Share on Google+

Projeto Flórida

  (The Florida Project)
Sinopse Durante as férias de verão, um grupo de crianças, liderado por uma menina de apenas seis anos, mas muito precoce, vive diversas aventuras em um mundo que se abre cheio de possibilidades e maravilhas perante seus olhos infantis. Enquanto isso, os seus pais e os adultos ao seu redor passam por uma jornada completamente distinta, em tempos difíceis.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Projeto Flórida
Título Original The Florida Project
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA
Duração111 minutos
Direção
Estreia no Brasil 01/03/2018
Estúdio/Distrib. Diamond Films
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Moonee
... Scooty
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Celebration ”Interpretada por Kool & The Gang
Escrita por Ronald Bell, Claydes Smith, George Funky Brown (como George Melvin Brown), J.T. Taylor (como James Warren 'J.T.' Taylor), Robert Spike Mickens, Earl Toon (como Earl Eugene Toon Jr.), Dennis D.T. Thomas (como Ronald Dennis Thomas), Robert Kool Bell (como Robert E. Bell), Eumir Deodato
Publicada por WB Music Corp. / Warner-Tamerlane Publishing Corp.
“Celebration (Orchestral Version) ”Performed e Arranjo de Lorne Balfe
Escrita por Ronald Bell, Claydes Smith, George Funky Brown (como George Melvin Brown), J.T. Taylor (como James Warren 'J.T.' Taylor), Robert Spike Mickens, Earl Toon (como Earl Eugene Toon Jr.), Dennis D.T. Thomas (como Ronald Dennis Thomas), Robert Kool Bell (como Robert E. Bell) e Eumir Deodato
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


07/02/2018 - Chinfronesia (46 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não recomendo. O filme mostra claramente a falta da educação doméstica e adultos ensinando crianças a serem possíveis adultos com falha de caráter.

16/02/2018 - Nelson (57 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não recomendo mesmo. É um verdadeiro lixo. Esgoto é mais limpo do que a boca dessas crianças. Não permita seu filho ver este filme, se é que eu posso chamar isso de filme.

22/02/2018 - Roger (47 anos)

  Ótimo
Denunciar
Não deem bola para o comentário anterior, o filme não é para crianças assistirem, e é muito bom, as crianças que trabalham no filme estão de parabéns e a atuação de Willem Dafoe é digna de se levar uma estatueta oscar. Retrata a pobreza de forma dura tal qual é nos Estados Unidos. Vale a pena assistir.

25/02/2018 - Kassio (20 anos)

  Bom
Denunciar
Me surpreendi com a temática do filme, esperava algo diferente, não acho ele digno de grandes prêmios, mas reconheço que seu tema é pertinente, tem belíssimas atuações, em especial da garota prodígio, mas enfim, o filme vai para caminhos naturais e leva bem até o final, mas não é tudo isso.

03/03/2018 - Lucas Fera (21 anos)

  Ótimo
Denunciar
"Direção equilibra infância e inocência com vida adulta e realidade crua dos dias atuais". Aparentemente eu pensava que iria ser mais um daqueles filmes que tentam, fracassadamente, parecer cult e ser exageradamente adorado por todos. Me enganei. De início, pode parecer cansativo. Mas o filme tem uma beleza única. Começando pela fotografia que registra takes coloridos e enquadramentos agradáveis vistas em tela. Além disso, retrata muito bem a infância com inocência e imaginação, e realidade com a vida adulta. O diretor consegue criar uma conexão com o espectador pra dentro do mundo das crianças ao mesmo tempo que acompanhamos à dos adultos. E é aí que sabemos julgar cada "fase". As crianças, com roupas sempre coloridas em um lugar com cores alegres, retratam a inocência e a pureza de ser criança. Porém, suas educações são questionáveis. Vemos a verdadeira realidade que nos rodeia, e que lembra muito o nosso Brasil. Desde pequenas são mal educadas, grosseiras, teimosas e possíveis "casos perdidos" no futuro. É algo realmente lamentável. A garotinha principal (Brooklynn Prince) é um retrato infantil de sua mãe Halley (interpretada pela boa Bria Vinaite). Não só retrata a decadência da educação, como também a violência. Mostrar Spoiler Em uma determinada cena vemos um possível pedófilo conversando com as crianças, e o bom e velho Bobby (Willem Dafoe, muito bom por sinal) "salva" a garotada. Por mais que tais crianças infernizavam sua vida, ele continua sendo uma pessoa boa e mantendo a paz e o cuidado dos moradores. Portanto, é um filme muito bem feito. É sobre a formação humana, com seu lado doce e amargo.

04/03/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, no dia de ontem, quando de sua primeira semana de estréia no Brasil. Olha! Apaixonante filme! O certo é que não encontro outro adjetivo para dimensionar filme tão belo como é esse. Peço escusas para quem não entende meus comentário. Pois esse é o tipo de filme que necessariamente tenho (no possessivo, mesmo) começar pelo seu cativante diretor Sean Baker por todo seu envolvimento com a arte de filmar. O senhor Baker já realizou cinco filmes solo. Mas pasmem! Só dois chegaram AO CINEMA no Brasil. Esse visto agora e outro chamado Tangerine (2015) que nos falava sobre minorias marginalizadas como o são os transexuais. Não e de maneira alguma vou falar sobre o filme anterior porque já realizei um dos meus melhores comentários para o IF no dia 29.06.2016. Mas posso dizer que é mais um filme que lamento muito tudo isso, pois que ninguém. Eu disse! Ninguém assistiu! Mas tem tempo enquanto temos vida pulsando! Mas a diferença é que esse Projeto Flórida (2017) concorre ao Oscar de ator coadjuvante pelo lindo trabalho do sempre notável Willem Dafoe. Portanto é filme que esta na mídia. E com isso mais gente vai, com certeza, assistir. Mais uma vez Sean Baker filma "os perdedores" pessoas pobres e que estão à margem da sociedade consumista e capitalista da maior nação que conhecemos que é os EUA. Aliás e sempre que posso escrevo. É mais um filme que mostra o lado pobre. O lado miserável dos EUA. Desta feita seu foco principal são as crianças. Seres totalmente frágeis e dependentes, no caso, de pessoas, de pais, totalmente despreparados para "tocar" um projeto tão necessário em uma sociedade dita civilizada como é aquela. Pessoas (crianças) que querendo ou não amanhã "vão tocar" aquilo que deixaremos para elas. Por isso o cuidado. A necessidade e a solução para o problema tem que ser urgente como aquele apresentado dentro da obra. O filme atual como o anterior de 2015 funciona muito como um semi-documentário. Pois nos oferece mais perguntas do que soluções. Aliás e dizendo um verdade. Toda a obra de arte (neste caso O CINEMA) não devem apresentar soluções e sim dar uma interpretação e no caso específico na pessoa que é o seu diretor. Engana-se! Eu disse! Engana-se amargamente quem procura em filmes, mais robustos, mais "cabeça", uma solução para aquilo visto em tela grande. Portanto e sendo radicalmente (novamente, sou possessivo) definitivo é hora de quem pensa ao contrário mudar seu pensamento, digamos, pouco discutido (dizemos assim para não ofender ninguém!). O filme o Projeto Flórida é tão raro. É obra tão difícil de ser feita. Pelo simples motivo de quem leva o filme são as crianças. A menina de pouco mais de 6 anos chamada Moonee é quem conduz magistralmente o filme. Vivida pela espetacular Brooklynn Prince. Pois essa menina consegue passar todo um drama vivido naquele lar. Juntamente com sua mãe solteira e totalmente despreparada para um gesto tão magnânimo que é aquele de educar uma menina nesta idade. O papel de mãe Hailley é vivido, de uma maneira muito grande, pela atriz Bria Vinaite que certamente catapultou sua carreira para novos projetos cinematográficos. Já o ator Willem Dafoe que é o único papel masculino de destaque no filme e que aparece pouco, na medida que é o gerente daquele hotel vivido pelas "nossas heroínas". Faz uma figura doce para a menina, mas enérgico com sua mãe. Repito o que escrevi acima. Mais um grande interpretação deste notável ator norte americano. E se ganhar o Oscar de coadjuvante vai merecer, com certeza, essa galhardia. É obra totalmente filmada nos arredores da indústria mais visada pelas crianças turistas. O templo do consumo capitalista mundial que são aqueles parques aquáticos da companhia Walt Disney em Orlando no estado da Flórida. Ah! Apesar do filme ser totalmente realista e de um final encerrado de maneira abruptamente (dirão muitos, com certeza), nos ajuda, de uma maneira magnifica a acreditar nas coisas, mas principalmente nas crianças. No encerramento demais um comentário de um filme de rara beleza. Gostaria de informar (se posso, é claro!) que é a típica obra que devemos ter uma boa dose de sensibilidade para entender tudo que o filme nos oferece. Do contrário não iremos entender e tudo vai nos parecer que estamos perdidos em um meio tão adubado de idéias como é esse genial PROJETO FLÓRIDA (2017). Aqui e apesar de não ter escrito mais. Tenho que necessariamente me valer do "meu": E TENHO DITO!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Projeto Flórida (The Florida Project)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.