Share on Google+

Era Uma Vez em... Hollywood

  (Once Upon a Time ... in Hollywood / Untitled #9)
Sinopse Los Angeles, 1969. A história do astro de TV Rick Dalton e seu dublê de longa data Cliff Booth, que traçam seu caminho em meio à uma indústria que eles nem mesmo reconhecem mais.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Era Uma Vez em... Hollywood
Título Original Once Upon a Time ... in Hollywood / Untitled #9
Ano Lançamento
Gênero Policial / Drama / Suspense
País de Origem Reino Unido / EUA / China
Duração161 minutos
Direção
Estreia no Brasil 15/08/2019
Estúdio/Distrib. Sony Pictures
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... Rick Dalton
... Cliff Booth
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“The Rocks ”(from Have Gun - Will Travel (1957))
Escrita por Bernard Herrmann
“The Return ”(from Have Gun - Will Travel (1957))
Escrita por Bernard Herrmann
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


05/08/2019 - Ramon (28 anos)

  Péssimo
Denunciar
Um dos piores do diretor quentin tarantino. Filme longo, cansativo, massante, totalmente desnecessario e esquecivel. Nem retratar corretamente o que houve na vida real referente ao caso charles mason e seu culto que assassinou a atriz sharon tate o filme faz. Fizeram uma grande palhaçada no final totalmente ridículo. Lamentável. Duas horas e quarenta minutos de um filme com um grande elenco mais muito ruim. Perda de tempo. Tarantino já fez bem melhor em obras como django livre, kill bill e pulp fiction.

14/08/2019 - Robinho da Prata (35 anos)

  Ótimo
Denunciar
Atuações espetaculares Final apoteótico.

15/08/2019 - Alan Carnielli (41 anos)

  Ótimo
Denunciar
O novo filme de Tarantino é uma ode ao cinema e indicado para cinéfilos. Aquele consumidor de "filmes pipocas", "sessão da tarde" e etcs deve passar longe desta obra de arte. São duas horas e quarenta minutos que você não sente passar, pelo contrário, eu ficaria mais uma hora dentro do cinema. A mistura de personagens reais com fictícios é sensacional. É só entrar no cinema preparado para viajar nas referências da contracultura do final dos anos 60 e ver a melhor atuação de DiCaprio em anos e a deslumbrante Margot Robbie (meu olhos brilhavam cada vez que ela aparecia em cena). Nem preciso falar da trilha sonora. É um show a parte. Talvez o único "senão" do filme seja o final, que foge um pouco das outras obras do diretor já que não é tão marcante assim. Enfim, to pensando no filme até agora, lembrando de todos os personagens que aparecem. Convido você a embarcar nessa história e se deliciar.

16/08/2019 - Lucas Fera (22 anos)

  Bom
Denunciar
“Tarantino harmoniza violência e homenageia gênero Western”
Tarantino é um dos cineastas mais diferenciados de todos os tempos. Com filmes fora do padrão hollywoodiano, o diretor traz uma produção que alimenta a paixão dos fãs pelo Western (faroeste). A homenagem ao gênero cinematográfico abordada de maneira cômica é o que marca o filme e agradam tanto os fãs de bangue-bangue quanto àqueles do próprio Tarantino. Entretanto, dessa vez, a violência, comum em seus filmes, é abordada delicadamente e sem muito alarde. Por não seguir à risca sua fórmula tarantinesca, o diretor opta por focar nas propduções de western da década de 60 com uma estória não linear (característica do diretor), usando, sutilmente, como pano de fundo, a época em que viveram Roman Polanski e sua esposa Sharon Tate; esta, brutalmente assassinada pela doentia seita de Charles Manson no ano de 1969. Obviamente, Tarantino, sensatamente, preferiu não abordar explicitamente o ocorrido, dando apenas pistas do caso ocorrido na época. Com uma reconstrução de época impecável junto ao tom jocoso das situações, o filme é influenciado por atuações dignas de reconhecimento. O bom e velho Brad Pitt, dessa vez, superou ainda mais suas “canastrices” e se mostra superior à sua beleza como é reconhecida mundialmente ao entregar uma competente e agradável atuação. Leonardo Dicaprio, com a melhor atuação do filme, se mostra cada vez melhor a cada papel recebido. Ambos se superam com o humor presente no longa, tornando a trama mais gozada ainda. Por outro lado, a talentosa Margot Robbie, não ilumina e a torna uma personagem desinteressante no filme, como se não soubesse como ser conduzida. Ainda que não seja o melhor filme do Tarantino, Era uma Vez em Hollywood garante humor escrachado e uma viagem ao western da televisão dos anos 60. Mesmo que não ofereça violência explícita, vale a pena ver justamente por causa da presença que marca. Nota 8,0.

16/08/2019 - Paulo Almeida (39 anos)

  Ruim
Denunciar
Sou fã do trabalho do diretor Quentin Tarantino. Bastardos Inglórios é, na minha opinião, sua obra-prima. Depois vem Cães de Aluguel, Pulp Fiction, Kill Bill 2, Django Livre, Jackie Brown, Kill Bill 1, Os 8 Odiados e À Prova de Morte. A expectativa estava alta para o novo filme, mas decepcionou. O filme tem dois excelentes personagens que foram magistralmente interpretados, tem cenas bem dirigidas e engraçadas, a direção de arte foi precisa na reconstituição de época, mas a história é rasa, tem problemas de ritmo e está longe de surpreender. Era uma vez em Hollywood, o pior do diretor, está em último na minha lista.

17/08/2019 - Sidney (27 anos)

  Regular
Denunciar
É um filme de altos e baixos, e de pouca história. Mesmo assim tem um bom elenco e uma ótima fotografia.

18/08/2019 - Lucia Maria Miranda (67 anos)

  Não vi
Denunciar
... Estou seriamente embatucada com esse filme! Uns adoram, uns detestam, pensei em não ver, mas enfim, dizem, a curiosidade já depenou uns tantos gatinhos por aí e hoje, domingo, dia 18 em curso do mês de agosto de 2019 vou arriscar numa sessão no meio da tarde com legendas, oba, salvou-se pelo menos esse, haja que diante do som original o povo já enxerga defeitos, imagine então no dublado. Sempre gostei de Tarantino e aquele sangue todo, sobretudo naquela última cena de Grande Hotel *** meu dedo, perdi meu dedo, tirem esses letreiros daí, ambulância, médico, socorro, tirem esses letreiros por favor, socorro *** Desse modo, em suma, hoje é o dia da prova dos 9 e amanhã com certeza e se o Senhor quiser, eu volto aqui.

19/08/2019 - Lucia Maria Miranda (67 anos)

  Ótimo
Denunciar
... Amei o filme e reitero > AMEI, sobretudo a ode que Tarantino faz à Sharon Tate, eis porquê da Margot Robie estar no filme e, digamos, fazer assim um papel tão raso, mas Sharon, verdade seja dita, não foi também uma graaannde atriz, todavia, claro, não merecia de modo algum, jeito e maneira, uma morte daquelas que teve em 1969 de moto tão torpe e brutal e assim sendo, amei o filme por causa desse elogio e o possível castigo que teria, quem sabe, aqueles loucos, seguidores do Manson, como foi mostrado nesse longa bem ipsis litteris, prisão para aquela gente, a meu ver, foi muito pouco! Quanto ao desempenho dos atores, palmas e palmas para Leonardo, desempenho ímpar, perfeito, o verdadeiro artista blasé e que é cultuado e cultivado para alguns marketings às vezes bem duvidosos e que vemos tanto por aí > use isso, use aquilo, dirija esse, dirija aquele e é apenas, em suma, exemplos de como iludir e engrupir os incautos. O William Bradley eu também gostei, a amizade dos dois, o máximo e aquela cachorra pitbull super amestrada é o clímax da perfeição. Quer ver um filme diferente e que em determinados momentos irá servir para desopilar seu fígado e a massa cinzenta do seu cérebro? Pois aí está Era uma vez em Hollywood e aproveitemos para torrar os adeptos satanistas do Manson de algum modo que a realidade, infeliz e tristemente, não fez jus o bastante.

19/08/2019 - Felipe (32 anos)

  Bom
Denunciar
Ao contrário das críticas negativas, o filme é muito bom! Para compreender melhor o filme, antes de assistir é válido pesquisar quem foi charles mansom ( principalmente seus seguidores ) e assassinato d Sharon tate. Algumas pessoas não gostaram porque o filme deturpa o que aconteceu na realidade, mas em nenhum momento o filme divulgou que era uma obra 100% baseada em fatos reais, ele mistura ficção com um pouco da realidade da época, vale a pena assistir.

19/08/2019 - Cadu Rossi (41 anos)

  Ótimo
Denunciar
Tarantino não é para todos! Acredito que o tema Charles Manson atraiu expectadores que não entendem o estilo Tarantino. Se você esperar um filme com começo, meio e fim e a história do que realmente aconteceu nem assista. Agora, dentro do universo Tarantino, é um puta filme, o cara viaja demais, destaques para a cena do Bruce Lee e o Brad Pitt chapado, hahaha. DiCaprio e Pitt fazendo história, excelentes. Ótimo Filme.

21/08/2019 - Guilherme Silva (56 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme muito bom, que você nem nota sua duração. Diferente na abordagem, apresentando um enredo em que atores são protagonistas, dentro do filme, no filme. Mostra o lado da ansiedade dos artistas, os anos 60 e 70, músicas bem selecionadas e muito mais. Vale muito o ingresso. O final é típico do Tarantino.

23/08/2019 - Marcus A. (22 anos)

  Bom
Denunciar
Fui assistir o filme pensando que focaria muito no que aconteceu com a Sheron Tate, mas mesmo tendo algumas modificações e um final um pouco cômico, gostei bastante da leveza do filme, são quase 3 horas e a gente nem sente que passou! Indico! Nota 8,5.

27/08/2019 - Danielgulmine (38 anos)

  Bom
Denunciar
✔ Era uma vez em... Hollywood
Filmes do Tarantino geralmente são polarizados. Uns amam e outros odeiam. Neste último, vou classificar como bom+, simplesmente por causa da enrolação. Mas que foi fundamentada, pois Tarantino fez vários filmes dentro de um, criando uma realidade alternativa que irá culminar num cenário de vingança para os acontecimentos reais causados pela "Família Manson" contra Sharon Tate e seus amigos. Excelentes atuações de Brad Pitt e Leonardo de Caprio. Margot Robbie linda de tirar o fôlego, aparecendo pouco. Tarantino ainda nos brinda com filmagem convencional em 35mm de uma Los Angeles de 1969 sem nada de computação gráfica. Ótimo figurino, cenografia e fotografia. Mas para um filme de quase 3h, cansou um pouco devido aos momentos lentos e silenciosos. Entretanto, o final acaba sobressaindo e deixa o marasmo pra trás. Uma bela vingança com homenagem a Sharon Tate. 4,5 ⭐
Vi pela primeira vez na sala VIP do Cinépolis, recém aberto aqui. Sala espetacular, poltrona em couro reclinável eletricamente, muito espaçosa. Vale a pena!

28/08/2019 - Odair (46 anos)

  Ótimo
Denunciar
Mais um excelente filme do mestre Tarantino. Trilha sonora impecável, boa performance de de Caprio e Pitt. História envolvente, que você não vê o tempo passar. Nota 10.

29/08/2019 - Marconi1963 (56 anos)

  Ótimo
Denunciar
Excelente filme onde o renomado diretor trás o seu peculiar olhar para o episódio real. Achei fantástica a releitura do ocorrido, um homem que realmente sabe contar uma história de maneira diferenciada. Atores com ótimas performances e um destaque para a maravilhosa trilha sonora, uma verdadeira viagem atrás do tempo. Recomendo! Obs. Alguém tem notícias do Sérgio Sarmento? Os comentários desse ícone do site Interfilmes estão fazendo muita falta...

31/08/2019 - Milton (61 anos)

  Ótimo
Denunciar
Ambientar um filme na década de 60 tão bem, por si só já valeu a pena. DiCaprio e Pitt dão um show de interpretação. O que Tarantino fez é dar uma nova versão do que pode ter acontecido com o crime da Sheron Tate, um caso mal resolvido pela justiça, dos reais motivos. Tarantino como em quase todos os seus filmes mistura violência com bom humor, além dos pés, que é uma das suas marcas registradas.

01/09/2019 - Rocha (42 anos)

  Ótimo
Denunciar
O filme é muito bom só não entendi a revolta de muitas pessoas quanto as cenas em que o dublê enfrenta um Mostrar Spoiler suposto Bruce lee que nem sequer foi citado o nome por sinal vi isso como uma alusão a luta entre Bruce Lee e Wong Jack Man onde ninguém até hoje sabe o resultado.

02/09/2019 - Roberto (39 anos)

  Regular
Denunciar
Sou Tarantinesco desde o início, mas esse é sem dúvida o mais fraco de todos... As interpretações de Pitt e de Caprio são espetaculares, filme bem ambientado e com bons coadjuvantes. Penso que os pontos fracos infelizmente são maiores e mais profundos que os positivos (citados aqui). Filme completamente sem ritmo e sem história dos personagens centrais; por mais que a ideia central tenha seguido à risca, essas lacunas acabaram comprometendo o filme como um todo. Mesmo assim, temos que saudar mais uma vez o Tarantino principalmente porque está no rol dos diretores que apresentam histórias únicas (Tarantino, M. Night Shyamalan e Ari Aster, por exemplo).

07/09/2019 - Sidney (27 anos)

  Ótimo
Denunciar
Depois de procurar entender mais sobre as referencias que o filme abordou, ao assisti-lo novamente consegui entende a sua grandeza. Opinião mudada, filmaço!

07/09/2019 - Rogério (50 anos)

  Não vi
Denunciar
Ainda não vi o filme, mas pelos comentários, está na minha lista. Estou entrando aqui para saber o que muitos outros também querem: onde está SÉRGIO SARMENTO? Os comentários dele são bastante importantes, pois ele tem uma ótima visão crítica! Abraços!

12/09/2019 - FabioKubrick (40 anos)

  Bom
Denunciar
E filme definitivamente não tem o pedigree do mestre, direção, direção de arte e trilha são impecáveis, mas o mais estranho é que não se se vê a genialidade do mestre nos diálogos, o roteiro é chato pacas.Não achei ótima as atuações, mas são aceitáveis.

13/09/2019 - Mikelly (32 anos)

  Ruim
Denunciar
Não gostei, achei totalmente sem sentido, não entendi absolutamente nada. Não havia uma história.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Era Uma Vez em... Hollywood (Once Upon a Time ... in Hollywood / Untitled #9)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.