Luz Silenciosa

  (Stellet Licht / Silent Light)

Sinopse


Johan (Cornelio Wall Fehr) é um menonita (seguidor de um movimento religioso surgido na Europa) e vive numa comunidade mo norte do México. Os menonitas defendem o princípio do pacifismo radical e da rejeição ao progresso. A comunidade de Johan é mais moderada: eles já utilizam carros e os avanços da medicina moderna, mas ainda recusam os meios de comunicação de massa, como o telefone ou internet. Neste ambiente, Johan, casado e pai de família, se apaixona por outra mulher.

Informações


Título no Brasil Luz Silenciosa
Título Original Stellet Licht / Silent Light
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem México / França / Holanda / Alemanha
Duração136 minutos
Direção
Estreia no Brasil 22/05/2008
Estúdio/Distrib. Imovision

Elenco


... Johan
... Esther
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Les Bonbons ”Escrita e Interpretada por Jacques Brel

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

23/07/2009 - Daniel (24 anos)

23/07/2009
Daniel (24 anos)

11
  Bom
Denunciar
Melhor filme do universo! Monótono? Pode ser, essa foi a intenção, a rotina daquelas pessoas, pra quem esperava efeitos especiais e segredos ultra-secretos é melhor pegar um BLOCKBUSTER mesmo. Fotografia linda, enquadramentos interessantes, sons que penetram na mente. E o FINAL! O FINAL é sensacional! Foi o que fez valer tudo a pena!

31/07/2009 - Cinéfilo (40 anos)

31/07/2009
Cinéfilo (40 anos)

12
  Péssimo
Denunciar
Que enquadramento? Que final ridículo! Fotografia nenhuma! PÉSSIMO.

11/08/2009 - Anderson (29 anos)

11/08/2009
Anderson (29 anos)

13
  Bom
Denunciar
Infelizmente discordo com os péssimos comentários citados acima (dos que julgam se intelectuais no âmbito do cinema. Os grandiosos "Bergman e Dreyer" cujos nomes são muito lembrados pelas pessoas que assistem este filme não passa de nome de conhaque barato, nem sequer foram lembrados durante a elaboração deste filme. O silêncio, a forma de se ver o mundo "amplo", belas tomadas são nada mais e nada menos do que a real visão que aquele povo "Mennonita", citado neste filme, vive. O filme mostra como podemos esconder "coisas erradas" por de traz de belas pinturas, locais estes onde ficam sucumbidos as mentiras, farsas e artimanhas de todo o tipo de ser humano. Sou Mennonita de raça e sangue e moro no Brasil. Não que isto me orgulhe ou que me envergonhe... É apenas a minha realidade. Vivo esta vida que é apresentada no filme, é claro que com um toque de modernismo, coisa que eles, até a presente data ainda não aceitam, mas vocês não tem noção do mundo que eles vivem. Os reais nomes e sobrenomes dos artistas deste filme são nomes corriqueiros em minha vida pessoal. Para tanto, gostaria de apenas deixar este pequeno relato, não que este seja o certo ou o errado. Mas apenas uma forma diferente de se entender este belo filme. Obrigado a todos... PS.: Eu leio, falo, escrevo e faço piadinhas com esta língua "Plautdietsch" que eles utilizam. Grande abraço a todos...

12/10/2009 - Elaine Fiori (63 anos)

12/10/2009
Elaine Fiori (63 anos)

14
  Bom
Denunciar
Eu adoro filmes polêmicos, filmes que retratam diferentes personalidades, mas achei este filme muito parado, apesar da bela fotografia do nascer e do por do sol, que demoram uma eternidade, (me fez até sair da sala e voltar depois de cinco minutos). Pensei que o filme fosse mais abrangente no tema dos menonitas, mas não me acrescentou nada a não ser que são normais como todos nós, que a paixão pode acontecer a qualquer um. Gostei da ombridade do cara que contou a esposa e a aceitação dela, não submissa, mas a meu ver compreendendo o drama dele
O que faltou para mim foi chegar a conclusão do final, se seria simbólico ou se aquele beijo foi o beijo do príncipe encantado.

08/03/2010 - Eliane Fioravante Garcez (49 anos)

08/03/2010
Eliane Fioravante Garcez (49 anos)

15
  Bom
Denunciar
Este filme me deixou muito intrigada. Me senti meio sem cultura para poder reconhecer nele os comentários elogiosos que tem recebido. Possui uma bela fotografia e retrata o cotidiano de uma cultura que desconhecia. Nela um homem, casado, vive um dilema ao se apaixonar por outra mulher. A conversa dele com o pai sobre esta paixão/traição e as palavras que ouve do pai quando este confessa experiência parecida, me fizeram pensar sobre o significado do sexo, do amor e da família para o mundo masculino. Isto sim provoca reflexões interessantes, no entanto o filme torna-se aborrecido pela lentidão extrema das cenas. Para mim o final não ficou claro. Ou será que é do tipo "É livre pensar, é só pensar" como dizia Millôr Fernandes?

18/05/2010 - Magalhoeira (26 anos)

18/05/2010
Magalhoeira (26 anos)

16
  Regular
Denunciar
O filme é lento... Contra todas as analises fotos-audíveis-imaginarias - o filme É MUITO LENTO..., mas da pra assistir pela delicadeza das cenas.

02/01/2011 - José Batista (50 anos)

02/01/2011
José Batista (50 anos)

17
  Ruim
Denunciar
Belíssima fotografia. Tomadas de cenas muito cansativas. Muito tempo a camara focando uma imagem. Não fosse pelo tempo perdido com imagens cansativas, o filme não teria mais que meia hora. Não entendi nada no final, quando a mulher morta, retoma a vida. Não me atreveria a rever este filme.

01/07/2012 - Sueli (48 anos)

01/07/2012
Sueli (48 anos)

18
  Bom
Denunciar
Muito bom, tem que gostar de filmes bons para entender, porque é muito lento e quem não gosta de pensar não vai querer ir até o final.

10/01/2013 - Selma (60 anos)

10/01/2013
Selma (60 anos)

19
  Ótimo
Denunciar
Filme maravilhoso, adorei, fotografia linda, belas imagens, a cena em ela chora na chuva e especia muito intensa, filme só pra aqueles que gostam mesmo de cinema.

06/04/2013 - Carlos N Mendes (46 anos)

06/04/2013
Carlos N Mendes (46 anos)

20
  Bom
Denunciar
"Luz Silenciosa" me revelou um novo mundo. Os menonitas, fundamentalistas cristãos, saíram do Canadá devido leis educacionais daquele país, e parte deles foi parar no norte do México. Hoje há 100 mil por lá, muito pouco integrados à sociedade mexicana, mesmo sendo mais abertos ao mundo exterior que seus irmãos amish. O filme surpreende por mostrar que mesmo pessoas tão fiéis aos seus princípios não estão imunes a desvio de conduta; difícil para mim imaginar uma situação assim numa comunidade como essa. Nota-se um amadorismo de principiante na maior parte dos atores; e o ritmo é lento - algumas vezes, interminavelmente lento, faz Bergman parecer diretor de videoclip da Madonna. Nunca imaginei que o norte do México poderia ter tal exuberância de paisagem, sempre imaginei que ali só houvesse deserto e calor. Somando tudo, o filme tinha muito para ser memorável, mas o final... Nos últimos 5 minutos, a narrativa dá uma guinada de 90 graus e muda de Bergman para Buñuel. Desculpe, mas cinematograficamente para mim, isso é pecado. Não é um problema de estilo, na verdade trata-se de trair a própria narrativa. Graças a Deus há pessoas com mais discernimento, que consegue ver o gênio por trás desse gesto de Reygadas; comigo não funcionou. Mas é um filme no mínimo curioso, se você gosta de fugir do hambúrger com fritas de Hollywood.

06/04/2013 - Carlos N Mendes (46 anos)

06/04/2013
Carlos N Mendes (46 anos)

21
  Bom
Denunciar
Ao Anderson (cometário 13) : admiro como menonitas e amishes conseguem ser felizes no meio de tantas 'tentações' modernas. Concentrar-se em nossas vidas espirituais é muito difícil num mundo globalizado, e pode-se dizer que vocês são vencedores. Fiquei desalentado ao descobrir que há um plano de 'evacuação' de TODOS os menonitas do México para uma ex-república soviética, devido à 'guerra dos cartéis' que engoliu os estados de fronteira, especialmente Chiuhaua, onde se passa "Stellet Licht". Esse mundo que Carlos Reygadas mostrou infelizmente está ameaçado. Rezemos para que o filme não se torne num futuro próximo o único registro digno de um mundo em extinção. Um abraço.

15/05/2013 - Denise (32 anos)

15/05/2013
Denise (32 anos)

22
  Péssimo
Denunciar
Se há uma palavra para definir esse filme é LENTIDÃO total! E olha que gosto de filmes lentos, adoro cinema iraniano e europeu. Não sou do tipo que só gosta do circuito comercial americano não. Mas nesse filme usei a tecla avançar como nunca tinha feito antes... A história poderia ter dado um excelente filme, o trailer passa uma ótima impressão, mas o filme em si foi decepcionante.

15/06/2013 - Van (40 anos)

15/06/2013
Van (40 anos)

23
  Péssimo
Denunciar
O Filme poderia ter explorado melhor a cultura menonita, não desta forma. Não é só a lentidão, o filme é...

26/06/2013 - Vitoriam Barbosa Viegas (53 anos)

26/06/2013
Vitoriam Barbosa Viegas (53 anos)

24
  Bom
Denunciar
QUEM NÃO VIU, NÃO LEIA. Assisti, por acaso na televisão, TV Brasil, canal 2, mas peguei o bonde andando, mesmo sem saber expressar os meus sentimentos em relação a um filme (critica), fiquei impressionada e talvez sensibilizada com a cena no final quando a mulher chora debaixo da chuva e acaba morrendo, e no final quando ele recebe o beijo (no velório) e é iluminada.

02/01/2021 - Robson (61 anos)

02/01/2021
Robson (61 anos)

  Ótimo
Denunciar
Drama mexicano com muita sensibilidade. Bela fotografia.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho (spoiler), mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiler? /    
Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:


Últimos Visitados

Luz Silenciosa (Stellet Licht / Silent Light)

Copyright © 2021 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.