverossímil. Bruce Willis é o de sempre, fraco e com apenas dois semblantes, feliz e triste. O filme foi adiado nos EUA, pois o estúdio queria evitar o lançamento de um longa violento logo após o ataque do atirador de Las Vegas, que deixou 58 mortos e centenas de feridos. Vale como diversão e entretenimento para os que gostam do gênero.

12/05/2018 - Inês (39 anos)

  Ótimo
Denunciar
Adorei o filme. Amei a trilha sonora. Diversão garantida.

13/05/2018 - André Ribeiro (48 anos)

  Ótimo
Denunciar
Muito bom. E vai ter continuação!

13/05/2018 - Gustavo (33 anos)

  Ótimo
Denunciar
Melhor filme de ação dos últimos anos. Bruce Willis impecável.

14/05/2018 - Salgueiro (44 anos)

  Não vi
Denunciar
Desejo de Matar só caiu bem do memorável Charles Bronson. O papel dos filmes que eles fez caiu muito bem em todos. Nada contra esse Bruce Willis. Mas desejo de Matar para minha pessoa somente o inesquecível Charles Bronson.

15/05/2018 - Igor D (36 anos)

  Ótimo
Denunciar
Vejo comentários de muitos dizendo que o filme é apenas com Charles Bronson, que o Bruce Willis não tem expressões, etc. Mas convenhamos que Charles Bronson nunca foi um primor no quesito expressões faciais, logo Bruce Willis foi uma boa sacada para essa nova versão. Infelizmente Charles Bronson está morto desde 2003, então se alguém quiser algo novo com o filme Desejo de Matar, obviamente será sem o icônico Charles Bronson, que foi um dos atores mais completos em sua época. Mas deixando essa rivalidade boba de lado, vamos ao filme, é algo muito interessante, consegue manter uma essência parecida com os filmes originais que na minha opinião acabaram sendo meio massantes, pois foi até o quinto filme, acredito que o Desejo de Matar com Charles Bronson deveria ter parado no 3. E a atual versão do filme tem uma história que prende a atenção, não é um filme perfeito, mas é um filme onde prende sua atenção e você fica bem ligado em cada detalhe. É cheio de erros, mas os originais tinha muitos outros erros e ninguém comenta, aliás os filmes originais muitos os classificam como filmes B, afinal não eram blockbusters. Essa releitura do clássico nos tempos atuais é interessante, recomendo para quem gosta do gênero, esqueçam Charles Bronson ou qualquer menção a ele no filme, pensem apenas que é literalmente um Desejo de Matar. Gostei do filme e assistiria novamente sem problema algum. Os tempos mudaram, boas produções como essa precisam ser exaltadas, mesmo o público exigente, achando que qualquer coisa é ruim, etc. Se esse filme fosse lançado junto aos outros, seria um mega clássico também. P mim filme de ação é assim, história interessante, de um certo modo simples e com objetivos as vezes simples, inexplicáveis, etc. Mas nesse filme o motivo das mortes é mais do que explicável, fora que o filme passa uma mensagem bem legal. Onde cada um tem que cuidar de si, e não esperar o Estado fazer o seu papel, pois não fará.

15/05/2018 - Lucia Maria Miranda (65 anos)

  Ótimo
Denunciar
... Legal, eu gostei, os bum bum bum sacudiam a sala do cinema, parecia de fato um tiroteio, impressionante e bem realístico. Sei que Bronson fez uns filmes de justiceiro, mas desse eu não lembro lhufas, era muito novinha na época e muita água passou sob a ponte desde então nos meus neurônios. Atuação ímpar do Willis, parece que nasceu para isso e gostei do final, coadunou bem, o pretexto foi justo. Roteiro de acordo com o que o filme mostra.

15/05/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando do lançamento nacional efetivado em algumas cidades. Olha! Um bom filme! É mais uma copia de filmes do século passado feito pela indústria norte americana. Desta feita o filme é um remake do bom e de mesmo nome Desejo de Matar de 1974. Obra que assisti, pasmem!, NO CINEMA Victória de calçada (já extinto) em 27.12.1974, uma sexta feira quando de seu lançamento em minha cidade. Lembro, para quem não sabe, que até aquela data os filmes em geral não tinham seus lançamentos nacionais efetivados no mesmo dia. Mas mesmo esse filme de 1974 e que de maneira alguma foi um clássico. Longe disso! Mas que sem dúvida alguma era um bom filme e que deu início para muitos (cinco ao todo e que assisti, ainda, NOS CINEMAS) filmes do mesmo nome. Tenho até os dois primeiros em minha filmoteca. Mas se tornaram famosos, pois era de um ator como Charles Bronson (o homem dos olhos de gato (bicho) ) e que participava, na época, de filmes violentos. Discordo decididamente que o filme eram B (baixo orçamento). Pelo menos o primeiro tinha produção do grande financista italiano e que fez sucesso em Hollywood que era DINO DE LAURENTIIS. O notável filme clássico (esse sim!) SERPICO (1973) foi financiado por ele. Acredito que até esse de 2017 é mais, bem mais, filme B que o primeiro DESEJO DE MATAR (1974). Mas dito isso e colocando "mais pimenta" nesta INCRÍVEL COMPARAÇÃO (isso "grosso modo" é uma enorme bobagem) pois cada filme tem sua época e disposição ao ser realizado. E fala e escreve isso, categoricamente, quem assiste filmes desde o final dos anos 1950. Mas vamos aos finalmentes. O filme 2017 é bom, pois segue as mesmas premissas dos anos 1970. É aquele que um pai de família procura fazer um trabalho "de justiça com as próprias mãos" e que um Estado decadente e totalmente inoperante já não faz mais o seu papel, ou seja, aquele de proteger os indivíduos desprotegidos e pagadores de impostos. Isso me lembra muito o Brasil demais de 20 anos para cá (mais precisamente desde o governo FHC). Onde o governo arrecada "um monte" de dinheiro. Não faz nada e culpa, incrivelmente, a sociedade por termos vários bandidos, assassinos, ladrões e corruptos. Simplesmente a sociedade (pagadora de altos impostos onde a classe trabalhadora paga bem mais, muito mais, que os grandes e usurpadores que se associaram neste sistema injusto que vivemos hoje em dia, cruz credo!) se encontra sem proteção alguma. Mas o filme atual nos apresenta um "baita ator", também. Bruce Willis é um grande profissional (não vejo outro cara para fazer o papel de Paul Kersey). O filme é de Bruce Willis, mas podemos ver que os demais atores se esforçam magnificamente para ser bons coadjuvantes. Com uma trilha musical incidental muito boa, mesmo. Uma linda, esplendorosa e notável "cidade dos ventos" que é CHICAGO. Enfim e terminando mais um comentário para o site InterFilmes posso dizer que é uma boa diversão este remake em minha vida. E como é bom assistir obras cinematográficas, ontem (1974), mas principalmente nos dias de hoje, pois posso sentir que estou vivo e discutindo e me deliciando com tudo isso. Amém!

17/05/2018 - Rene (46 anos)

  Bom
Denunciar
Olha bom filme, está longe de ser ótimo, mas ainda assim é uma boa diversão. Aqui temos uma retomada do filme de 1974 e dessa vez na pele de Bruce Willis fazendo o Paul Kersey. Curioso um comentário acima falar que Charles Bronson era um ator completo? Não era mesmo, tanta que era chamado de "Stoneface" por não ter expressão. Mas em relação essa nova versão, o filme é divertido e Bruce Willis caiu como uma luva no Papel. Eu gosto dos filmes anteriores protagonizado por Charles Bronson, e acho que até Desejo de Matar III é legal, depois vira bobagem. Me lembro de ter a trilha sonora de Desejo de Matar II em vinil nos anos 80 composta por Jimmy Page. Esse novo remake foi detonado pelo críticos, inclusive Tiago Belotti que hoje é a pessoa que mais sabe analisar um filme e que manja demais de cinema deu uma nota de 2.9 em seu canal no youtube e geralmente a minha visão bate com a dele, mas dessa vez tive que discordar, bom filme, divertido e como é legal ver o Bruce Willis fazendo esse tipo de papel. Ahh e destaque para a atuação de Elizabeth Shue que apesar de curta, mostra ser uma boa atriz.

21/05/2018 - Sidney (26 anos)

  Ótimo
Denunciar
Gostei do filme, entretém de forma descompromissada e passageira. Filme violento e surpreende nos momentos de suspense. Mais um bom filme do diretor Eli Roth.

18/07/2018 - Michael Carvalho Silva (42 anos)

  Não vi
Denunciar
Vincent D'Onofrio é lindo e sensual como o próprio Adam Baldwin e me apaixonei pelo Vincent por ele ser fisicamente idêntico ao Adam que é maravilhoso também.

21/07/2018 - Lucas Fera (21 anos)

  Bom
Denunciar
Eli Roth fez um bom remake, com mudanças boas e significativas para os dias atuais, como o uso da tecnologia. Bruce Willis está que tá, continua mandando ver nesse tipo de papel e o filme passa uma mensagem de pró armamento, mas claro, não exatamente como na vida real. Quando se está cansado de impunidades e injustiças, o que mais dá vontade é de sair por aí matando vagabundo que fode nossas vidas e saem impunes. E o cidadão de bem tem mais do que direito de se defender, de possuir uma arma LEGALMENTE. Mas esquerdistas "paz e amor" jamais saberão o que é isso, pois segundo eles, armas trazem violência. Típico assunto de quem não entende NADA sobre o armamento (como um camarada que tive o desprazer de discutir por aqui há poucos dias) e sai por aí falando daquilo que não entende. Enfim, é um filme bom e compensa assisti-lo.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Desejo de Matar (Death Wish)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.