Share on Google+

Eu Só Posso Imaginar

  (I Can Only Imagine)
Sinopse A verdadeira e inspiradora história desconhecida por trás da renomada canção ‘I Can Only Imagine’, da banda de MercyMe, que oferece esperança para muitas pessoas em momentos desafiadores da vida. Surpreendentemente, a canção foi escrita em poucos minutos pelo principal vocalista da banda MercyMe, Bart Millard. Mas, sua criação abrange toda uma vida.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Eu Só Posso Imaginar
Título Original I Can Only Imagine
Ano Lançamento
Gênero Aventura
País de Origem EUA
Duração110 minutos
Direção /
Estreia no Brasil 31/05/2018
Estúdio/Distrib. Paris Filmes
Idade Indicativa 12 anos

Trilha Sonora


“We're a Band ”Escrita por Barry Blair, Mark Stuart, Bob Herdman, Will McGinniss
Interpretada por Audio Adrenaline
“Into the Heart ”Música de U2
Letra de Bono & The Edge
Interpretada por U2
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


03/06/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti NO CINEMA, neste domingo, quando da semana de seu lançamento iniciado na ultima quinta. Olha! Sou muito refratário e sutilmente, já escrevi anteriormente, que não veria mais filmes sobre os evangelhos ou qualquer outra obra que abertamente nos induzi em crenças apelativas. Mas esse filme e que já tinha conhecimentos que falava de um cantor, de sua banda e de uma música famosa de 1994 e que dá o título ao filme no modo brasileiro. Me aventurei! E gostei! Filme realmente impactante e que mostra o calvário que transforma a vida de um filho, pelo seu pai, em 1985 e nos anos seguintes em um estado chamado Texas e em um pais como os EUA. O que sofre aquele menino e após grande nas mãos do pai é algo comovente. Mas faz parte! Pois como disse para minha neta (sim, ela foi comigo), muito curiosa, ao final do filme. A obra na essência, dizia eu, queria ter o impacto visto na tela, pois era fundamental mostrar: o castigo, o perdão e a redenção. Coisa realmente bem cristã e que se tornou uma verdade ao longo dos últimos dois mil anos. O filme conta com bons atores onde destaco em primeiro plano o menino Brody Rose que faz Bart quando garoto. E já adulto um cara chamado J. Michael Finley que brilha imensamente como Bart adolescente e adulto. Mas tenho que mencionar o veterano Dennis Quaid como pai "dos dois" Bart. Menciono ele, pois é um dos notáveis veteranos da indústria norte americana DO CINEMA entretenimento e que mais uma vez compõe sua atuação como irrepreensível. Enfim e terminado mais um comentário dos muitos que escrevo para um canal como o site InterFilmes. Posso acrescentar que é filme muito na base da emoção. E que se, por ventura, alguém for assistir uma obra deste calibre. Que leve, de preferência, uma caixa de lenço descartáveis. Pois o choro faz parte do filme. E como faz! Cruz credo!

14/06/2018 - Daniel Gulmine (37 anos)

  Bom
Denunciar
BOM, BOM, BOM. Filme legal, que trata de frustrações, raiva, abuso paternal, amizade, amor, perdão, superação e redenção. Não considero um filme religioso, apesar de ter a questão do cristianismo em alguns momentos. Concordo com o Sarmento quanto a ótima atuação do Dennis Quaid.

19/06/2018 - Tatiane (32 anos)

  Ótimo
Denunciar
Sabe aquele tipo de filme que você acaba de assistir e o seu coração fica leve? É este o tipo de filme. Eu tive raiva; indignação; pena; empatia e admiração. Me fez refletir e querer ser melhor. É uma linda história de vida. Sem falar na música!

20/08/2018 - Kassio Freitas (21 anos)

  Bom
Denunciar
Um filme leve, regado a clichês, mas com mensagens bonitas e no fim te agrada mesmo não surpreendendo.

07/09/2018 - EddieViana (23 anos)

  Bom
Denunciar
Eu não conhecia essa música, mesmo porque é uma música cristã e esse gênero não faz muito o meu tipo. Agora, falando da película, é uma história bonita, que nos conta sobre o poder do perdão. Pedir desculpar é, de fato, um ato difícil, mas perdoar é igualmente complicado, principalmente quando se carrega tamanha mágoa dentro do coração. A fotografia do filme é bonita, o ritmo é interessante, não é massivo, não é fadante. É um bom filme, mesmo voltado pro lado religioso, que, repito, não é minha praia. Certamente merece ser conferido.

18/10/2018 - Marcelo Celo (41 anos)

  Regular
Denunciar
Filme bem regular. Nota 6.

29/10/2018 - Eduardo (43 anos)

  Ótimo
Denunciar
Muito bom... Um dos melhores filmes que já assisti.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Eu Só Posso Imaginar (I Can Only Imagine)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.