Share on Google+

The Post - A Guerra Secreta

  (The Post)
Sinopse Kat Graham (Meryl Streep) é a dona do The Washington Post, um jornal local que está prestes a lançar suas ações na Bolsa de Valores de forma a se capitalizar e, consequentemente, ganhar fôlego financeiro. Ben Bradlee (Tom Hanks) é o editor-chefe do jornal, ávido por alguma grande notícia que possa fazer com que o jornal suba de patamar no sempre acirrado mercado jornalístico. Quando o New York Times inicia uma série de matérias denunciando que vários governos norte-americanos mentiram acerca da atuação do país na Guerra do Vietnã, com base em documentos sigilosos do Pentágono, o presidente Richard Nixon decide processar o jornal com base na Lei de Espionagem, de forma que nada mais seja divulgado. A proibição é concedida por um juiz, o que faz com que os documentos cheguem às mãos de Bradlee e sua equipe, que precisa agora convencer Kat e os demais responsáveis pelo The Post sobre a importância da publicação de forma a defender a liberdade de imprensa.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil The Post - A Guerra Secreta
Título Original The Post
Ano Lançamento
Gênero Drama / Épico / Suspense
País de Origem EUA / Reino Unido
Duração116 minutos
Direção
Estreia no Brasil 25/01/2018
Estúdio/Distrib. Universal Pictures
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Kay Graham
... Ben Bradlee
... Tony Bradlee
... Ben Bagdikian
... Fritz Beebe
... Arthur Parsons
... Robert McNamara
... Daniel Ellsberg
... Lally Graham
... Meg Greenfield
... Roger Clark
... Howard Simons
... Anthony Essaye
... Phil Geyelin
... Gene Patterson
... Murray Marder
... Chalmers Roberts
... Judith Martin
... Don Graham
... Jake (Reporter)
... Michael (Runner)
... Debbie Regan
... Copy Chief
... Copy Editor
... Liz Hylton
... Marina Bradlee
... Paul Ignatius
... Abe Rosenthal
... Ann Marie Rosenthal
... Punch Sulzberger
... James Greenfield
... NY Times Runner
... Neil Sheehan
... NY Times Staffer
... Woman with Package
... Lafayette Protester
... Nancy
... Government Lawyer
... Solicitor General Griswold
... Alexander Bickel
... Judge Gurfein
... Waiter (F Street Club)
... Head Waiter (Oak Room)
... Exchange President
... Lazard Banker
... Lazard Banker
... Joe Alsop
... Art Buchwald
... Ann Buchwald
... Sra. Alsop
... Sra. McNamara
... Dinner Wife
... Dinner Wife
... Eastern Air Stewardess
... Harry Gladstein
... Judge Gessell
... Vice Admiral Blouin
... Assistant Attorney General Maroney
... William Macomber
... Dennis Doolin
... Judge Robb
... Supreme Court Marshall
... Linotype Printer
... Linotype Printer
... Watergate Security Guard
... Platoon Leader
... G.I.
... G.I.
... G.I.
... Military Advisor
... Robert Komer
... Reporter (Andrews AFB)
... Harry Rowen (RAND)
... Rand Corp Guard
... Rand Corp Guard
... Lynda Sinay
... Tony Russo
... LA Cop
... LA Cop
... White House Assistant
... Bob Haldeman
... RAND Receptionist
... Man on Phone
... Rehnquist (Asst AG)
... 18th Street Protester
... Katherine
... Pamela
... Pamela
... Plaza Protester
... Chief Justice Burger
... Bertram Plain
... Layout Editor
... Layout Editor
... Delivery Man
... NY Times Staffer
... NY Times Staffer
... NY Times Staffer
... NY Times Staffer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Protest Singer
... Suspicious Man
... Ehrlichman
... Nixon
... Newscaster
... WTOP-AM Reporter
... G.I. #4
... AMEX Photographer
... Black and White Ball Dancer (não creditado)
... Journalist (não creditado)
... Copy Editor (não creditado)
... Photographer (não creditado)
... Nail Technician - Kenneth's Salon (não creditado)
... Reporter (não creditado)
... NYPD Officer (não creditado)
... Supreme Court Attendee (não creditado)
... Wall Street Trader (não creditado)
... Watergate Burglar (não creditado)
... Washington Post Attorney (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... Black and White Ball Dancer (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... U.S. Marshal (não creditado)
... Reporter (não creditado)
... Pedestrian (não creditado)
... Reporter (não creditado)
... Salon Girl (não creditado)
... Masked Woman #2 (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Tom Winship (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... Black and White Ball Photographer (não creditado)
... War Veteran (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... Photographer (não creditado)
... Protester (não creditado)
... Court Clerk (não creditado)
... Supreme Court Staff (não creditado)
... Protester (não creditado)
... Viet Cong (não creditado)
... Reporter (não creditado)
... Protester (não creditado)
... Wealthy New Yorker (não creditado)
... Bartender (não creditado)
... Protester (não creditado)
... NY Times Runner (não creditado)
... Lazard Banker (não creditado)
... Black and White Guest (não creditado)
... Photographer (não creditado)
... Lawyer (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Shirlee Mae Adams (não creditado)
... Vietnam Soldier (não creditado)
... Joan Fountaine (não creditado)
... Protester (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... Circulation Office Manager (não creditado)
... Black and White Ball Socialite (não creditado)
... Protester (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Masked Woman #1 (não creditado)
... Factory Worker (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Viet Cong (não creditado)
... O Próprio (não creditado)
... Maximillian Brode / NYSE Brroker (não creditado)
... Black and White Ball Socialite with White Feathers (não creditado)
... Protestor (não creditado)
... Commuter (não creditado)
... NY Times Staffer (não creditado)
... Black and White Ball Dancer (não creditado)
... Protester (não creditado)
... D.C. Metro Cop (não creditado)

Trilha Sonora


“Green River ”Escrita por John Fogerty
Interpretada por Creedence Clearwater Revival
“Oh Harry ”(from Night e the City (1950))
Escrita por Franz Waxman
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


25/01/2018 - Vanessa (35 anos)

  Regular
Denunciar
Filme fraco, sem emoção alguma e de enredo pobre. Não entendo essa indicação ao Oscar de melhor filme e muito menos a indicação da Meryl Streep para o Oscar de melhor sendo que esta foi com certeza uma de suas mais apagadas atuações.

26/01/2018 - Rene (45 anos)

  Ótimo
Denunciar
Olha filmaço do grande Steven Spielberg, discordo do comentário da cara Vanessa, mas cada um tem o seu gosto. O filme tem um ritmo que te prende do início ao fim e o final é emocionante. O filme tem como destaque a excelente a atuação de Meryl Streep que merecidamente recebeu uma indicação ao Oscar 2018. E o mais legal é ver que a partir daí vimos a importância da liberdade de imprensa e seus bastidores. Todo resto de elenco está ótimo, e a forma que Spielberg mergulha o espectador nesse mundo jornalistico é sensacional. Filmaço.

27/01/2018 - João Roberto (62 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme que seguiu a mesma linha de Todos os homens do presidente, da década de 70 e também do ganhador do Oscar Spotlight. Histórias verídicas e muito bem filmadas e mostradas por seus diretores. Para quem gosta de história é uma verdadeira aula internacional, principalmente relacionada aos Estados Unidos. Era um momento delicado porque passava esse país em relação a guerra do Vietnã. Atores fantásticos, desnecessário dizer, Tom Hanks e Meryl Streep, juntamente com os demais coadjuvantes. Brilhante direção e reconstituição de época. Lembrando que é um filme para quem gosta do gênero.

28/01/2018 - Nilson Jr. (53 anos)

  Bom
Denunciar
Thriller jornalístico baseado em fatos reais que pode ser considerado um libelo pela liberdade de imprensa. O roteiro é morno e não cativa com fortes emoções, além de em boa parte o texto não entreter os leigos e até talvez os profissionais do ramo. A trama parece ser uma crítica dirigida ao nosso momento atual da mídia, lembrando que "quem fica neutro em situações de injustiça, está do lado do opressor", imagine quem manipula a própria injustiça e que a liberdade de expressão pelo mundo foi conseguida com muita luta, para depois colocá-la no lixo da história. Com Meryl Streep e Tom Hanks no elenco ( juntos pela primeira vez ), impossível não roubarem a cena com atuações brilhantes.

29/01/2018 - Ivan P. (67 anos)

  Regular
Denunciar
Sou fã incondicional desta "dama" do cinema mundial chamada Meryl Streep, mas, só consegui assistir 40 minutos deste filme. Como bem disse o João Roberto, é filme para quem gosta do gênero. Não é o meu caso. Todos os homens do Presidente, também não assisti. Já "Spotlight", assisti e... Gostei. É dificílimo eu não gostar de um filme com a Meryl. Assisti muitos e gostei de todos. Já comentei isto, aqui no site em outro filme.

29/01/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando da semana de sua estreia iniciada na ultima quinta. Olha! Filme maravilhoso! Também arrisco a dizer que este filme se deve ao presidente atual dos EUA Donald Trump quando no ano passado criou casos e perseguiu a imprensa de lá de uma maneira ditatorial. É mais um filme criado e idealizado por um gênio chamado Steven Spielberg e que leu o notável roteiro da obra em janeiro de 2017, anunciou a produção em março e filmou em maio. Tudo muito rápido! Pois na sua essência é mais um filme de escritório (para nos) ou uma, como se trata de jornal, reunião de pauta. Exatamente quando finalizava ou estava finalizando mais uma obra de sua vasta e notável criação chamada Jogador Nº 1. Do filme se falou que é um thriller jornalístico. Concordo! Mais é mais do que tudo isso. É obra que defende de uma maneira vigorosa a liberdade de imprensa. Quando em 1971 se tentou, por lá, proibir que a imprensa divulgasse papeis sobre a verdade da guerra do Vietname (1965/1975). Aliás como sou "filho da ditadura civil/militar de 1964 (passei por coisas inacreditáveis "meu" cidadão pagador de impostos e governado por governos totalmente despreparados) conheço muito bem este "estado de coisas". Lembro da censura impiedosa daquele período. Os jornais e revistas, ao serem censurados, colocavam naquelas partes, poemas do russo Vladimir Maiakovski ou do grande alemão Bertolt Brecht. Portanto e vivendo naquele período, acompanhei em tempo real, tudo aquilo que passou o grande jornal americano The Washington Post. E depois este filme The Post me lembrou que no governo passado se tentou (ainda bem que sem sucesso, pois de maneira alguma estaria escrevendo neste site IF) e de diversas maneiras o chamado "controle da mídia" e que era mais um eufemismo para a palavra censura. Enfim e sendo definitivo! O filme The Post faz uma belíssima homenagem para todas as democracias ao pregar de forma retumbante a liberdade de imprensa. Onde a imprensa, em geral, "deve servir aos governados e jamais aos governantes". E ao final desta magnifica obra. O grande Spielberg presta uma homenagem ao notável clássico filme " Todos os Homens do Presidente (1976) " do não menos grande Alan J. Pakula (1928/1998) e sobre O Caso Watergate (1972) quando o presidente Nixon, e devido a este episódio, é defenestrado, de uma forma magnifica, da presidência dos EUA. Que legal, o filme, e tudo isso que a vida nos ensina! Amém!

13/02/2018 - Goldenrose (53 anos)

  Bom
Denunciar
Muito bom filme, prende a atenção e nem se vê o tempo passar. Não é o meçhor Spielberg, nem Streep tampouco Hanks, mas super vale a pena. Atualíssimo!

17/02/2018 - Luan (21 anos)

  Bom
Denunciar
Interessante. Começa muito bem, mas depois fica um pouco arrastado, mas após Mostrar Spoiler o The Post conseguir os documentos, melhora. Recomendo pra quem gosta de dramas históricos.

24/02/2018 - Zequita (57 anos)

  Ótimo
Denunciar
E fato que Spielberg costumeiramente consegue ser um grande revisionista e simbologista do seu tempo, e filmes como The Post: A Guerra Secreta não chegam em plena turbulência política e ideológica (seja nos Eua ou no Brasil) à toa. Há muito que já pode ser desvendado sobre Spielberg á partir daí, em especial as ideias formalizadas que o ufanista cineasta irá botar em mesa. Mas após 40 anos, podemos sim olhar para Spielberg para além de suas ideias pessoais impregnadas e analisar o quanto isto lhe abre oportunidades para seguir aprimorando seus exercícios de estilo e construção imagética, se é que ainda é possível aprimorar algo do tipo para alguém como Spielberg. Aqui, o cineasta entrega sua ode ao questionamento e ao papel vital da imprensa neste ato político que é a liberdade de expressão. Ambientado nos anos 60, acompanhamos a publisher Kay Graham (Meryl Streep) e o editor do jornal The Washington Post Ben Bradlee (Tom Hanks), que no período mais crítico do veículo, se vêem no embate entre defender a autonomia e o bem-estar econômico quando diversos arquivos expondo as inúmeras deficiências e mentiras dos EUA na Guerra do Vietnã ameaçam vir à tona, enquanto que Kay, que herdou o Post de seu falecido marido, também se vê diante de conflitos com a aristocracia masculina que a certa Nota 9,9.

25/02/2018 - Kassio (20 anos)

  Ruim
Denunciar
Mais uma trama que não empolga, o tema pra mim acho cansativo e de pouco interesse, não vi algo tão intenso para a ótima Meryl ser indicada novamente, acho exagero da academia em indicá-la por qualquer filme, parece que virou hábito. Uns podem gostar e chover elogios, mas achei a trama pouco atraente e arrastada demais.

06/03/2018 - Robson (58 anos)

  Bom
Denunciar
Não chega a empolgar, mas não deixa de ser mais um Spielberg. Boa atuação de Meryl Streep e Tom Hanks. Vale pela importância histórica.

07/10/2018 - Sandra (41 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não me interessei muito pela sinopse, mas assisti esse filme apenas pelos atores e foi mais chato do que eu esperava.

03/03/2019 - Danielgulmine (38 anos)

  Regular
Denunciar
Regular, regular e regular! Olha, bem chatinho hein. Assunto interesse essa luta pela liberdade de imprensa, mas o filme é lento, sem muita atividade significativa, parece que falta protagonismo e o assunto só rola nos bastidores. Apesar da direção de Spielberg, atuação principal de Tom Hanks e Meryl Streep, não me cativou.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

The Post - A Guerra Secreta (The Post)

Copyright © 2019 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.