Mãe Só Há Uma


Sinopse


A vida do adolescente Pierre vira de cabeça pra baixo quando ele  recebe uma denúncia e é obrigado a fazer um teste de DNA. Após o resultado, ele descobre que sua mãe não é sua verdadeira mãe e é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola... e de gênero?

Informações


Título no Brasil Mãe Só Há Uma
Título Original Mãe Só Há Uma
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Brasil
Duração82 minutos
Direção
Estreia no Brasil 21/07/2016
Estúdio/Distrib. Vitrine Filmes
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... Pierre / Felipe
... Joca
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Silent Shuffle”(Taken from the album "The Princess")
Interpretada por Parov Stelar Ft. Jerry Dimonza
Escrita por Marcus Fuereder & Gerd Rahstorfer
Label: etage noir recordings
Published by: etage noir publishing
© 2012 etage noir recordings
www.etanoir.com & www.parovstelar.com
“Cabeça Inflamada”Escrita por 'Pedro Tambellini (II)' (qv
Interpretada por Berna Ceppas, Felipe Fernandes, Gabriel Guerra, Pedro Carneiro, Pedro Tambellini
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


26/07/2016 - Camila (40 anos)

26/07/2016
Camila (40 anos)

  Não vi
Denunciar
Ainda não ví, mas parece ser interessante. Dizem que a direção está muito boa!

26/07/2016 - Sérgio Sarmento (62 anos)

26/07/2016
Sérgio Sarmento (62 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA nesta data quando tivemos o lançamento em nível nacional. Olha! Chega a ser gratificante e nos dá uma esperança "medonha" em acreditar nas (o) profissionais como a diretora Anna Muylaert e que trabalham no cinema nacional. Cinema, no geral, de um baixo nível de dar dó. Mas acreditem não é de hoje. Faz anos que procuro um cinema diferenciado para um publico que quer e necessita de obras cinematográficas mais inteligentes. Quem manipula a indústria do cinema pensa que somos todos idiotas. Mas NÃO é bem assim! Peço escusas por este desabafo. É que assistindo um bom filme como é Mãe Só Há Uma me fez refletir como a gente é enganado por coisas rasteiras como são as comédias nacionais. É o quarto filme, que me lembro, de ter assistido da cineasta Anna Muylaert. E desde Durval Disco (2002) só vemos qualidade. O filme atual não é seu melhor. Mas fornece subsídios para uma boa obra. Desta vez ela procura argumentos sobre um caso dos anos 1990. E que foi o sequestro de uma criança em pleno berçário de um hospital. Para não tornar um filme de crime e castigo para os elementos que participa. A obra se preocupa em demonstrar as causas e consequências para os participantes. Em especial para as crianças (hoje bem grandinhos) que participaram do ocorrido. Com uma belíssima interpretação do novato ator Naomi Nero. Ele simplesmente faz um papel bem difícil mesmo. Pois se caracteriza com um ser andrógino (sinceramente tenho que usar um termo do século passado para representar tudo isso). E que até podemos dizer que seria uma defesa para toda aquela situação esdrúxula por assim dizer. Mesmo ficando longe da estrutura dramática, social, mas principalmente sócio econômica como foi seu último e ótimo Que Horas Ela Volta (2015). Este atual e por ser uma obra altamente diferenciada merece nosso apoio. Principalmente quem clama, e pensa como eu, por uma coisa inteligente e longe destas obras pasteurizadas como é nosso cinema nacional. Vá e dê um banho de sabedoria para seus neurônios, pois eles vão agradecer. Amém!

16/11/2016 - Henrique (59 anos)

16/11/2016
Henrique (59 anos)

  Bom
Denunciar
Me lembrou o caso real do garoto Pedrinho, roubado no berçário e encontrado na adolescência. Roteiro muito interessante, pena que o filme é muito curto e com isso não consegue explorar as consequências sobre o garoto e a família, a partir do reencontro. Mas sem dúvida, uma boa produção do cinema brasileiro que infelizmente ainda prefere investir nas bobas comédias de risos amarelos.

27/12/2016 - Kassio (19 anos)

27/12/2016
Kassio (19 anos)

  Bom
Denunciar
Uma bela produção nacional, ignorada pela mídia brasileira, com um elenco desconhecido, mas competente, o filme só peca por não aprofundar a história e ser curto demais, mas vale a pena ser visto.

15/01/2017 - Sandra (40 anos)

15/01/2017
Sandra (40 anos)

  Ótimo
Denunciar
Uma produção simples, de baixo custo, mas que tem uma história forte. Fiquei o tempo todo me colocando no lugar do personagem principal, numa idade que já é conflituosa. Pior que existem histórias assim...

25/01/2017 - Sandra (53 anos)

25/01/2017
Sandra (53 anos)

  Ruim
Denunciar
Parecia que ia decolar, depois se perdeu, inclusive com cenas desnecessárias e sem um aprofundamento no tema.

12/03/2017 - Bessa38 (78 anos)

12/03/2017
Bessa38 (78 anos)

  Bom
Denunciar
Tratado com muita competência e sabendo o que dizer, a diretora ANNA MUYLAERTE, traça um roteiro, sobre um assunto bastante contundente, com muita perspicácia, como sempre o faz em seus filmes.

16/02/2021 - Dunha da Cunha (35 anos)

16/02/2021
Dunha da Cunha (35 anos)

  Ruim
Denunciar
Assisti, semanas atrás, no Sesc. Digital, um filme maravilhoso. Extremamente sensível e cativante. A qualidade do filme me impressionou bastante, principalmente porque não esperava nada, não devendo em nada para filmes hollywoodianos. Uma pena que o filme que assisti só tinha início e meio. O final não não estava disponível. (Se alguém souber onde posso encontrar o filme inteiro, por favor me avise. Contém ironia!) O filme termina do nada. Sabe o basicão que toda redação tem que ter introdução, desenvolvimento e conclusão. O filme só introduz a trama e as personagens, desenvolve toda aquela complexa problemática, e quando ele está no auge das tensões, que você espera para ver como o filme vai finalizar aquilo tudo: créditos finais. Uma decepção! Nota 3 de 10.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho (spoiler), mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiler? /    
Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:


Últimos Visitados

Mãe Só Há Uma (Mãe Só Há Uma)

Copyright © 2021 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.