Share on Google+

O Libertino

  (The Libertine)
Sinopse Essa é a história de John Wilmot, o Segundo Conde de Rochester rebelde, provocador, e gênio literário da restauração inglesa do século XVII, que viveu intensamente a liberdade e a libertinagem em uma Inglaterra comandada pelo rei Charles II. Para impressionar a corte francesa, Wilmot escreveu uma peça que escandalizou a sociedade londrina. Apaixonado pela jovem atriz Elizabeth Barry, ele lutou para transformá-la em uma estrela do teatro. O Libertino registra uma das melhores interpretações de Johnny Depp. Um ator que nunca teve medo de transgredir.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Libertino
Título Original The Libertine
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Reino Unido / Austrália
Duração114 minutos
Direção
Estreia no Brasil 07/07/2006
Estúdio/Distrib. Europa Filmes

Elenco


... Rochester
... Chiffinch
... Charles II
... Keown
... Countess
... Elizabeth Malet
... Etherege
... Sackville
... Alcock
... Vaughan
... Ratcliffe
... Downs
... Jane
... Harris
... Rose
... Elizabeth Barry
... Molly Luscombe
... Betterton
... Huysmans
... Sackville's Servant
... Barrillon
... Constable
... Trooper
... Chaplain
... Bishop
... Black Rod
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Acting Troop
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Dancer
... Orange Seller (não creditado)
... King Charles II's Servant (não creditado)
... Prostitute (não creditado)
... 17th Century Bard (não creditado)
... Rochester's Valet (não creditado)
... Courtyard Girl (não creditado)
... Royal Servant (não creditado)

Trilha Sonora


“If”Música de Michael Nyman
Text by Stephen Jeffreys
© Copyright 2005 Chester Music Ltd / Michael Nyman Ltd
“Rochester's Farewell” (não creditada)
(end title theme)
Música de Michael Nyman
Text by Stephen Jeffreys
Interpretada por Hilary Summers (contralto)

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

29/12/2009 - Anderson (21 anos)

41
  Ótimo
Denunciar
Um ótimo filme...

30/05/2010 - Renata (31 anos)

42
  Ótimo
Denunciar
Achei o filme fantástico. Também sou fã do Johnny Depp, mas fora a interpretação excelente a história do filme é complexa e interessante. A prostituta aspirante a atriz é uma mulher à frente de seu tempo em seus desejos, por isso conquista o conde. Muito bem trabalhadas pelo conde as farsas e simulações humanas. Ainda por cima tem uma ponta de redenção religiosa no final e descoberta do real sentido da vida tardiamente. Pra quem gosta de refletir sobre o assunto é um prato cheio. Discursos ácidos e de ótimo nível. Não dá pra assistir uma vez só!

08/06/2010 - Jessica (20 anos)

43
  Ótimo
Denunciar
Perfeito, você tem 3 sensações ao ver o filme nojo e asco pelo conde por transar com todas, acha ele fofo depois porque se apaixona.

25/06/2010 - Bruno Taunay (29 anos)

44
  Ótimo
Denunciar
Excelente, atuação magistral de Johnny Depp. Diálogos incríveis, personagens muito interessantes. Os diálogos entre Rochester (Johny Depp) e a atriz Elizabeth Barryo (Samantha Morton) são incríveis. Fora tudo isso, temos um interessante retrato de Época de uma Inglaterra (beirando o fim da monarquia) afundada em lama (literalmente) e luxúria...

28/07/2010 - Araujo (40 anos)

45
  Regular
Denunciar
A sinopse é muito boa, mas o filme não soube tirar o proveito que poderia. É um filme cansativo, com situações e diálogos forçados, tentando estereotipar o personagem da história real. Aliás os diálogos estão mais para discursos filosóficos, porque nenhum ser humano fala com os demais da maneira ali posta. Não chega a ser um filme ruim porque algumas frases ditas são ácidas, o que aviva o filme em certos momentos.

07/08/2010 - Elaine (34 anos)

46
  Regular
Denunciar
A interpretação do ator é fabulosa, mas de resto o filme deixa a desejar em vários aspectos.

09/10/2010 - Alice (28 anos)

47
  Ótimo
Denunciar
Fantástico! Poucas vezes na vida se assiste um filme desse nível. É o tipo do filme que se pode assistir várias vezes... Recomendadíssimo!

19/01/2011 - Jessica (14 anos)

48
  Ótimo
Denunciar
Na minha opinião a atuação do john é incrível, mas o filme em si ou seja as cenas não são legais tipo poderiam ter cortado varias partes, mas a história é linda e triste, muito recomendado.

23/06/2011 - Alécio Robert (34 anos)

49
  Ótimo
Denunciar
Simplesmente demais.

23/09/2011 - Nathalia (22 anos)

50
  Regular
Denunciar
Achei meio massante. Cansativo, o ator é ótimo, um dos meus preferidos. O filme é chato mesmo. Se fosse pra assisti de novo ou recomendar sem chances...

09/10/2011 - Rosa Maria (58 anos)

51
  Ótimo
Denunciar
Maravilhoso! Já assisti três vezes, e sempre me surpreendo. Johnny está ótimo, numa de suas melhores, senão a melhor interpretação. Pena que este filme não foi divulgado e lançado como deveria. É um filme para se pensar, não para se gostar, como o personagem diz.

31/10/2011 - Elizabete (54 anos)

52
  Ótimo
Denunciar
O filme narra a trajetória de um escritor que mais tarde (no plano espiritual) se transforma num dos mais experientes escritores e historiadores que o Kardecismo tem conhecimento. Nunca tinha ouvido falar do filme, porém quando o vi pela primeira vez fiquei fascinada e quantas vezes ele passar o verei, ele é realmente SHOW.

03/02/2015 - Allan CZ (18 anos)

  Regular
Denunciar
O filme é cansativo e deixou a desejar. Esperava mais libertinagem que justificasse o título, Mostrar Spoiler enquanto que o que vi foi um alcoólatra que morreu jovem às custas do seu vício.

02/08/2017 - Bessa38 (78 anos)

  Ruim
Denunciar
Definitivamente, é o pior filme de JOHNNY DEEP. Estória muito mal contada, edição, fotografia, música, tudo fica a dever. Texto muito boçal, quer dizer muito e não diz nada.

02/03/2018 - Juan-I (77 anos)

  Bom
Denunciar
É um filme mal aproveitado. Um elenco que merece respeito, com brilhantes atuações de Johnny Depp, John Malkovich, Samantha Morton, Francesca Annis... O roteiro que não acompanha o desenvolvimento do filme: é muito repetitivo e maçante; por exemplo, o pobre Wilmot passa um tempão pedindo bebida, pés e carroças na lama mostrando como era horroroso o pavimento, muitas cenas cenográficas mostrando a liberdade erótica do momento... Nem os atores conseguem nos livrar do tédio produzido pela seqüência interminável de momentos mortos. A ambientação é boa, mas, como comentado por outros, a imagem é bem ruim. Não se pode dar más do que 65 pontos para o filme que é bom conseguindo apenas sair do regular.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Libertino (The Libertine)

Copyright © 2020 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.