Share on Google+

Infiltrado na Klan

  (BlacKkKlansman)
Sinopse Em 1978, Ron Stallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado, conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunicava com os outros membros do grupo através de telefonemas e cartas, quando precisava estar fisicamente presente enviava um outro policial branco no seu lugar. Depois de meses de investigação, Ron se tornou o líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelos racistas.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Infiltrado na Klan
Título Original BlacKkKlansman
Ano Lançamento
Gênero Policial / Drama
País de Origem EUA
Duração135 minutos
Direção
Estreia no Brasil 22/11/2018
Estúdio/Distrib. Universal Pictures
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Dr. Kennebrew Beauregard
... Ron Stallworth
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Oh Happy Day ”Escrita por Edwin Hawkins
Interpretada por The Edwin Hawkins Singers
“Too Late to Turn Back Now ”Escrita por Eddie Cornelius
Interpretada por The Cornelius Brothers (como Cornelius Brothers) & Sister Rose
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


24/11/2018 - Salgueiro (45 anos)

  Não vi
Denunciar
Li a história e o roteiro do filme. Pelo que eu li, o filme é muito bom.

24/11/2018 - Sérgio Sarmento (65 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA nesta manhã chuvosa em minha cidade na chamada sessão especial de sábado do Clube do Professor do Espaço Itaú de Cinema. Olha! Grande filme deste espetacular diretor afrodescendente e que é da minha geração chamado Spike Lee. Gente! Fazia mais de vinte anos que não assistia um filme tão didático, tão corrosivo e tão necessário sobre uma dos maiores problemas sociais e que é o racismo dentro de uma sociedade que se diz tão moderna e que procura servir de modelo para as demais na Terra. Falo da sociedade norte-americana. Não fico "no muro" e respondo que o último grande filme deste cineasta foi Malcom X (1992). Mas tivemos obras menores como O Verão de Sam (1999) e um bom filme de entretenimento chamado Um Plano Perfeito (2006). E é só! Até surgir está novidade chamada (pensava inapropriadamente que o cara tinha aposentado) Infiltrado na Klan (2018). Em um roteiro que é uma verdadeira loucura ou até uma inconsequência de um absurdo inimaginável SE NÃO FOSSE VERDADEIRO. Pois mostra a história do policial negro Ron Stallworth que percorreu (viveu momentos especiais com a identidade de um policial branco) as fileiras da ultra sociedade reacionária, paramilitar e altamente perigosa que perseguiam os negros com violência e até momentos de verdadeiros linchamentos, ainda nos anos 1970, na chamada Ku Klux Klan. O diretor Spike Lee é tão notável que começa, de cara com uma cena seu filme com um filme histórico e emblemático que é o monumental, o clássico... E o Vento Levou (1939). Que todos sabem (ou deveriam saber!) que é um filme romântico universal, mas com "um fundo" sobre a Guerra de Sessão de 1861/1865 e que falava exatamente do conflito entre norte (libertário) x sul (escravocrata). Spike Lee, ao meu modo, fala mais do racismo da violência dos brancos contra negros. Ele conta seu filme através de uma violência já observada há mais de quarenta anos atrás. Mas que sedimenta tudo isso com imagens da televisão de coisas inomináveis de violência ainda. Pasmem! No ano de 2017. Como de resto também querer dizer que a coisa, em principio, jamais terá fim se continuarmos (autoridades e sociedade civil) não priorizar coisas realmente importantes e impactantes como o são o racismo e suas consequências alarmantes de violência e morte. O filme atual tem uma bela reconstituição da época anos 70 e variantes. Mas tem igualmente belos atores. Coisa que não poderia deixar de destacar um cara chamado John David Washington que faz o policial negro Ron Stallworth. Que interpretação tem este sujeito. Mas tem igualmente um bom ator como Adam Driver que faz o policial infiltrado branco. Enfim! Posso dizer que é um filme inteligente. É filme que diz, ainda bem para nos cinéfilos, que o grande cineasta SPIKE LEE continua vivo e fazendo bons filmes educacionais e finalmente se renova. Dá vida! Para sua grande personalidade. E depois o filme vem em boa hora para sedimentar tão profícua e genial inteligência como é a dele. Um cruz credo até que cai bem, ainda mais acompanhado de um amém! Genial tudo isso!

26/11/2018 - Nilson Jr. (54 anos)

  Ótimo
Denunciar
Baseado em fatos reais, conta a surreal, mas verídica história de um policial negro nos anos de 1970 que conseguiu a façanha de se infiltrar na Klu Klux Klan. O filme é bastante atual, não sob o viés de análise de um passado distante, mas sim para criar uma resposta a um assunto muito mais urgente: o presente. Spike Lee mostra, como sempre, a importância da luta em tempos de ódio, como sempre, parece que os Estados Unidos seguem trazendo tendências ao Brasil, inclusive o líder retratado da KKK ( David Duke ) já fez elogios ao presidente eleito, se identificando com suas práticas. John David Washington ( filho de Denzel ), faz um belo trabalho na pele de Ron Stallworth, o policial que fez história.

26/11/2018 - Alencar A. Vieira (51 anos)

  Bom
Denunciar
O filme me surpreendeu, achei que seria maçante, mas é uma trama bem construída e conduzida por seu diretor. A grata surpresa foi ver o filho do (Denzel Washington), John David Washington, atuando como um veterano e dando um show de interpretação. Para o meu gosto pessoal e dentro do tema do filme, fica abaixo de (Mississipi Em Chamas) de 1988 e o pouco conhecido (O Massacre De Rosewood) de 1997, mas mesmo assim um bom filme. Diversão garantida a quem for assistir.

03/12/2018 - Daniel de Medeiros (37 anos)

  Regular
Denunciar
Olha, a intenção de chamar a atenção pro tema é louvável, e liga-lo a acontecimentos atuais demonstra a importância de discuti-lo. Mas como filme achei meio monótono, penso que faltou um pouco do ritmo que marca os filmes do spike lee, um ritmo mais dinâmico, mesmo que se fale do cotidiano como muitos de seus filmes.

03/12/2018 - Ivan Nagy (47 anos)

  Ótimo
Denunciar
Talvez a grata surpresa do bom ator David Washington, filho de Denzel, foi o grande barato do filme. Não o conhecia e me surpreendi. A trama gira em torno do policial que é negro e desafiado por seus colegas, sofrendo bullying, e o fato de ser articulado e obter resultados excelentes em investigações. O filme de prende para saber o desenrolar, sendo leve e tenso ao mesmo tempo. O pano de fundo, KKK, traz um pouco mais de credibilidade ao tema, pois, mostra como a Organização atua e quais seus propósitos. Muito interessante. Nota 8.5.

09/12/2018 - Raphael (39 anos)

  Regular
Denunciar
Acho o tema da maior importância, pois odeio qualquer tipo de preconceito. Somos uma só raça: HUMANA! Esse negócio de superioridade racial é coisa de espíritos primitivos. Em relação ao filme propriamente dito, não me conquistou como achei que iria. Achei arrastado, não me empolgou.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Infiltrado na Klan (BlacKkKlansman)

Copyright © 2018 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.