Share on Google+

Praça Paris


Sinopse Camila é uma terapeuta portuguesa que trabalha na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde atende Glória, ascensorista da universidade. A terapeuta se depara com uma realidade bastante violenta, já que Glória foi abusada pelo pai quando criança e seu irmão, Jonas, é um perigoso bandido que está na prisão.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Praça Paris
Título Original Praça Paris
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Portugal / Argentina / Brasil
Duração110 minutos
Direção
Estreia no Brasil 26/04/2018
Estúdio/Distrib. Imovision
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Glória
... Camila
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Lágrimas do Céu ”Escrita por Carlos Conde e Alfredo Marceneiro
Interpretada por Carminho
“Palpite Infeliz ”Escrita por Noel Rosa
Interpretada por Roda De Samba da Pedra do Sal
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


26/04/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de seu lançamento nacional efetivado hoje mesmo. Olha! Uma filme brasileiro de excelente execução e um dos mais completos e atuais que assisto nos últimos anos. E quem me conhece sabe que vejo, NO CINEMA, muitos filmes e que muitos, dos que me dão o prazer de me lerem, jamais pensariam em assistir, tudo isso, em toda sua vida. O filme é desta inteligente diretora brasileira. Orgulho para quem conhece CINEMA neste pais. Falo desta veterana, batalhadora e que teve problemas com a ditadura civil/militar de 1964/1985. Falo da carioca nascida no Rio de Janeiro em 1949. É ela sim, Lucia Murat que filme razoavelmente muito. Mas seu último filme passou longe dos CINEMAS NO Brasil e por isso NÃO vi que é TRÊS ATOS (2015). Mas em compensação este PRAÇA PARIS (2017) é "praticamente" um filme completo. É avassalador, pois é atual. Fala didaticamente de um Rio De Janeiro a outrora "cidade maravilhosa". Pois antecedendo (o filme é do ano passado) na intervenção militar ao Rio de fevereiro deste ano. A diretora Murat. Nesta produção do Brasil, Portugal e Argentina. Nos mostra a violência, o racismo, a desigualdade social formando, com isso, um mosaico de problemas que só um filme verdade como Praça Paris (2017) poderia mostrar. A obra em si joga com duas personagens totalmente antagônicas socialmente, diria. Uma vindo de Portugal. Onde uma cidade como o Rio e seus problemas "nem pensar". Uma pessoa de classe mais elevada. Formada em psicologia e portanto doutora. A outra uma mulher pobre, negra, moradora de favela. Se conhecem na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Onde uma faz analise para pessoas carentes e a outra é ascensorista na própria universidade (a sinopse acima é clara nisso). O filme, portanto, se desenvolve em quase duas horas mostrando as dificuldades, os atropelos e outras coisas destas duas mulheres. E que no final do mesmo e para nosso prazer se torna, também, um belo thriler psicológico entre as duas e, inclusive, para as demais pessoas dentro do filme. A obra conta com a participação, em primeiro plano, de duas mulheres. E que até em suas atuações são antagônicas, isto é, uma excepcional e outra de uma "carência franciscana". Falo em primeiro da linda atuação Grace Passô que faz a pobre, negra, favelada Glória. Nunca um papel, NO CINEMA, lhe fez tão bem. Já a portuguesa Joana de Verona que faz a terapeuta Camila e que com uma atuação bem fraca perto de sua colega de profissão. Enfim e definindo mais um comentário para o site InterFilmes. É filme que em absoluto alguém assiste. Por sua notável temática atual, mas principalmente por NÃO alcançar aquilo que seus espectadores pretendem ou esperam. Ah! Só mais uma coisinha. No final do filme, junto com os créditos, a diretora Murat nos informa que a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) foi a primeira, no Brasil, a aderir ao sistema de cotas raciais. Com toda a sinceridade de alguém que gosta e adora discutir temas sociais. Não sei se é um elogio um uma crítica para tudo isso. Cruz credo! E um amém para minha dúvida.

28/04/2018 - Kassio (20 anos)

  Ótimo
Denunciar
Acho que foi o primeiro filme que vi de Lúcia Murat, e me surpreendeu, o trailer já me arrepiava, mas vendo tive a certeza do quão intenso e supremo este filme é, me apresentou a maravilhosa Grace Passo que mulher incrível e de uma entrega impressionante e a já bela e conhecida por mim Joana de Verona impressiona também com sua força e leveza ao mesmo tempo que encara um papel questionador. Os questionamentos que o filme faz, sua condução são surpreendentes, a sensação de perseguição da protagonista são angustiantes, arrepia de fato!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Praça Paris (Praça Paris)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.