A Estrada 47


Sinopse


Na Segunda Guerra Mundial, 25 mil soldados da FEB (Força Expedicionária Brasileira) foram enviados para combater o Eixo: Alemanha, Itália e Japão. Quase todos os homens encaminhados eram de origem pobre e, em sua maioria, despreparados para o combate. Desesperados, com frio e fome, os pracinhas têm de optar por enfrentar a Corte Marcial ou encarar novamente o inimigo. Depois de tentar descer o Monte Castelo, conhecem o jornalista Rui (Ivo Canelas), que conta sobre um campo minado ativo que parece a oportunidade perfeita para o grupo redimir, mas muita coisa ainda está por acontecer e a guerra está longe de acabar.

Informações


Título no Brasil A Estrada 47
Título Original A Estrada 47
Ano Lançamento
Gênero Drama / Épico / Guerra
País de Origem Portugal / Itália / Brasil
Duração107 minutos
Direção
Estreia no Brasil 07/05/2015
Estúdio/Distrib. Europa Filmes
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Roberto
... Guimarães (Guima)
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


12/05/2015 - Cris (41 anos)

12/05/2015
Cris (41 anos)

  Péssimo
Denunciar
Péssimo, como todo filme brasileiro!

30/05/2015 - Sérgio Sarmento (60 anos)

30/05/2015
Sérgio Sarmento (60 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde NO CINEMA quando (ufa!) tivemos sua estreia em minha cidade. Estava com muito medo de não poder assistir um filme com o gabarito desta obra. Assisti o trailer do filme uma só vez em uma das muitas idas ao Espaço Itaú na sala 08 de minha cidade. Acontece que o filme é lançado nacionalmente e o tal Espaço não apresenta o filme e nada até hoje. Coube tal primazia para outra casa menos famosa na minha cidade do que aquele complexo de casas no pais. Mas vamos aos finalmentes! Olha! Filme sensacional! Filme de guerra é uma raridade no pais. Incluo nisso o século passado. Posso até me enganar. Mas é o primeiro filme do gênero no pais. Quem dúvida? É uma obra que enaltece o heroísmo do soldado brasileiro. É filme que nos faz acreditar em um pais tão vilipendiado por ladrões, corruptos e o pior. Nossas autoridades estão presas ou vão ser presas por ser pessoas ruins e despreparadas. Quem não acredita? Vejam o caso do mensalão! Leiam sobre o caso do petrolão. Até o ex-presidente da CBF o sr. Marin está preso, ainda hoje, na Suíça por receber propinas de empresas em negociatas de futebol. Poxa! Então esse filme é um balsamo para as pessoas honestas que, ainda, acreditam em um futuro melhor para Brasil. Só por isso o filme deve ser visto. Mas, também, não é só isso não. Em uma belíssima produção brasileira juntamente com Portugal e Itália que custou 8 milhões de reais. Com um fotografia linda mesmo. Em um tom marrom escuro para representar a tristeza da guerra. O diretor Vicente Ferraz foi de uma felicidade imensa com esse filme. Utilizou um imenso material de pesquisa. Não só do Brasil. Mas principalmente italiano. A obra começa dizendo que foram mandados para Itália mais de 25 mil soldados. E eu completo dizendo que em sua grande maioria analfabetos e despreparados para tal missão. Os países europeus e os EUA pouco sabem sobre esses valorosos brasileiros. Aliás e sendo honesto. Poucos brasileiros sabem que o Brasil enviou soldados para o front europeu (Itália) nas Segunda Grande Guerra que vai de 01.09.1939 até o final do conflito que se dá no front oriental que foi no Japão com as bombas atômicas de Hiroshima (06.08.1945) e Nagasaki (08.08.1945). Me desculpem meu proselitismo é que tudo isso " ferve " em minha cabeça desde minha adolescência. Filmado em quase sua totalidade na fronteira italiana com Áustria. Utiliza os soldados da FEB como complemento histórico para falar da vida de seis militares ficticíos, mas de uma credibilidade pouco vista em obras cinematográficas. O filme me encantou, repito, pois mostra que devemos enaltecer nossos heróis. E depois pessoal assisto tantos filmes norte americanos que enaltecem eles (os heróis deles). Vejam o caso de Sniper Americano (2014). E confesso que não nutro muito o sentimento da inveja. Mas quando é tocada, ao final do filme para homenagear aquele ato fúnebre, O TOQUE DE SILÊNCIO, confesso que chorei. Pois, além disso tudo, estamos falando de uma GRANDE música e que mexe mesmo com a gente sob todos ângulo que se possa imaginar. Mas com esse filme podem ter certeza o trabalho do senhor diretor Clint me deixou com uma inveja do enaltecimento daquele herói. Por isso esse A Estrada 47 é uma grande obra. Que faz de todos nós também um herói. Por fim gostaria de acrescentar que A ESTRADA 47 ganhou No Festival de Gramado (RS) o Kikito de melhor filme em sua última edição de agosto de 2014. Só gostaria de dizer que mesmo não assistindo os demais competidores posso afiançar que foi um legitimo prêmio por seus méritos cinematográficos. Ah! Detesto falar de qualquer comentário de outros colegas. Simplesmente por conhecer minha capacidade intelectual. Mas o colega acima que me desculpe! Das duas uma! Ou assisti outro filme ou simplesmente esse senhor não é brasileiro. Pois o disparate de opiniões é abissal! Mas agora vou pedir desculpa para os meus queridos leitores que chegaram até aqui neste meu comentário que acima de tudo é muito emotivo. E por isso vou terminar com uma das frases clássicas de minha autoria. E TENHO DITO!

01/07/2015 - Paulo (44 anos)

01/07/2015
Paulo (44 anos)

  Ruim
Denunciar
Na minha opinião o filme é realmente ruim, não diria como todo filme brasileiro, pois no Brasil se faz ótimos filmes, principalmente comédias e dramas. Mas, enfim todas as opiniões devem ser respeitadas!

10/07/2015 - Henrique (57 anos)

10/07/2015
Henrique (57 anos)

  Regular
Denunciar
A fotografia é indiscutivelmente deslumbrante, o tema, bastante propicio (eu tive um tio que se alistou, mas não foi convocado "algo assim"), mas para mim, cinema acima de tudo é diversão, e não sei, não por ser bem parado, mas não acontece quase nada no filme, acho que faltou algo...

10/07/2015 - Eduardo B. de Morais Lima (18 anos)

10/07/2015
Eduardo B. de Morais Lima (18 anos)

  Regular
Denunciar
Olha, o filme é de regular pra legal, dormi em várias partes, pra falar a verdade, porque ele é muito parado, sério, vi mais por curiosidade porque tem tanto atores brasileiros quanto americanos, algo que alguns filme tem feito ultimamente... Enfim, nota 6...

24/07/2015 - Eduardo Oliveira (34 anos)

24/07/2015
Eduardo Oliveira (34 anos)

  Regular
Denunciar
Senhor Sérgio Sarmento, sou obrigado a discordar quando o senhor diz que esta obra é a primeira do gênero a ser realizada no Brasil. Me espanta o senhor que é um grande conhecedor de filmes, não se lembrar de OLGA, um filme brasileiro realizado em 2004 pelo diretor Jayme Monjardim, inspirado na biografia escrita por Fernando Morais sobre a alemã, judia e comunista Olga Benário Prestes. Um filme premiadíssimo e de grande sucesso! Quanto ao tema de Estrada 47, realmente até hoje só vi documentários a respeito de nossos pracinhas. Li um livro chamado "Crônicas de Guerra - A força expedicionária brasileira na Itália" do autor Cássio Abranches Viotti, um pracinha que expõe nessa obra detalhes do seu diário durante a segunda guerra mundial. Estrada 47 é ficção, mas pode ter certeza que existem histórias magníficas em meio ao caos da segunda grande guerra mundial e fico na esperança de que um dia o cinema nacional nos brinde com uma grande obra, não fictícia e monótona como a citada aqui, mas com uma das inúmeras histórias que nos resgatem o orgulho de sermos brasileiros.

28/07/2015 - Sérgio Sarmento (60 anos)

28/07/2015
Sérgio Sarmento (60 anos)

  Não vi
Denunciar
Não consegui, ainda, assistir novamente este singular filme A Estrada 47. Mas voltei, pois fui instigado pelo Eduardo Oliveira logo acima deste comentário. Olha! Jamais disse em meus mais de mil comentários. Repito! Em meus mais de mil comentários e caminhando celeremente para os dois mil comentários no site InterFilmes. Que sou o dono da verdade. Nunca escrevi isso! E pode ter certeza que nunca escreverei. Sou sim, e grito para todos que não conheço pessoa alguma, viva, que foi mais AO CINEMA do que eu. Pois assisto deste os anos 1959 filmes EM CINEMA. E só neste ano fechei está tarde 241 filme. Naquelas salas maravilhosas e que por enquanto chamamos DE CINEMA. E com isso posso até me enganar, pois minha memória pode faltar ou se enganar. Mas acredito que ainda não foi desta vez que me enganei. É claro que já assisti ao filme Olga e já li, com grande entusiasmo o livro do Morais. E só digo para você Eduardo tenho na minha biblioteca particular. Estou sim falando em filme de GUERRA. No front das batalhas e não um filme pasteurizado e mais chegado " para o filme de telenovelas " pela quantidade de atores globais e o próprio diretor Monjardim em seu primeiro filme. E ele um novelista " de mão cheia " portanto nem era para mim fazer uma critica do filme Olga. Vai " de graça " isso. E depois não consigo falar em " cobras " sem mexer com elas temendo seu veneno. Mas este filme, " monótono " (um dia deste ainda vou escrever porque " o homem comum " pensa em monotonia em todos os filmes que querem nos dizer algo mais que o trivial ) A Estrada 47, como o senhor disse, se passa realmente na segunda guerra é filmado em locações própria, ou seja, na Itália. Uma obra modestíssima em relação ao filme Olga. Esse uma produção que envolve altos capitais da Globo Filmes. Empresa que pelo seu passado não podemos confiar. E ao contrário, repito, A Estrada 47 apesar de todos os pecados (produção em especial) podemos dizer que é excelente. Mas por favor senhor Eduardo continue frequentando bem mais OS CINEMAS. Pois faz um bem para nossa (sua) cultura. E continue pesquisando se existe outro filme de guerra brasileiro. Pois não lembro. E finalmente apareça mais no site InterFilmes com comentários ( mesmo para refutar o que escrevi) pois as vezes me vejo tão sozinho com meus comentários que uso (pode ter certeza) grandes critérios. Pois é feito com a emoção, mas principalmente com razão. Coisas que ao fim e ao cabo nos movem em meio de uma sociedade tão cruel e injusta como a nossa.

05/08/2015 - Eduardo Oliveira (34 anos)

05/08/2015
Eduardo Oliveira (34 anos)

  Bom
Denunciar
Senhor Sarmento, também me senti instigado a voltar e responder seu comentário, só para elucidar algumas questões. Em nenhum momento eu disse aqui, que o senhor seria ou se sentia o dono da verdade. Como um frequentador assíduo e amante de cinema, gosto de ler seus comentários e dos demais colegas aqui no site, na maioria das vezes acho que bem coerentes, principalmente do senhor em particular, apesar de discordar algumas vezes. Mas a beleza de tudo está em tais diferenças que nos apontam verossimilmente as nossas semelhanças, nesse caso, do doce prazer gostarmos de cinema. Quanto ao filme Olga continuo a discordar, pois mesmo não se tratando de um filme que retrata "o front das batalhas" é um filme que nos apresenta a grande tragédia e na minha concepção talvez o momento mais doloroso da segunda grande guerra, que foi o holocausto. Olga foi uma das milhares de vítimas do grande extermínio e a dramaticidade do filme não poderia deixar de ser diferente. Quanto ao seu julgamento do filme ser "filme de telenovelas" pelo fato dos atores serem globais, já se trata de uma questão pessoal que o senhor expõe em relação a emissora citada, portanto, nada a comentar; apesar de que achei sensacional a atuação de Camila Morgado no papel de Olga e até mesmo do Caco Ciocler (ator que ainda não me convenceu) mas que atuou bem como Luís Carlos Prestes. Quanto ao "livro de Morais" citado, sinceramente não conheço. O livro que eu citei é de Cássio Abranches Viotti, praçinha que hoje vive em Belo Horizonte com seus mais de 90 anos e que esteve no campo de batalha, e narra detalhadamente momentos de alegria, tristeza, medo, insegurança, conflitos psicológicos, superação e amor a Pátria, algo que hoje infelizmente vemos raramente, na maioria dos casos em jogos da seleção de futebol. Revi o filme estrada 47 novamente e continuo com a mesma opinião. Acredito senhor Sarmento que pelo fato do filme ser de guerra, não precisa necessariamente mostrar tiros de metralhadora, granadas explodindo, sangue pra todo lado, nem pedaços de corpos, enfim... Por traz dessas violentas batalhas, existem histórias surpreendentes que nos revelam de uma forma mais profunda o que realmente foi a segunda guerra mundial. Não é um filme que mereça ser descartado, mas não vi nada de tão especial para classificá-lo como ótimo. Vou ser generoso e dar um "bom", mas continuo acreditando que o Brasil evoluiu muito em relação ao cinema e que nos falta uma grande obra relembrando e homenageando esses grandes heróis esquecidos no tempo que deram sua vida pela pátria. Apesar da nossa diferença de opinião, especificamente nesse caso, espero que o senhor continue nos brindando com seus belos comentários.

06/08/2015 - Sérgio Sarmento (60 anos)

06/08/2015
Sérgio Sarmento (60 anos)

  Não vi
Denunciar
Na realidade o filme A Estrada 47 assisti duas vezes NO CINEMA neste ano em curso. Mas assim Eduardo Oliveira. O tal livro do Morais. Que estava me referindo era OLGA do Fernando de Morais. Obra que foi baseado o filme que a atriz Camila Morgado (concordo que ela é muito boa) brilhou. Solidifico meu desagrado ao filme Olga. É um filme " bonitinho " mas não passa disso. Quando escreves "... Se trata de uma questão pessoal que o senhor expõe em relação a emissora citada... " Só quero deixar bem claro. Qualquer opinião que dou sobre qualquer coisa. Seja política, econômica, social, cultural, isto é, sobre tudo mesmo. Isso tudo é uma opinião pessoal. É minha bagagem acumulada em experiências demais de 50 anos de atividades culturais ou não. Portanto tudo que falo e escrevo é e sempre será pessoal. Por outro lado quero firmar que gostei muito de seu último comentário e em sua generosidade em dar " bom " ao filme A Estrada 47. E por favor! Assista mais filmes e compareça com seu comentário. Pois pode acreditar. Suas afirmações no site InterFilmes só enobrece um cultura tão extraordinária como é CINEMA. Coisa que elegi há mais de 50 anos como minha ARTE preferida entre a Literatura, a música, a Ópera, a Dança, o Teatro e Artes Plásticas. É claro que pessoas como nós gostamos e precisamos todas elas para viver. Pois na essência (muita gente ou a grande maioria não acredita nisso) somos " um animal " em busca de novos prazeres (cultura). Mas em particular prefiro sempre aquela que chegou por último. Aquela mais nova. Falo, repito, DE CINEMA! No mais sempre me queira bem e com certeza vamos estar junto em um próximo comentário. No meu (quase sempre) ou no seu (espero mais assiduidade). Um abraço!

13/09/2015 - Assuero Prado (59 anos)

13/09/2015
Assuero Prado (59 anos)

  Péssimo
Denunciar
Horrível, filme ruim mesmo.

17/01/2016 - Humberto (26 anos)

17/01/2016
Humberto (26 anos)

  Ótimo
Denunciar
Excelente! Mesmo sendo uma ficção, a obra representa de maneira fiel a participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Itália durante a II Guerra Mundial. Um filme necessário historicamente para o nosso cinema brasileiro, além de emocionar.

23/02/2016 - NetoUlrich (24 anos)

23/02/2016
NetoUlrich (24 anos)

  Bom
Denunciar
Um dos melhores filmes brasileiros.

02/03/2016 - Paulo (45 anos)

02/03/2016
Paulo (45 anos)

  Ruim
Denunciar
Mais um filminho brasileiro de quinta categoria e mais uma tentativa de transformar a vergonhosa participação do Brasil na segunda guerra em algo heroico e importante.

22/04/2017 - João Carlos Nascimento (53 anos)

22/04/2017
João Carlos Nascimento (53 anos)

  Bom
Denunciar
Um filme com pouca ação, mas vale a pena conferir.

30/03/2018 - Robertocarlosm (57 anos)

30/03/2018
Robertocarlosm (57 anos)

  Ruim
Denunciar
Assisti no canal Brasil hd, achei bem ruinzinho, história mal produzida e mal dirigida, atuações nem um pouco convincentes, cenas de ação mal elaboradas, não recomendo.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho (spoiler), mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiler? /    
Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:


Últimos Visitados

A Estrada 47 (A Estrada 47)

Copyright © 2021 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.