Share on Google+

Trama Fantasma

  (Phantom Thread)
Sinopse Década de 1950. Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis) é um renomado e confiante estilista que trabalha ao lado da irmã, Cyril (Lesley Manville), para vestir grandes nomes da realeza e da elite britânica. Sua inspiração surge através das mulheres que, constantemente, entram e saem de sua vida. Mas tudo muda quando ele conhece a forte e inteligente Alma (Vicky Krieps), que vira sua musa e amante.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Trama Fantasma
Título Original Phantom Thread
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA / Reino Unido
Duração130 minutos
Direção
Estreia no Brasil 22/02/2018
Estúdio/Distrib. Universal Pictures
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Alma
... Reynolds Woodcock
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“My Foolish Heart ”Escrita por Ned Washington e Victor Young
Interpretada por Oscar Peterson
“My Ship ”Escrita por Ira Gershwin e Kurt Weill
Interpretada por Oscar Peterson
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


03/02/2018 - João R. (30 anos)

  Bom
Denunciar
Vi hoje no cinema (Portugal). Filme com uma cadência muito lenta e muito focado em pormenores e no comportamento obsessivo com o trabalho por parte de Reynolds. Após o aparecimento de Alma tudo se baseia na relação Reynolds-trabalho e na paixão de Alma por Reynolds, que quer algo que ele muito raramente lhe consegue oferecer. O final é diferente e de nos deixar perplexos (ainda que tenha havido quem não entendeu). Não acredito que ganhe melhor filme, ainda assim dentro do género é um filme bom, nota 7.

13/02/2018 - Papik (34 anos)

  Ruim
Denunciar
Daniel Day-Lewis é o camaleão de sempre, se transforma no personagem que quer. Nesse caso, num costureiro cheio das manias, chato, autocentrado, perturbado, irritado e irritante. Achei o filme maçante, a história bem blasé. Eu não assistiria de novo. (E isso que sou fã do Daniel!).

14/02/2018 - Nilson Jr. (53 anos)

  Bom
Denunciar
Um romance perverso, uma ode à dominação e ao sadismo/masoquismo, mas sem a futilidade banal das "centenas de tons de cinza", roteiro sem reviravoltas e muito sóbrio, narrativa com os silêncios que em que não é necessário nenhuma fala, mas com a trilha sonora dramática e clássica dizendo tudo sobre o embate entre criador e criatura, entre a obsessão, a tensão e loucura, nas quais a criatura recusa-se a ser mais um fantasma dentro da trama. Daniel Day-Lewis, que falou em aposentadoria para tristeza dos fãs da sétima arte, está como sempre, brilhante e vestido no conceituado e detestável costureiro Reynolds Woodcock, Lesley Manville praticamente muda, revela como um papel pode ser importante para a desenrolar da trama e faz da linha dura Cyrill um show à parte em termos de diálogos afiados e expressão facial. Vicky Criceps nos dá uma personagem completamente dona de si, mas ao mesmo tempo super vulnerável e submissa onde conseguimos ver as engrenagens em sua cabeça em cada momento e a cada discussão, um trabalho realmente bastante impactante.

22/02/2018 - Donovan Leitch (69 anos)

  Ótimo
Denunciar
Longe e disparado junto com Eu Tonya os melhores filmes concorrentes ao Oscar.

25/02/2018 - Kassio (20 anos)

  Regular
Denunciar
Um filme de momentos, ele transita entre momentos interessantes e outros de total marasmo, destaco os protagonistas, obviamente, em especial Daniel que encarnou novamente (sem surpresas) o estilista com seus jeitos e trejeitos, irretocável sua interpretação, assim como a da moça protagonista que creio nunca ter visto atuar. A Trama acho simplória demais e não rendeu o que esperava, achei chata!

02/03/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de sua segunda semana de seu lançamento no Brasil. E curiosamente é o último dos noves filmes apresentados nas salas cinematográficas do pais e que no próximo domingo, ou melhor, na madrugada de 05 de março, saberemos se foi escolhido como o grande vencedor do prêmio maior (Oscar) do cinema mundial neste ano da graça de 2018. Olha! Filme maravilhoso! Tecnicamente é obra perfeita! E depois pasmem! Sua parte de digitação ficou com a melhor do ramo que é a Lucasfilm ltd. Todos os cuidados na produção foram milimetricamente pensado. O diretor norte americano (ele é do estado da Califórnia) Paul Thomas Anderson é notável! Um dos maiores diretores, em atividade, na profissão. Ele começa seu filme em um notável travelings, ou seja, sua câmera percorre toda aquela casa maravilhosa em estilo dos anos 1950 e que serve de domicilio e de ateliê para o costureiro Reynolds Woodcock. Vivido esplendidamente pelo ator londrino Daniel Day-Lewis. Aliás o filme é excelente, pois conta com um diretor como PTA que é um "louco", um excêntrico e um perfeccionista e se junta com Daniel Lewis que é outro cara notável e que só poderia dar em um filme excelente. Mas querendo falar no ator DL diria que toda a sua atuação e pensada em cada detalhe. Me parecendo igual uma máquina perfeita. Se realmente se confirmar sua aposentadoria após este filme TRAMA FANTASMA. Com certeza a arte cinematográfica perderá um legitimo "camaleão" em atuações. Como todo o filme do diretor PTA não é nada fácil de se acompanhar. Pois vemos diversas "janelas" ou camadas em sua estrutura demais de duas horas. Certamente uma de suas camadas seria o Complexo de Édipo. Aquela irmã dele. Vivida por uma maravilhosa atriz britânica de nome Lesley Manville funciona, com certeza, ao longo de "quase" todo o filme como uma mãe. O costureiro Woodcock era um apaixonado por sua mãe, já falecida. Mas tem igualmente um belo estudo para a solidão, a dominação, mas principalmente sobre a submissão e a excentricidade humana. Ora! Falei até agora de duas pessoas. De dois irmãos muito parecidos. Acontece que a trama que se compõe o filme é em realidade um triangulo. Pois seu último ângulo. Personagem do filme e que vem para mudar o status quo daquela casa e atelier ao mesmo tempo se chama Alma vivida sensacionalmente pela atriz Vicky Krieps (do filme O Jovem Karl Marx (2017) onde ela fazia espetacularmente o papel de Geni, a senhora K. Marx) e vinda de um minúsculo pais europeu que é Luxemburgo. Pois essa moça que o costureiro Reynolds encontrou em uma de suas visitas para sua casa de praia faz um papel importante no filme. É ela, com toda sua simplicidade, que irá mudar toda a narrativa do filme. Penso que os votantes do prêmio Oscar esqueceram de oferecer seu nome para candidata de um prêmio neste ano. Digo isso, pois fiquei admirado pela sua performance dentro do filme que por agora comento. Enfim e definindo mais um comentário para o site IF e após assistir todos os noves filmes para o prêmio Oscar de melhor produção de 2018. Trama Fantasma (2017), sob todos os aspectos (técnico e emocional) é o melhor filme deste ano. Mas isso, como todos sabemos, e eu mais ainda, pois acompanho aquela festa "deles", na televisão, há mais de trinta anos, que isso de maneira alguma quer dizer prêmio ganho. Tento em vista que os votantes da Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood adoram fazer surpresas. Ah! Já estava esquecendo. Nos créditos finais o diretor PTA presta uma homenagem ao grande cineasta e conterrâneo seu que é Jonathan Demme (1944/26.04.2017). Que faleceu de câncer no esôfago. Esse tipo de homenagem, e sempre que posso costumo escrever em meus comentários. Pois a sensibilidade do diretor homenageado sempre me comove. E depois jamais verei um filme do senhor Demme diretor do muito importante Filadélfia (1993). Primeiro! Eu disse! Primeiro filme a falar sobre um das doenças mais devastadoras do século passado que foi a AIDS. Cruz credo!

03/03/2018 - Robson (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Uma história um pouco diferente e ótimas atuações. Boa trilha sonora.

04/03/2018 - Goldenrose (53 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ótimo roteiro, espetáculos de interpretações, inusitado, sutil, inteligente.

05/03/2018 - Carla (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
Cada detalhe é maravilhoso nesse filme. História roteiro tudo impecável sem contar com a atriz maravilhosa Vick Krieps e DL que é espetacular. Como é bom assistir uma obra dessa com um ator tão magnífico.

18/03/2018 - Ivan P. (68 anos)

  Ótimo
Denunciar
Excelente filme com este extraordinário ator que é Daniel Day-Lewis. Gostei muito também das atuações da Vicky Krieps e da Lesley Manville. Parabéns para o Realizador Paul Thomas Anderson por esta grande obra!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Trama Fantasma (Phantom Thread)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.